COMO COMPRAR OS LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em adquirir os livros publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com para obter informações.

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

RIO - INSEGURANÇA - AMANHÃ - REUNIÃO DE CORONÉIS PM NA AOMAI



Prezados leitores, amanhã, às 11:00 horas, Coronéis da Polícia Militar se reunirão na AOMAI, situada na Rua Camerino, 114, 2o andar, Centro, Rio de Janeiro.
O tema principal será a gestão da segurança pública.
Cabe esclarecer que o encontro foi agendado na segunda quinzena de agosto em face da crescente insegurança vivenciada no Rio de Janeiro, situação que ainda sofreu um agravamento nos últimos dias, aumentando a importância da discussão dos temas pertinentes à gestão.

Juntos Somos Fortes!

O IMPEACHMENT DE DILMA PODERÁ "MELAR" ?




Prezados leitores, sempre fomos favoráveis ao afastamento da ex-presidente Dilma Rouseff (PT) e não só o dela, mas também do seu vice Michel Temer (PMDB), sendo convocadas novas eleições.
É importante deixar nosso posicionamento bem claro, todavia, salvo melhor juízo, o impeachment da ex-presidente não obedeceu o contido na Lei número 1.079.
O Senado Federal se afastou da referida lei ao desmembrar a votação do impedimento e da perda dos direitos políticos.
Quais serão as consequências?
Não sabemos, porém está claro que a condenação perdeu o sentido com a permissão para que volte a ocupar cargos públicos.
Se o que Dilma cometeu é tão grave que deve ser punido com o impedimento, ela deveria também ter os direitos políticos suspensos.
A lei determina:
"LEI Nº 1.079, DE 10 DE ABRIL DE 1950. 
Define os crimes de responsabilidade e regula o respectivo processo de julgamento.
(...)
 Art. 33. No caso de condenação, o Senado por iniciativa do presidente fixará o prazo de inabilitação do condenado para o exercício de qualquer função pública; e no caso de haver crime comum deliberará ainda sobre se o Presidente o deverá submeter à justiça ordinária, independentemente da ação de qualquer interessado".. 

Nós respeitamos todas as opiniões em contrário, mas no nosso entendimento a lei determina que no caso de condenação (como foi o caso), "o Senado por iniciativa do presidente fixará o prazo de inabilitação do condenado para o exercício de qualquer cargo público".
A lei não deixa margem a qualquer dúvida.
Não poderia ser realizada uma votação para decidir isso.
O Senado mudou a lei.
Vamos acompanhar os desdobramentos.

Juntos Somos Fortes!

PS :
1) Texto complementar recebido.que demonstra a clara violação à Constituição Federal:

O presidente do STF ao presidir o processo de impeachtment estava isento até os "44 minutos do segundo tempo" mais... ele que é um dos defensores naturais da Constituição Federal, tratou de rasgar a carta magna ao realizar a separação no sentido de realizar uma votação para o impeachtment e outro para os direitos políticos e inabilitação por 8 anos. ERRADO Ele fugiu do que a carta mãe (CF) manda no Art. 52, Inc. I, PU. Art. 52 - Compete privativamente ao Senado Federal: Inc. I - Processar e julgar o Presidente da República e o Vice presidente da República, bem como ministros de Estado... Objeto pelo qual ele afrontou foi este, parágrafo único. PU - Nos casos previstos nos incisos l e ll, funcionará como presidente o do Supremo Tribunal Federal, limitando-se a condenaçao que somente será proferida por 2/3 dos votos do Senado Federal, à perda do cargo, COM inabilitação, por 8 anos para o exercício de função pública, sem prejuízo das demais sanções judiciais cabíveis. Vejam a lei associa uma coisa a outra, já o presidente Ricardo Levandowisk rasgou a Constituição e desmembrou tendo o resultado parcial. A inteligência desse artigo constitucional não foi cumprida, sendo assim, dando margem para questionamentos no STF sobre a inconstitucionalidade do ato e a afronta a letra da lei.

2) Leiam também que o STF já decidiu que não pode ocorrer a dissociação que foi feita hoje no Senado Federal;
http://blogs.oglobo.globo.com/lauro-jardim/post/stf-decidiu-que-perda-de-mandato-e-inseparavel-de-inabilitacao.html

terça-feira, 30 de agosto de 2016

RIO: NÃO VOTE PAES! NÃO VOTE PEDRO PAULO! NÃO VOTE 15!

Prezados leitores, em defesa da população, em defesa do funcionalismo e em defesa dos Policiais Militares e Bombeiros Militares, temos que varrer o PMDB do Rio Janeiro.




"Site R7 Notícias
29/8/2016 às 12h38 (Atualizado em 29/8/2016 às 14h54)
TRE notifica Paes e Pedro Paulo sobre entrega de imóvel em vídeo polêmico; fora do prazo eleitoral, diz Paes 
Justiça quer saber data do evento, já que prefeito não pode fazer inaugurações desde junho 
Depois de um vídeo em que o prefeito Eduardo Paes e o candidato à Prefeitura do Rio Pedro Paulo (PMDB) aparecem inaugurando um apartamento e entregando a chave a uma moradora, a Justiça Eleitoral decidiu notificar os políticos para descobrir quando a situação aconteceu. De acordo com o TRE (Tribunal Regional Eleitoral), nenhuma inauguração pode ter sido feita depois de 2 de junho. Em nota, o prefeito Eduardo Paes disse que o vídeo foi feito em maio de 2015, fora do período eleitoral.
No vídeo, Paes aparece mandando uma moradora "trepar muito" durante a entrega de moradias populares pela Prefeitura do Rio. O vídeo com a sugestão do prefeito viralizou nas redes sociais e causou polêmica entre internautas.
Para o TRE, a investigação não se trata de uma questão moral e não se refere ao comportamento do prefeito. Se considerado culpado, o candidato pode ter seu registro cassado.
No vídeo, a mulher comemora após receber as chaves do prefeito. Paes entra no imóvel e dispara: "vai trepar muito nesse quartinho", dirigindo-se à nova moradora. Em seguida, Paes pergunta a Rita se ela é casada e prossegue com as piadinhas. "Vai trazer muitos namorados pra cá. Rita, faz muito sexo aqui, Rita", aconselha o prefeito (Leiam mais)"

Juntos Somos Fortes!

POR QUE O RIO QUEBROU? JORNALISTA CID BENJAMIN

Prezados leitores, transcrevemos artigo sobre a crise econômica do Rio de Janeiro.


"Prestes A Ressurgir 
Um espectro ronda o mundo...
sexta-feira, 5 de agosto de 2016
Por que o Rio quebrou?
Estado deixou de arrecadar R$ 185 bilhões com ICMS, por conta de isenções a grandes empresas 



CID BENJAMIN 
O Estado do Rio está quebrado. A afirmação não é nova. O próprio governador decretou calamidade pública. Mas o Rio não quebrou por algum desastre natural. Quebrou por práticas indefensáveis e inaceitáveis de seus governantes. 
Cabral, Pezão e, agora, Dornelles culpam a queda do preço do petróleo, e a consequente diminuição das receitas dos royalties, pela situação. É meia verdade. E, como muitas meias verdades, esconde uma enorme mentira. 
Vamos deixar de lado as denúncias das comissões que teriam sido recebidas por autoridades, encarecendo as obras públicas. Afinal, são feitas por empresários confessadamente corruptos que tentam diminuir as penas com “delações premiadas”. É preciso esperar pela manifestação final do Judiciário. 
Para explicar a falência do estado, e sem acusar quem quer que seja de corrupção, vamos nos ater ao que está documentado: os favores a grandes empresas e a farra das isenções fiscais. 
Antes de tratarmos das concessões mais volumosas, vale a pena fazer registros que são pitorescos. Dentre as empresas agraciadas com isenções fiscais, uma é a Termas Solarium. Outra, os cabeleireiros Werner. Uma terceira, as joalherias H. Stern. Fica a dúvida sobre os critérios para as isenções. 
Outro fato inusitado: em dezembro de 2015, tomando uma decisão a que não estava obrigado, Pezão resolveu pagar a conta de luz da subsidiária da Odebrecht que opera os trens da SuperVia, no valor de R$ 38 milhões. A justificativa? As tarifas de energia subiram mais do que o previsto e, por isso, a margem de lucro da empresa foi menor do que o esperado. Ora, as tarifas subiram para todos os consumidores. Por que o presente de Natal para a Odebrecht? 
Mas — é forçoso reconhecer — embora isso tudo seja grotesco, não foi o que quebrou o estado. 
Vamos, então, ao cerne da questão, com números do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Entre 2005 e 2015, o governo arrecadou R$ 236 bilhões com o ICMS — a sua segunda fonte de receita, logo depois dos royalties do petróleo. Mas — pasmem! — deixou de arrecadar R$ 185 bilhões com o mesmo imposto, por conta de isenções a grandes empresas. É estarrecedor. 
Para cada real que arrecadou de ICMS, o estado isentou R$ 0,78. 
Mesmo em 2015, já em declarado estado de crise, com os salários de servidores em atraso, hospitais fechados e a Uerj inviabilizada, foram mais de R$ 36 bilhões em renúncia do ICMS. Esse valor é superior ao que foi arrecadado com o imposto (R$ 35 bilhões). Como isso se explica? 
Até mesmo as empresas que estão na dívida ativa do estado, que hoje alcança R$ 66 bilhões, foram agraciadas com favores no ICMS. Das 11 maiores devedoras, seis receberam isenções, duas têm sedes fantasmas e três faliram. Sabendo-se disso, fica claro por que o estado está quebrado. 
É preciso que a população tenha ciência desse quadro para que possa avaliar as gestões do PMDB. E para que possa cobrar, não só daquele partido, mas de outros — como PT e PCdoB — que lhe deram sustentação ao longo desse tempo. 
Cid Benjamin é jornalista (Fonte)".

Juntos Somos Fortes!

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

AS MORTES ANTECIPADAS NO RIO DE JANEIRO



Prezados leitores, a ciência tem proporcionado à humanidade um aumento da expectativa de vida.
A cada geração o homem vive por mais tempo.
Uma vitória para todos nós: o adiamento da morte física por causas naturais.
Nos países civilizados a população segue envelhecendo, não só em razão dos avanços científicos, mas também porque nesses países as mortes "não naturais" são minimizadas.
A população brasileira também está envelhecendo, todavia ainda sofre muito com as "mortes antecipadas".
Nos conceituamos "mortes antecipadas" como aquelas que ocorrem por erros de gestão dos governantes. Mortes de cidadãos que teriam condições de viver por mais tempo, mas que têm a vida abreviada por culpa da má gestão dos governantes.
O Rio de Janeiro é um grande exemplo da ocorrência de "mortes antecipadas".
Elas ocorrem nos sistema de saúde, onde cidadãos morrem em filas ou em macas estacionadas em corredores dos hospitais e das clínicas públicas, sem receberem o atendimento devido e necessário para manter a vida. Morrem quando deviam continuar vivas.
O noticiário divulga casos quase que diariamente, embora a maioria deles fique oculta nas estatísticas hospitalares, onde não existe a causa: "morte por culpa do governo".
As "mortes antecipadas" ocorrem também em grande número pelo descontrole da violência que gera um quadro de total insegurança pública.
As rotineiras mortes por "balas perdidas" são um exemplo.
A morte de jovens Policiais Militares que trabalham nas Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) é o mais claro exemplo de "mortes antecipadas" por erro dos governantes.
Jovens brasileiros que perdem a vida de forma antecipada. 
Os governantes assumiram o papel de carrascos.
Em apertada síntese, a ciência está prolongando a vida humana, mas os governantes brasileiros estão abreviando a nossa vida.

Juntos Somos Fortes!

domingo, 28 de agosto de 2016

O IMPASSE EVIDENCIADO NO PROCESSO DE IMPEACHMENT DA PRESIDENTE DILMA



Prezados leitores, o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) segue o seu curso no Senado Federal após sua fase inicial na Câmara dos Deputados.
Ao final dos debates políticos no Congresso Nacional teremos um grupo vencedor e  um grupo perdedor.
A imprensa dá conta que a presidente sairá derrotada, o que determinará o seu afastamento, mas isso ainda está no campo das previsões.
O certo é que seja qual for o resultado, uma  parcela da população brasileira sairá vitoriosa, não em função de ser contra ou a favor do impeachment, mas em função de estar constatando a qualidade dos políticos que estão sendo eleitos como nossos representantes.
A parte da população que está acompanhando os debates desde o início constata com clareza solar que o Brasil jamais irá prosperar enquanto não melhorarmos a qualidade dos nossos representantes políticos.
O quadro é estarrecedor, mas não surpreendente, considerando que os políticos saem da população brasileira, ela que está gravemente enferma em termos de valores éticos e morais.
Isso nos conduz a um problema em face do apocalíptico cenário atual: como escolher melhor o quadro político se quem escolhe não está habilitado para fazê-lo como deveria? 
A resposta a curto e a médio prazos não conhecemos, infelizmente.
Conclamamos a quem tiver que dê publicidade com a brevidade que o quadro deletério exige.
A longuíssimo prazo, salvo melhor juízo, a solução passa pela construção de uma educação pública de boa qualidade que possa revogar a "Lei de Gérson" que vigora no país, sendo exercida de forma ampla, geral e irrestrita por brasileiros e brasileiras, tanto no mundo público, quanto no privado.
Tendo a educação como resposta certa, além das múltiplas gerações que teríamos que aguardar, estamos diante de um novo problema: como mudar para melhorar a qualidade da educação pública se os responsáveis pela promoção dessa mudança são os atuais políticos? 
Políticos que não demonstraram até o momento ter interesse nesse movimento.
Eis um autêntico beco sem saída.
Pobre Brasil.

Juntos Somos Fortes!

sábado, 27 de agosto de 2016

POLÍCIA MILITAR EMITE NOTA DE REPÚDIO CONTRA A REDE GLOBO



Prezados leitores, transcrevemos "nota de repúdio" que circula na internet, atribuída à Polícia Militar em desfavor da Rede Globo:

"REPÚDIO 
A PMERJ manifesta o repúdio em relação ao que está sendo retratado na mini-série ‘Justiça’ da Tv Globo.
Mesmo com uma infinidade de situações que poderiam ser retratadas, a mini-série escolhe como vilão um Policial. 
Justamente aquele profissional que defende a sociedade com a própria vida;  justamente aquele profissional que zela pela segurança do cidadão; justamente aquele profissional que garantiu a tranquilidade dos Jogos Olímpicos.x O que estará pensando a viúva ou um órfão de um Policial, herói de verdade, que perdeu sua vida no combate ao crime.
O que estará pensando o filho de um Policial, herói de verdade, que ficou paraplégico na luta contra o crime. 
O que estará pensando o Policial componente da Polícia Militar, Ativo e Inativo.
Esse tipo de programa, da mesma forma que um humorístico recente, deseduca o cidadão. 
Estimula o desrespeito à Polícia. 
E, ainda que não faça uma referência à PMERJ, faz referência às Instituições Policiais Militares.
Quem enfraquece a Polícia está enfraquecendo a Sociedade ... e fortalecendo o Crime.
Aos Policiais Militares e seu Familiares é sugerido que façam o que de melhor pode ser feito diante de um programa de péssimo gosto e pouca criatividade: MUDEM DE CANAL.
Contem sempre com a Polícia Militar!!! 
Cel Oderlei Santos
Coordenador de Comunicação Social da PM"

Juntos Somos Fortes!

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

RIO:: O CAOS NA SEGURANÇA PÚBLICA E NA DEFESA CIVIL



Prezados leitores, ontem, o RJ-TV da Rede Globo apresentou reportagem sobre o caos na segurança pública e na defesa civil do estado do Rio de Janeiro.
A matéria foi iniciada com números sobre a redução dos homicídios no período olímpico.
O Secretário de Segurança Pública Beltrame foi um dos entrevistados e comunicou que não sairá da função, como chegou a ser noticiado.
Além disso, só garantiu o pagamento do próximo pagamento para os policiais.

"Site G1
25/08/2016 19h34 - Atualizado em 25/08/2016 21h02
Beltrame diz que pedirá que Forças Armadas fiquem no RJ após eleições
Segundo secretário, Rio teve menos assassinatos durante a Olimpíada.
Beltrame disse que continua no cargo pelo menos até o fim de 2016.
"(...) 
Eu tenho algumas coisas silenciosas, talvez sem muito recurso, para fazer e eu não pretendo sair do cargo enquanto eu não fizer isso. Eu sei que você vai me perguntar o que é, mas eu vou responder o que sempre respondi 'tudo o que eu procuro fazer eu não falo, eu mostro'. Eu vou procurar mostrar para a sociedade mais essas ações que eu acho que, em princípio, não precisam de muito recurso, mas são fundamentais para a sociedade e para a Polícia Militar. Eu tenho essas etapas para cumprir e eu vou cumprir essas etapas", garantiu. 
O secretário também garantiu os pagamentos dos policiais no início do mês, mas não sabe como será a situação daqui pra frente (Assistam toda a reportagem)".

Juntos Somos Fortes!

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

O DIA DO SOLDADO E OS 40 DA EVARISTO



Prezados leitores, hoje, dia 25 de agosto, comemoramos o "Dia do Soldado".
O dia que homenageia os militares federais (Forças Armadas) e os militares estaduais (Polícia Militar e Corpo de Bombeiro Militar).
Homens e mulheres que juram arriscar a própria vida em defesa da pátria e da população.
São os únicos profissionais que fazem e cumprem tal juramento.
Patriotismo, idealismo e destemor são alguns valores por eles e elas cultivados.
Hoje, escolhemos para representar o Soldado brasileiro os integrantes do grupo 40 da Evaristo.
Eles que surgiram no ano de 2007 para solicitarem aos governantes salários dignos e adequadas condições de trabalho.
O grupo foi às ruas de forma disciplinada, ordeira e pacífica para  darem conhecimento à população das mazelas enfrentadas pelos Policiais Militares e pelos Bombeiros Militares no seu cotidiano.
Inauguraram no Rio de Janeiro uma nova forma de manifestação dos militares, uma maneira legítima de dar ciência aos principais interessados, os cidadãos, sobre todos os problemas vivenciados pelos Soldados.
Romperam as mordaças impostas nos quartéis, um silêncio que fazia mal a todos, tendo em vista que escondia do povo a verdade.
E, o fizeram, repetimos, de forma disciplinada, ordeira e pacífica.
Parabéns aos 40 da Evaristo que escreveram uma página gloriosa na história militar brasileira.
Ao grupo a nossa melhor continência.

Juntos Somos Fortes!

terça-feira, 23 de agosto de 2016

OLIMPÍADA: JAPONESES PREOCUPADOS COM OS JOGOS DE TÓQUIO



Prezados leitores, os japoneses parecem não ter aprendido nada com os governantes brasileiros sobre a realização de uma Olimpíada.
Os japoneses estão preocupados com o custo dos jogos olímpicos de 2020, conforme noticiou o Jornal Nacional na noite de ontem.
Isso é um absurdo!
Lula da Silva, Dilma Rousseff, Sérgio Cabral, Pezão, Eduardo Paes e outros envolvidos na realização da Olimpíada brasileira, não demonstraram nenhuma preocupação com custos.
Por que o governo japonês está preocupado? 
Será que o povo japonês não vai aceitar a falta de transparência nos gastos como ocorreu no Brasil?
Não vai aceitar os fortes indícios de obras superfaturadas?
Não vai aceitar o não cumprimento de metas, como a despoluição da Baía de Guanabara?
Não vai aceitar o atraso e o parcelamento dos pagamentos do funcionalismo? 
Não vai aceitar o assassinato de policiais?
Não vai aceitar que o legado dos jogos sejam dívidas?
Não vai aceitar um fracasso no quadro final de medalhas?
Talvez a saída para o governo japonês seja convencer o povo japonês a se comportar como o povo brasileiro.
Se tiver sucesso, o governo japonês não tem com o que se preocupar.
O japonês vai passar a aceitar qualquer coisa e ainda vai festejar. 

Juntos Somos Fortes!



segunda-feira, 22 de agosto de 2016

HORA DE AVANÇARMOS NA CPI DA COPA 2014 E NA CPI DA OLIMPÍADA 2016



Prezados leitores, a Operação Lava Jato tem demonstrado que é possível investigar, encontrar provar, condenar culpados, colocá-los nas cadeias e recuperar dinheiro público que tenha sido desviado.
A operação é a inspiração que deve impulsionar a instauração das CPIs da Copa 2014 e da Olimpíada 2016, eventos nos quais existem fortes indícios do uso indevido do dinheiro público.
É preciso investigar e punir os responsáveis.
Caso os parlamentares insistirem em abafar os casos e não investigar, deve caber ao Ministério Público promover as investigações com apoio da Polícia Federal.
O pontro de partida é o evidente mau uso do dinheiro público, tendo em vista que nem a realização da Copa e nem a realização das Olimpíadas podiam ser consideradas como prioridades para o uso dinheiro público do povo brasileiro, carente de saúde, educaçaõ e segurança públicas de boa qualidade.
Todos que contribuíram para esse desperdício do nosso dinheiro devem ser responsabilizados, o mais rápido possível para que sirvam de exemplo.
Ninguém é contra Copa do Mundo, nem Olimpíada, mas o Brasil não tinha e não tem condições de realizar esses eventos de tal envergadura.
A realização dos jogos paraolímpicos está amaecada e mais dinheiro público terá que ser injetado, isso aos milhões.
Só o que se está gastando com a mobilização das Polícia Militar, da Polícia Civil, da Força Nacional e das Forças Armadas ultrapassa a casa dos bilhões de reais.
O dinheiro público que foi e que continuará sendo gasto fará muita falta aos pobres do Brasil, que não terão qualquer legado olímpico, como não tiveram na Copa.
É hora de investigar, encontrar provas, identificar culpados, condená-los, prendê-los e fazer com que devolvam o dinheiro, sejam eles políticos, empreiteiros, patrocinadores ou órgãos da imprensa.
Eis o que o povo deve cobrar a partir de amanhã.

Juntos Somos Fortes!

OLIMPÍADA: ARBITRARIEDADE DA PREFEITURA MANCHA ENCERRAMENTO



Prezados leitores, nos aliamos ao protesto dos integrantes da ONG Rio de Paz e condenamos o abuso da prefeitura do Rio de Janeiro que impediu a livre manifestação do pensamento, um arbitrariedade que nos remete às piores ditaduras que existem no mundo.

"Jornal do Brasil
20/08 às 16h06 - Atualizada em 20/08 às 16h07 
Prefeitura impede protesto de ONG contra legado olímpico no Rio 
Agentes da Guarda Municipal interromperam na manhã deste sábado (20) um protesto da Organização Não Governamental Rio de Paz, na Praia de Copacabana, na Zona Sul carioca. Os guardas retiraram uma estrutura montada pela ONG na areia que retratava uma favela e questionava o legado olímpico para a população pobre da cidade. 
O ato começou às 6h e a estrutura de protesto feirta de papelão, plástico e madeira deveria permanecer até às 17h, mas por volta das 8h30, os agentes retiraram o material. 
Durante o protesto, o fundador da Rio de Paz, Antônio Carlos Costa ressaltou que desde 2007 a ONG realiza protestos com estruturas montadas na Praia de Copacabana e nunca sofreu repressão das autoridades. Segundo Antônio Carlos Costa, a ONG só realizou o ato agora justamente para não atrapalhar o bom andamento da Olimpíada. 
"Poderíamos ter feito no início, poderíamos ter realizado manifestação de rua, temos poder para isso, fizemos no final para não prejudicar os Jogos Olímpicos e acontece isso [retirada dos materiais que estavam na praia. O Rio de Janeiro termina a olimpíada de uma forma péssima. (Leiam mais)".

Juntos Somos Fortes!

domingo, 21 de agosto de 2016

IMPRENSA DEVE OUVIR GUARDAS MUNICIPAIS SOBRE CASO DO SUBPREFEITO DA BARRA



Prezados leitores, a imprensa precisa ouvir os Guardas Municipais sobre o episódio, tendo em vista que circulam nas redes sociais graves denúncias sobre o que teria ocorrido, inclusive sobre o cerceamento aos Guardas Municipais. 

"Jornal Extra
21/08/16 05:00 Atualizado em 21/08/16 09:53
Subprefeito da Barra da Tijuca vai parar na delegacia após briga com guarda municipal 
Rafaella Barros 
Uma briga que ocorreu do lado de fora do Parque Olímpico levou o subprefeito da Barra da Tijuca, Márcio Valente, seu motorista e um guarda municipal para a delegacia na noite de sábado. Segundo testemunhas, o motorista do subprefeito teria urinado na rua. Um agente da Guarda Municipal chamou a sua atenção e o motorista e Valente o teriam intimidado e agredido. 
— Ele já agarrou na gola do guarda, queria dar um soco nele. Os dois agrediram o guarda, e o subprefeito chegou a chutá-lo e ameaçou a família do guarda. — disse uma das testemunhas, que preferiu não se identificar. 
Essa mesma testemunha afirmou que, quando outra viatura da GM chegou, houve várias ligações. Foi quando souberam que se tratava do subprefeito da Barra. De acordo com dois relatos, Márcio Valente estaria descontrolado e teria dito aos agentes que é filho de desembargador. Segundo outras duas testemunhas, o comandante do 31º BPM (Barra da Tjuca), teria, inclusive, sido chamado para intervir no caso e o guarda agredido não teria registrado ocorrência por ordem da Secretário municipal de Ordem Pública (Seop).
— Quando chegamos à delegacia, já tinha dois carros da polícia lá e um inspetor do lado de fora. O caso morreu lá fora mesmo. É ridículo. O cara coagiu todo mundo (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

A OLIMPÍADA QUE VOCÊ NÃO VIU...



Prezados leitores, as grandes redes de televisão mostraram para o mundo quase todas as competições esportivas dos jogos olímpicos, mas não mostraram aspectos relevantes sobre a Olimpíada, como o fato da falta de transparência nos contratos celebrados, o que denunciamos nesse blog.
A seguir um aspecto muito importante também não noticiado para o mundo: as condições de trabalho dos Policiais Militares:

"Blog Pauta do Dia 
PMs enfrentam escalas desumanas e alimentação racionada nas Olimpíadas 
by robertatrindade 
Policiais lotados em Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) que foram colocados à disposição do 19º BPM (Copacabana) e do 31º BPM (Recreio dos Bandeirantes) - para o reforço no policiamento durante os eventos previstos na programação dos Jogos Olímpicos - estão sendo obrigados a trabalhar em Regime Adicional de Serviço (RAS) Compulsório durante suas folgas também nas UPPs. 
"Estou há quatro dias consecutivos trabalhando na escala 12x24x36 e na segunda folga me colocam na UPP", desabafou um soldado que pediu para ter a identidade preservada com medo de represálias. 
Durante o dia, os PMs contam com o apoio de guardas municipais, que fornecem a eles garrafas de água. Já à noite, os policiais recebem dois kits lanche para dividirem entre quatro PMs. 
"Às vezes quando somos em cinco, ganhamos dois kits", lamentou (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

sábado, 20 de agosto de 2016

OLIMPÍADA - DENÚNCIA SOBRE NOVA CONTA PARA A POPULAÇÃO



Prezados leitores, circula uma mensagem nas redes sociais sobre a possibilidade de pagarmos mais uma conta da Olimpíada.
Não é uma informação oficial, mas nós devemos ficar atentos.
Eis a mensagem:

"Os cariocas vão começar a pagar a conta dos gastos olímpicos. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a Light a repassar para as contas de luz do próximo mês o gasto de extra de R$ 432 milhões com o fornecimento de energia para a Olimpíada. Ou seja, a conta vai subir. Pelo caderno de encargos da Olimpíada cabia ao governo estadual bancar o fornecimento de energia para a Olimpíada. No final, com o Estado quebrado, todos os cariocas vão ter que dividir mais essa conta. É o legado olímpico da vergonha". 

Se for um boato, menos mal.
Se for verdade, não podemos aceitar.
PS - Após termos publicado o artigo, constatamos que o fato é tema de reportagem do jornal Extra (Leiam).

Juntos Somos Fortes!