Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

ACUSAR FLUMINENSE DE "REI DO TAPETÃO" DEMONSTRA DESCONHECIMENTO SOBRE FUTEBOL

Prezados leitores, assistam o vídeo e tirem todas as suas dúvidas.





Juntos Somos Fortes!

6 comentários:

  1. Coronel, afinal de contas, o inquérito foi arquivado ou não? O Gustavo Poli, via Twitter, minimizou, novamente, críticas de torcedores do Fluminense, ao afirmar que o destino do escândalo do Brasileirão de 2013 foi o arquivo do MP-SP.

    Como ele sempre tem feito, de uns tempos para cá, ele deletou não só as críticas, como a resposta dele.

    ResponderExcluir
  2. Fora a torcida do Fluminense, quem ainda está dando importância para esta farsa do Brasileirão 2013? Parece que a operação abafa nunca esteve tão forte como agora.

    ResponderExcluir
  3. Me lembrei desse post do Jornalheiros, sobre fatos do mesmo ano em que todos resolveram se unir pra chamar o Flu de "rei do tapetão":
    "Qual clube foi três vezes ao tapetão em 2013?

    Dica #1: a primeira ida ao tapetão foi para tentar ganhar pontos de um jogo empatado do Campeonato Carioca, contra o Duque de Caxias.

    Dica #2: a segunda ida ao tapetão foi para tentar rasgar o regulamento da Copa do Brasil, tentando remover a suspensão do atleta Elias para o jogo contra o Botafogo.

    Dica #3: a terceira ida ao tapetão foi para tentar defender a escalação do atleta André Santos, suspenso, na última rodada do Brasileirão.

    Três tapetões em um ano. Pode pedir música no Fantástico?"
    http://jornalheiros.blogspot.com.br/2014/01/qual-clube-foi-tres-vezes-ao-tapetao-em-2013.html

    ResponderExcluir
  4. A investigação parou quando deu com as fuças nos verdadeiros responsáveis pela farsa: a favela e a plim-plim.

    ResponderExcluir
  5. Coronel, o blog anda muito parado. O que houve? Eu espero que esteja tudo bem.

    O senhor já teve acesso ao inquérito do MP-SP? E quanto à interpelação judicial?

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.