Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

FUTEBOL: A ILHA DE HONESTIDADE DO BRASIL


Prezados leitores, a crônica esportiva nos leva a pensar que no Brasil existe uma ilha onde estão concentrados os honestos do Brasil.
É de domínio público que o país atravessa uma gravíssima crise econômica e financeira, mas poucos percebem que a principal crise é a ética e moral que contamina significativa parcela da população e que inclusive dá origem aos problemas políticos e econômicos.
Em apertada síntese, podemos afirmar: "tem ladrão por todo lado".
A imprensa comprova isso diariamente nos noticiários, isso é inegável.
 Apesar da realidade que vivemos, cronistas esportivos passam a ideia que só existem honestos no futebol, pois basta surgir um sinal de que algo de algum clube grande foi beneficiado por uma "armação" para que logo surjam vozes para desacreditar tal possibilidade.
No futebol as organizações de comunicação, imprensa esportiva, os patrocinadores, os empresários, os dirigentes, a arbitragem, os técnicos, os jogadores e até os torcedores, são todos honestos.
Nessa ilha de honestidade vivem os grandes (e talvez os últimos) exemplos de pessoas honestas do Brasil.
Prezados leitores, a verdade não é essa, o mundo dos negócios no futebol é tão sujo quanto o mundo da política.
Solicitamos desculpas por frustar aos que acreditam, mas essa ilha não existe.
Aliás, nunca existiu.
A história do futebol no Brasil (e em vários países) é repleta de sujeira, a maioria colocada embaixo dos gramados (tapetes de grama).
Sim, existem muitos honestos no mundo dos negócios do futebol, como também existem muitos honestos na política, não podemos generalizar, mas é triste constatar que existem torcedores que não aceitam a possibilidade de que pessoas ligadas ao seu clube possam ter participado de qualquer "armação" para levar vantagem.
Os que acreditam na ilha de honestidade são tolos.
No caso específico do Brasileirão 2013, o promotor de justiça encarregado pelo ICP declarou (algumas vezes) que existem indícios de que alguém ligado à Portuguesa recebeu vantagem para o jogador Heverton ser escalado irregularmente.
Diante disso, caso os indícios sejam comprovados, alguém da Portuguesa recebeu uma vantagem, logo, alguém deu tal vantagem.
Isso é lógico.
Nos tratamos disso no livro, mas não confirmamos que alguém da Portuguesa recebeu e nem que alguém deu, pois não temos o ferramental investigativo necessário para desenvolver os procedimentos necessários para obter tais respostas.
Os fatos, esses chatos.
Não criamos uma teoria, só apontamos fatos, como o silêncio dos QUATRO sites que noticiaram que André Santos não poderia jogar e que depois não noticiaram que ele jogou irregularmente.
Isso não é teoria, são fatos comprovados com as matérias publicadas pelos sites, antes e depois do jogo Flamengo e Cruzeiro.
Quem pesquisar irá comprovar.
O tolo prefere não ler, prefere acreditar na ilha.
Prezados leitores, os que quiserem continuar acreditando que o mundo dos negócios do futebol é a ilha onde vivem os honestos do Brasil, vocês têm todo direito de continuarem no mundo imaginário onde vivem. Todavia, se você sabe que essa ilha não existe, nos ajude a cobrar do Ministério Público de São Paulo os resultados das investigações procedidas pelo CAEGO.
Nós só queremos a verdade.

Juntos Somos Fortes!

PS - Por absoluta falta de tempo para interagir no facebook, temporariamente, estamos desativando nossa conta. Nós consideramos uma deselegância não responder às mensagens, portanto, não temos alternativa.
Nós continuaremos com a conta no twitter ( @celprpaul ) e o e-mail continua sendo pauloricardopaul@gmail.com

7 comentários:

  1. esqueceu de falar que alem do andre santos no poder jogar ele nao precisava jogar mas a diretoria quis assim mesmo colocar a mando de quem o com que intuito o flamengo escalou tal jogador?

    ResponderExcluir
  2. André Santos jogou por causa de um erro administrativo banal do flamengo. Alguém disse que ele podia jogar, mas ninguém foi checar com o departamento jurídico do clube.

    Pode até ter acontecido o inverso: o departamento jurídico ter se enganado e dito que ele podia jogar e todos na sequencia foram na onda errada.

    Mas não importa. No final houve apenas um engano, um descuido rubro-negro. Bem caro, mas somente um erro.

    O que não foi erro foi a escalação do Heverton da Portuguesa, o qual, como já disse várias vezes o promotor Senise do MP/SP, foi escalado de propósito para beneficiar algum clube, certamente um que corria o risco de rebaixamento.

    Naquele momento, o único que não tinha mais possibilidade de reverter o resultado no campo era o Flamengo, que tinha feito o seu último jogo do campeonato na noite anterior.

    Tirem as suas conclusões...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que a imprensa esportiva não noticiou esse erro de escalação -- que custaria a permanência na Série A ao CR Flamengo -- é o grande mistério que o Coronel Paúl tanto gosta de lembrar. Esse é o verdadeiro escândalo do Campeonato Brasileiro de 2013. Parece-me que os rubro-negros não gostam de discutir essa questão, pois simplesmente a ignoram.

      Excluir
    2. Bom essa é sua opinião e Vale lembrar que vc não pode provar, isso é o que vc acha, o flamengo não tinha como reverter no campo mas não precisava comprar ninguém pq os jogos de domingo ainda não tinham acontecido, tanto Vasco quanto flu teriam que vencer, estranhamente o Bahia depois de estar vencendo volta do intervalo morto, é logo após a virada entra o h everton no jogo da lusa,(creio eu pra se concretizar a armação, pois se fossem fazer a denúncia do cara no Banco de reservas iria levantar suspeitas), dirigentes da Unimed jantando com dirigentes da lusa, advogado tietando o Fred e visto jantando com o procurador e não sei se vcs sabem tem 5 clubes que se reúnem com a cbf todo mês e o Flamengo não é um deles além das acusações do Ilídio Lico dando nome aos bois mas que por não poder provar teve que dizer que foi mal interpretado e que estava no trânsito, eu fico imaginando o que vcs tricolores diriam se essa overdose de indícios fossem contra o Flamengo o que vcs diriam, mas o argumento de vcs é que a imprensa se calou e que o Flamengo não tinha mais como reverter no campo, é muita cegueira mesmo ainda teve a torcida cobrando acao nos bastidores, é tanta coisa que a gente até esquece, clube de tapetão, sempre foi, ta sempre Armando pra não jogar a série b.

      Excluir
  3. Em todo tipo de debate tem uma minoria que se acha certa mas está sempre errada, como exemplo temos o pt que está assaltando o país e tem gente que ainda acha que a oposição está querendo dar golpe, outro exemplo é o homem vir do macaco, teoria completamente descabida e sem lógica, mais outro entre tantos exemplos É esse do fluminense se salvando do rebaixamento, 3 exemplos, política, futebol, e religião, 3coisas que não se discute, mas todos com uma coisa em comum a minoria como sempre está errada, só quer tumultuar e fazer o máximo de barulho pra tirar o foco do problema.

    ResponderExcluir
  4. Cara Coronel Paul tenho 21 anos, acabei de passar no concurso de soldado da PMERJ, sou muito jovem, porém tenho observado que na nossa sociedade homens com idade pra serem meus país apresentam uma ingenuidade absurda quanto ao nosso sistema político social, se deixaram alienar pela mídia de esquerda, que diz que o capitalismo é corrupto e o socialismo generoso, e que é mais fácil traçar de sistema do que corrigi-lo(mito).
    Gostaria mesmo que o senhor a exemplo de Olavo de Carvalho preparece um material informático para esses alienados, que estam caindo na tática da subversão (inversões de valores morais, e destruição das instituições) não é possível que um policial militar acredite que a unificação das forças policiais será uma coisa boa! Pelo amor de Deus os mesmos que propõem isso são os mesmo que chamam o mike de assassino sem provas durante um auto de resistência! Os mesmo que estão sempre nas reuniões do foro de São Paulo, sentados do lado de narcotraficantes, terroristas e ditadores!
    Que interesse esses tem em uma polícia melhor? O mau do brasileiro é recusar a informação, então vamos informar nossa sociedade desse mau que é o foro de São Paulo! Estamos a beira de uma ditadura comunista! Eu digo isso me chamam de louco kkkkk
    Juntos somos fortes! PMERJ sempre unificação é o caralho!!!!

    ResponderExcluir
  5. Caro Coronel Paul, desculpe fugir do tema, mas isso abrangem tudo, gostaria qur o senhor ajudasse a consientizar a população sobre o mau que é o foro de São Paulo. Tenho 21 anos apenas, estou prestes a entrar no cfap, sou apenas um moleque! Mas fico indignado em ver homens com idade do meu pai, acreditando em conto de fadas de partidos de bandeira vermelha, demilitarizar as PMs é o fim, pelo amor de Deus senhores mikes! Os mesmos que defendem essa ideia são os que chamam policiais de assassinos sem provas depois de um auto de resistência, os notórios defensores de bandidos, que tantas vezes criaram esteriótipos injustos para se promover, os mesmos que sempre estão nas reuniões do foro de São Paulo(que não é um mito está documentado e filmado) reuniões de partidos comunistas, ditadores, narcotraficantes, terroristas, e por aí vai...reuniões que visam expandir o comunismo, agora eu pergunto que interesse tem essa gente em criar uma força policial melhor? Coronel gostaria de contar com o senhor pra concientizar esse povo sobre o foro de São Paulo, estamos a beira de uma ditadura bolivariana, e o povo não enxerga, o aparelhamento feito no sistema pelo PT,tentando destruir as instituições, pra facilitar a tomada definitiva do poder, visando hegemonia de poder, gostaria que o senhor escrevesse sobre esse assunto no seu blog e falasse em seu canal no YouTube a exemplo do professor Olavo de Carvalho, o povo tem que abrir os olhos, Polônia e Ucrânia criminalizaram o comunismo não é atoa o mesmo matou mais de 100 milhões pelo mundo!
    Peço desculpas por incomodar, é só um pedido de ajuda pra mostra a realidade!
    Juntos somos fortes! PMERJ unificar jamais!

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.