BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

domingo, 13 de setembro de 2015

O ESCÂNDALO DO BRASILEIRÃO 2013 - UMA DECISÃO


Prezados leitores, o nosso blog é democrático, a maior prova reside no fato de publicarmos críticas contra nós com frequência quase que diária, algo pouco comum em outros espaços.
Ao longo das discussões sobre o "escândalo do Brasileirão 2013" publicamos artigos de torcedores do Flamengo, demonstrando a nossa isenção e o nosso interesse na busca da verdade, algo que continuamos até a presente data.
Hoje, quem tiver a paciência de ler os artigos e os comentários, uma grande parte deles feita em defesa do Flamengo, chegará no mínimo a duas conclusões:

1) Os quatro sites que noticiaram que André Santos não poderia jogar por estar suspenso, não cumpriram o seu dever jornalístico, logo após o término do jogo, de noticiarem que André Santos não poderia ter jogado, que o Flamengo deveria perder quatro pontos e que poderia ser rebaixado. Era o furo de reportagem do Brasileirão 2013.
2)  Algo errado aconteceu na última rodada do Brasileirão 2013.
Os dois fatos são indiscutíveis.

A primeira está amplamente comprovada pelas matérias reunidas no livro, não existe como negar a verdade.
A primeira leva a segunda conclusão, obrigatoriamente.
As duas conclusões são mais que suficientes para justificar uma investigação (Ministério Público ou Polícia Civil), tendo em vista que a omissão dessa parte da imprensa trouxe benefícios apenas para o Flamengo e prejuízos para os outros clubes, sobretudo para a Portuguesa.
O contido no último parágrafo também é irrefutável: o Flamengo foi beneficiado pelo silêncio.
O que não significa que afirmamos que o Flamengo provocou o silêncio, apenas que foi beneficiado por ele, o que é fato.
Nós tivemos a preocupação de fazer essa longa introdução para divulgar uma decisão:
Só publicaremos comentários sobre o "escândalo do Brasileirão 2013" quando trouxerem fatos novos ou quando trouxerem refutações ao contido no livro.
Não mais se justifica publicarmos assuntos já superados, considerando que os fatos aconteceram nos dias 6, 7 e 8 de dezembro de 2013 e que o livro foi lançado há dois meses.
Diante do exposto, receberemos e publicaremos toda crítica feita ao conteúdo do livro, desde que devidamente fundamentada. Assim como, publicaremos todo fato (argumento) novo que possa contribuir para que a verdade apareça.
Nós temos certeza que os nossos leitores entenderam o posicionamento.

Juntos Somos Fortes!

5 comentários:

  1. Finalmente, Coronel! Sábia decisão, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Muito certo, Coronel Paúl.

    Eu não aguento mais ler absurdos como que tudo o que aconteceu podia acontecer, já que em 1954 houve um fato semelhante; que os auditores do STJD queriam votar de um jeito, mas vieram com os votos prontos de casa; que o Fluminense é o rei do tapetão, mas que na hora que precisou, não mandou em nada; que o Flamengo tem força no tribunal, mas que na hora que precisou, não mandou em nada, que se o Flamengo estivesse sozinho no julgamento seria absolvido, etc.

    O que eu quero é saber o que a polícia descobriu. Cansei de ladainha protelatória. Nós contribuintes pagamos impostos e queremos que as autoridades apresentem o seu trabalho pra botar na cadeia quem cometeu crimes e penalizar os clubes que se beneficiaram com as fraudes, isso sim.

    O futebol que a gente vê hoje é roubado, beneficiando alguns poucos. Nem vale mais a pena ir ao estádio. Pra quê, se o campeão e os que vão pra Libertadores já foram escolhidos? Afinal, o que importa é o lucro das empresas.

    Torcedor? Esse não conta.

    Lembra do 1-0-0? Papeletas Amarelas? Estádio de graça?

    Regulamentos são burlados a cada rodada e todo mundo fica quieto, principalmente a imprensa. Semana passa, fica tudo na mesma, menos os prejuízos de quem foi garfado.

    Juízes levam advertências só pra manter as aparências, mas no próximo jogo eles cometem erros tão ou mais acintosos.

    Mãos na bola dentro da área ou agarrões só são marcados de acordo com as orientações superiores.

    O Palmeiras teve somente na 25ª rodada do Campeonato Brasileiro o primeiro penalty a seu favor.

    Hoje no jogo do Fluminense, o Gérson só tinha o goleiro na frente, ia fazer o gol, mas acabou levando um sarrafo pelas costas. A regra é clara: expulsão, mas o juiz deu só um cartão amarelo. Mesma punição que outros levaram em outras partes do campo, bem distantes do gol.

    Parece que o mundo do futebol também está contaminado pelo mundo da política.

    Não aprenderam nada com o 7x1. Estão matando o futebol brasileiro.

    ResponderExcluir
  3. Caro, Paulo;

    Infelizmente o espaço dos comentários irá se tornar mais um altar ao anti-flamenguismo, onde muitos poderão exercitar sua ira ao Flamengo.
    Por mais que houvessem flamenguistas descerebrados, acredite: muitos do que o bajulam e concordam integralmente com o que o senhor diz, só o fazem por odiarem o Flamengo. Muitos deles sequer leram o livro ou consideraram outras possibilidades.
    Enfim, o senhor é o dono do espaço e, portanto, soberano para decidir. Só me resta lamentar.
    Um abraço.
    E que a verdade apareça.

    ResponderExcluir
  4. Coronel, sou um cara mais velho e me lembro quando eu ia ao Maracana torcer pelo Pele, Garrincha, Gerson, Tostão, Jairzinho, Reinaldo, etc., craques que mesmo jogando em outros clubes eram admirados e incentivados por todos quando jogavam na Seleção.

    Na Copa fomos amestrados pela Flapress a vaiar o Fred porque ele joga no Fluminense.

    Os que sobraram pra torcer, com exceção de um ou outro, eram desconhecidos ou foram cedo pra fora do Brasil.

    Só assisto jogos da seleção na TV e mesmo assim se eu nada tiver pra fazer.

    ResponderExcluir
  5. Fred jogou muito na copa. Não merecia ser vaiado.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.