BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

quarta-feira, 22 de abril de 2015

O ESCÂNDALO DO BRASILEIRÃO 2013: UMA PERGUNTA NÃO FOI FEITA...


Prezados leitores, o livro "O escândalo do Brasileirão 2013 - Como o Flamengo foi salvo do rebaixamento" é a materialização da grande mobilização que foi desenvolvida nas redes sociais quando parte da imprensa tentou culpar o Fluminense pelo rebaixamento da Portuguesa.
Nós estamos reescrevendo o contido nos artigos publicados, focados na apresentação dos fatos de forma simples (síntese) de modo a facilitar a interpretação dos leitores.
A síntese é indispensável em razão da mobilização ainda estar em curso (fatos novos), a quantidade de artigos (mais de quatrocentos) e do limite que estabelecemos para o número de páginas (em torno de trezentas).
Ontem, um leitor mobilizado, muito atuante no twitter, nos encaminhou através de e-mail o link para uma reportagem do site do Globo Esporte.
A matéria é do final do ano passado, tratando-se de uma entrevista com o promotor de justiça de São Paulo, Dr. Roberto Senise, encarregado pelo inquérito civil público.
Nela existe um vídeo contendo parte da entrevista, pois se percebe facilmente que foi editado (cortes).
Em alguns momentos temos pergunta e resposta e em outros apenas a resposta, omitindo-se na edição a pergunta.
A entrevista foi feita pelo repórter Bruno Laurence da TV Globo, segundo o contido na matéria.
Nós convidamos os leitores para que assistam essa interessante e esclarecedora entrevista, acessando o link:


A quem aceitar o convite, solicitamos que tente identificar uma pergunta óbvia que não consta na entrevista.
A resposta pode ser encaminhada na forma de comentário ou para o e-mail:

pauloricardopaul@gmail.com

Nós publicaremos as respostas recebidas e a nossa resposta em um próximo artigo.

Juntos Somos Fortes!

13 comentários:

  1. Quem teria sido o corruptor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evidente.
      O repórter tinha que fazer essa pergunta diante da fala do promotor.
      Ele responderia que isso ainda não tinha sido esclarecido, mas a pergunta tinha que ser feita.

      Excluir
    2. Evidente.
      O repórter tinha que fazer essa pergunta diante da fala do promotor.
      Ele responderia que isso ainda não tinha sido esclarecido, mas a pergunta tinha que ser feita.

      Excluir
  2. Ok, a Lusa é vítima de seus dirigentes que, pelo que tudo indica, venderam o rebaixamento em benefício próprio. Ok, o MP-SP está investigando para ver se acha entrada de dinheiro ilícido em alguma conta desses dirigentes.
    Mas alguém está investigando QUEM COMPROU OS DIRETORES DA LUSA???! Já interrogaram os possíveis interessados??!

    ResponderExcluir
  3. Não há dúvida de quem corrompeu não o fez da noite para o dia. Teria que fazer muitos acertos impossíveis de serem detectados, o que em 24 horas não seria possível, pois deixaria muitos rastros.Quem teve tempo suficiente para de forma cautelosa, planejada e articulosa corromper e é claro pagar a lusa?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aquele que não tem dúvidas, tem a certeza. Portanto o que dizer de alguém que tem certeza da autoria de um CRIME e se cala por mais de 1 ano? Acho que o Código Penal alcança esse tipo de acobertamento.

      Excluir
    2. Quem escreveu esse texto foi o cavalo da foto?

      Excluir
    3. Foi, pois até o Bucéfalo (meu cavalo), sabe que vc é cúmplice de CRIME.

      Excluir
    4. É uma menina que está em cima do cavalo?

      Excluir
    5. Sem argumentos, resta a ofensa. E aí? Vai procurar o MP/SP para denunciar o corruptor da Lusa? Ou vai ficar só no gogó? Bobão...

      Excluir
    6. Vou contar para você: Celso Barros, Unimed.

      Excluir
    7. Tem que contar pro Promotor Roberto Senise. Contar pra mim ou pro meu cavalo é apenas papo furado. Bobão...

      Excluir
  4. Boa noite, Coronel.

    O Paolo matou a charada. A pergunta que o repórter não fez é "Quem deu o dinheiro?"

    Muita enrolacão, muito assunto desnecessário. Parecia que a Globo quis apenas dizer que cumpriu uma missão:

    "Olha, gente. Vocês não podem dizer que estamos parados. Nós até entrevistamos o promotor Senise".

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.