Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

quinta-feira, 12 de maio de 2016

O MARTÍRIO DO TENENTE PM ALBERTO MENDES



Prezados leitores, transcrevemos texto que circula na internet sobre a execução do Ten PMESP Alberto Nunes por comunistas:

"O MARTÍRIO DO TENENTE PM ALBERTO MENDES
Ninguem fala, ninguém lembra... Nós, sim!!!!!! 
HOJE (10), no DIA DAS MÃES de 1970, há 46 anos, a Sra. Angelina tragicamente perdia um de seus dois filhos, o Tenente PM ALBERTO MENDES JÚNIOR, carinhosamente chamado de “PORTUGUÊS”, com 23 anos, pertencente ao Batalhão TOBIAS DE AGUIAR (ROTA). Seu pai, Sr. Alberto, e seu irmão, Sr. Adauto, fizeram parte dessa triste trilogia. No dia 10 de maio o Tenente PM MENDES JÚNIOR também ficaria noivo... 
No dia 08 de maio de 1970 o Tenente PM MENDES JÚNIOR e sua tropa (25 praças) caíram em uma cilada comandada por CARLOS LAMARCA, capitão desertor do Exército Brasileiro, membro do grupo guerrilheiro VPR – VANGUARDA POPULAR REVOLUCIONÁRIA, de ideologia comunista, NO VALE DA RIBEIRA, no sul do Estado de São Paulo, área de matas densas. 
Com grande número de feridos, a tropa da Polícia Militar já não tinha mais condição de prosseguir no combate. Superada a resistência, os guerrilheiros parlamentaram, permitindo o socorro dos feridos, desde que os demais policiais militares permanecessem como prisioneiros. Neste momento, o Tenente PM MENDES JÚNIOR adiantou-se e, oferecendo-se pelos seus homens, conseguiu a liberação de todo o efetivo capturado, permanecendo como único prisioneiro. 
Graças ao oferecimento heroico do Tenente PM MENDES JÚNIOR todos os policiais militares foram liberados e conduzidos ao hospital de Registro, o que salvou várias vidas.
Todavia, como as tropas legalistas cercavam o VPR naquela localidade, decidiram executar nosso herói.
Seus algozes: LAMARCA, YOSHITANE FUGIMORE e DIÓGENES SOBROSA DE SOUZA. 
Dois dias após sua prisão (10 de maio) foi covardemente executado a golpes de coronha de fuzil na cabeça pelos guerrilheiros. Seu corpo foi abandonado desfigurado na floresta, região de Registro, no sul do Estado. Só foi encontrado em 09 de setembro daquele ano, através de longas buscas levadas a efeito por indicações de um dos terroristas preso.
Foi velado na sede do Batalhão "TOBIAS DE AGUIAR" (ROTA), seguindo seu enterro para o Cemitério do Araçá, com grande concentração de pessoas acompanhando sua despedida.
Por seu nobre ato foi promovido, após sua morte, ao posto de CAPITÃO PM!
A guerrilha na região foi sufocada e extinta. 
Seu sacrifício não foi em vão!
Conforme imagem, na sede da ROTA há um Memorial ao nosso Herói.
Detalhe, muitos daqueles guerrilheiros se tornaram políticos..., dos quais alguns condenados no Mensalão e envolvidos na Lava Jato, ainda em trâmite. 
Capitão PMESP Sérgio Marques"

Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Muito bem lembrado, Cel paúl! Este sim um HERÓI brasileiro, um mártir da luta armada que deu a sua vida pela dos seus subordinados e feridos no Vale do Ribeira/SP. Justa homenagem!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns COMANDO, por trazer a verdadeira história, que muitos jovens militares desconhecem.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.