BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sábado, 7 de maio de 2016

SÚPLICA DE UM HUMILDE E VELHO SOLDADO AO SENHOR DEUS DE TODOS OS EXÉRCITOS



Prezados leitores, transcrevemos mensagem que circula nas redes sociais. 

"Súplica de um humilde e velho Soldado ao Senhor Deus de Todos os Exércitos. 
Ó Senhor Deus de Todos os Exércitos, porque estamos passando por tanto sofrimento.
Quando pensamos que a situação se acalmaria, eis que o Senhor continua nos mandando cada vez mais momentos de clara injustiça e dor;
Quero deixar bem claro que Longinus, aquele que vibrou com sua lança , golpe mortal em seu Filho Jesus, dizem que era PM, mas não era. Era do Exército Romano. Não temos nada com isso.
Até contra os governantes egípcios, que quase acabaram com seu Povo, o Senhor lhes mandou as 10 pragas do Egito, enquanto contra nós, em rápida estatística, nos últimos tempos, poderíamos listar mais de 16 , a saber:
1. Venda e destruição de nossa saudosa Escola de Formação de Oficiais, da PM do antigo Estado do Rio de Janeiro ( Treme Terra), gênesis do combativo 12º Corpo de Voluntários da Pátria, da Guerra do Paraguai; 
2. Venda e destruição do segundo Batalhão de Policia mais antigo da América do Sul, nosso 2º BPM; 
3. Quase venda e destruição de nosso QG , bicentenário Quartel General dos Barbonos, o mais antigo QG de Policia da América do Sul; 
4. Destruição de mais de 40% do território de nossa Fazenda dos Afonsos, onde estão localizados nosso Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças ( Honrado 31 de Voluntários, da Guerra do Paraguai) e nossa Academia Dom João VI, nossos berços de heróis ; 
5. Quase extinção de nosso Colégio da Policia Militar, casa-mata de nossos órfãos; 
6. Extinção de nosso 1º Batalhão de Policia Militar, a UOp de Policia mais antiga da America do Sul; 
7. Extinção de nosso 13º BPM, justamente aquele que recebeu o nome honrado e histórico do Mártir da Independência de nossa Pátria, nosso Patrono, o Tiradentes; 
8. Extinção de nosso Laboratório Industrial Farmacêutico, notável Órgão de Apoio de Saúde, que fabricava remédios a preço de custo para a família Policial Militar; 
9. Descaracterização de nosso Batalhão de Policia Florestal, nosso amado BPFMA ; 
10. Descaracterização de nosso GAM, Grupamento Aeromarítimo Ten PM Antunes, fazendo-o perder sua principal característica de vanguarda de uma UOp constituída singularmente, para presente e futuro, capaz de patrulhar taticamente Terra, Mar e Ar, nossa pequena Força Armada; 
11. Extinção de nosso calendário de pagamento, nosso histórico e universal punhado de sal, transformando-nos em funcionários de 4ª categoria, em relação aos outros, que recebem antes de terminar o mês trabalhado; 
12. Aplicação de golpe mortal em nossos pilares básicos estruturais, ou seja a Hierarquia e a Disciplina. Valores pétreos na vida militar. Sim pois ao se pagar um Ten Cel, um Capitão, um Soldado da ativa e não se pagar um Cel , um Ten Cel, um Sargento da Reserva, quebra-se a Hierarquia, e com ela, a seu tempo, também se vai a Disciplina. Não somos Ex-PM, não somos Ex-Cel, Ex- Maj, Ex Sgt; 
13. Enfraquecimento gradual, em meios de pessoal, equipamentos e serviços, de nosso HPM/Nit, sustentáculo da família Treme Terra, que sempre cuidou com eficiência e eficácia da saúde de tão sofrida Tropa, desde 1935; 
14. Lançamento, ilegal, dos Inativos e Pensionistas da PM na vala comum do Rio-previdência , mesmo sabendo tratar-se de um órgão previdenciário falido e irremediavelmente destinado a extinção; 
15. Quase retorno à época da Escola Profissional ( EP), década de 20, ferindo substancialmente nossa APM D J VI, causando dolosamente entropia na formação de nossos futuros Oficiais, a ponto de criminosamente sabotarem concursos de admissão, tudo sob a falsa premissa não cientifica chamada pomposamente de " entrada única "; 
16. Redução do efetivo de todas as nossas Unidades Operacionais padrão (BPM ), em mais de 50%, ao não promover o cientifico recompletamento, retirando das mesmas seu potencial de combate e controle da criminalidade, ocasionando com isso o aumento absurdo dos índices criminais em todo território do Estado do Rio de Janeiro; 
Senhor, só aí, de uma tacada só, já listei , 16( desesseis) pragas institucionais. Mas muito mais, muito mais mesmo, desabaram sobre as nossas cabeças; 
Mas nem por isso a Corporação de Vidigal e Castrioto parou de trabalhar um minuto. Sequer cara feia fez. Continuou obrando seu trabalho diuturno, preservando a ordem pública, protegendo e servindo à sociedade de nosso Estado, morrendo e sendo mutilada em defesa das famílias fluminenses. 
Mas Senhor, abrir um Jornal ( O Dia, de 28/4/16), e ver nossa Tropa sendo instruída, naquilo que ela mais sabe fazer, por homens da CORE, da Policia Civil, é demais. Nosso BOPE é um dos melhores do mundo e aí ? Nosso COE é uma departamentalização de Policia de Combate moderna e operosa, e aí? E mesmo sabendo e orando para que ao final, tudo não tenha passado de um maldito equivoco, o primeiro pensamento castrense/ corporativista sadio, que vem a cabeça é : 
"Inacreditável, inexplicável, humilhante, ultrajante, traição institucional, quinta-colunismo, impossível de acreditar e aceitar, etc, etc. Atinge a todos, de 1809 a 2016). "Banana comendo o macaco", "Rabo abanando o cachorro". " Cada um no seu quadrado". Melhor decisão seria interromper imediatamente " UU ", e considerar como um grande mal-entendido. A persistir, que pelo menos a PM ministre em seus Quarteis, um Curso de Instrução e Presidência (CIP) de Inquéritos Policiais, aos Escrivães e Delegados de Policia Civil. Lamentável, extremamente lamentável." 
Mas, após a volta à calma, nos resta apelar mais uma vez para vossa suprema benevolência e sabedoria. Por favor Senhor, suplicamos, não nos mande mais essa PRAGA. Não destrua o brio, o sagrado espirito de corpo e a dignidade que ainda nos restaram. Amém."

Quem souber a autoria informe para que possamos dar o crédito 

Juntos Somos Fortes!

PS: o autor do texto é o Coronel PM Ref Wilton Soares Ribeiro, ex-Comandante Geral da PMERJ.

Um comentário:

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.