Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

quarta-feira, 25 de abril de 2018

FRACASSO DA OPERAÇÃO CONTRA MILICIANOS AUMENTA PRESSÃO SOBRE INTERVENÇÃO



Tenho feito breves comentários sobre a intervenção federal na segurança pública desde que ela foi decretada.
Disse que ela era necessária, mas que tinha sido decretada apenas como uma resposta política, não tendo sido devidamente planejada, jogando as Forças Armadas no inferno do Rio de Janeiro, sem qualquer possibilidade de atenuar os problemas da violência a curto e nem a médio prazos.
Afirmei que a população não poderia esperar milagres e que o caos da insegurança pública demoraria a ser atenuado.
Alertei que a esquerda iria atacar a medida do governo federal e que parte da imprensa também.
Tal pressão aumentará com certeza após o fracasso da operação para desbaratar um grupo miliciano, como as manchetes dos jornais desta quarta-feira já estampam.
Foi um tiro no pé, isso sendo benevolente.
Só no tocante ao gasto do dinheiro público com a operação, com a alimentação dos presos e com as pesadas indenizações que todos nós pagaremos, podemos classificar como um desastre a operação. 
O fato merece uma apuração por parte do Ministério Público (e dos encarregados pela intervenção) tendo em vista que os erros foram grosseiros com graves violações aos direitos constitucionais.
Apesar desse episódio lamentável, a intervenção poderá trazer benefícios para a população, a qual deve confiar nas forças policiais e nas forças federais, mas para que isso ocorra o planejamento das ações precisa ser exaustivo para minimizar equívocos.
Foi um tiro no pé, isso sendo benevolente, reafirmo.


Um comentário:

  1. Não vai dar nada pro delegado que autuou todos.
    Vai ficar só na indenização mesmo. A autoridade policial não será punida nem com suspensão.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.