BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sexta-feira, 3 de julho de 2015

O "CASO AMARILDO", A PRESUNÇÃO DE INOCÊNCIA E AS PROVAS

Prezados leitores, atendendo solicitação de um leitor, produzimos um novo vídeo com comentários sobre o "Caso Amarildo".



Juntos Somos Fortes!

5 comentários:

  1. Com certeza, muito difícil. Talvez comparando com outros países, onde os policiais e bombeiros são os heróis da sociedade, tenhamos a noção dos conceitos de sub-raça e civilização.

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente Coronel. E por causa dessa grande falta de profissionalismo e de uma investigação de grande incompetência o coração do meu filho e herói não aguentou, e ele veio a falecer > O sistema matou meu filho < Deixou uma filha na época tinha 7 meses. Esse sistema falho junto com a mídia porca, nos deu a maior das derrotas nessa vida. --- Perdemos ---

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PIÓR É QUE NINGUÉM DIVULGA ESSA HISTÓRIA, FICAM TODA HORA COMENTANDO SOBRE ESSE INFELIZ DO AMARILDO COMO SE ELE FOSSE UM SANTO, É UM ABSURDO TÃO GRANDE QUE PARECE NÃO SER REAL, E DO OUTRO LADO UM POLICIAL, QUE SEMPRE CUMPRIU A LEI E DEFENDEU A SOCIEDADE MORRE DENTRO DE UMA CADEIA, SEM TER O DIREITO DE DEFESA, ESSA JUSTIÇA DESSE PAÍS TEM PACTO COM O DIABO.

      Excluir
  3. Concordo, coronel, mas faltou uma observação: A própria PM validou o fim da presunção de inocência dos seus homens, quando diversos oficiais passaram a ser os primeiros a atirarem as pedras contra a tropa para agradar políticos e jornalistas em troca de conforto pessoal. E foi o hábito do cachimbo que deixou a boca torta, quadro este que jamais poderá ser revertido. A corregedoria, por exemplo, nunca procurou ser proativa no sentido de corrigir pequenos erros para assim evitar que erros maiores ocorressem. O que sempre quis foi punir e engordar a estatística do "cortando a própria carne" que soa bem no RJTV. Não raramente, apenas procurava punições para distribuir (aos praças, às vezes aos oficiais que não são capitães-do-mato) e simultaneamente divulgar na imprensa como uma oferenda a acalmar a fúria dos deuses (políticos e imprensa). Deu no que deu!

    ResponderExcluir
  4. Temos que fazer pressão pela aprovação da PEC 300, o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha rompeu com o governo federal e pode querer colocar a PEC 300 em votação de segundo turno. A hora é agora. Mandem email para o Eduardo Cunha pelo site da Câmara Federal.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.