BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

quinta-feira, 30 de junho de 2016

CRIME MILITAR DEVE SER INVESTIGADO ATRAVÉS DE IPM



Prezados leitores, transcrevemos texto que circula na internet sobre a instauração de Inquérito Policial Militar em casos de crime doloso contra a vida praticado por Policial Militar ao invés de Inquérito Policial.

"POLÍCIA CIVIL DE SP NÃO PODE INVESTIGAR HOMICÍDIOS COMETIDOS POR POLICIAIS MILITARES EM SERVIÇO
Declarada Inconstitucional a Resolução nº SSP 110/2010 do Secretário de Segurança Pública 
Por unanimidade de votos, o Pleno do Tribunal de Justiça Militar do Estado de São Paulo declarou inconstitucional a Resolução nº SSP 110/2010, editada pelo Secretário de Segurança Pública Dr. Antonio Ferreira Pinto.
Na referida resolução, o Chefe das Polícias determinava que, nos crimes dolosos contra a vida praticados por policiais militares contra civis em qualquer situação – durante serviço (resistência seguida de morte) ou não, os autores deveriam ser imediatamente apresentados à autoridade policial civil para as providências decorrentes de atividade de polícia judiciária, nos termos da legislação em vigor (art. 9º, parágrafo único do Código Penal Militar e art. 10, § 3° c/c art. 82 do Código de Processo Penal Militar).
Suscitada a inconstitucionalidade da ordem, o TJM/SP decidiu que é de competência exclusiva da Polícia Judiciária Militar a condução da investigação de tais delitos, sustentando que o Secretário de Segurança Pública usurpou competência legislativa para alterar o predisposto no Código de Processo Penal Militar, produzindo norma contra legem e extrapolando os limites impostos pela natureza dos atos meramente executórios, emanados pelo Poder Executivo. Antecedendo à sessão de julgamento, nos termos do §3º, do art. 482, do Código de Processo Civil, o Relator deferiu pleito de sustentação oral, apresentado verbalmente em Plenário pelo advogado João Carlos Campanini, sócio-administrador da Oliveira Campanini Advogados Associados.
De acordo com o Relator, Juiz Paulo Adib Casseb, havendo crime militar, nos moldes do art. 9º, do CPM, torna-se inafastável a previsão do §4º, do art. 144, da Constituição, que confere à polícia judiciária militar, com exclusividade, a investigação delitiva.
“A subtração dessa atribuição, da seara policial militar, mediante ato normativo infraconstitucional, intenta grosseira e frontal agressão ao Ordenamento Supremo”.
Com essa decisão, a Polícia Civil não mais poderá investigar as chamadas “Resistências Seguidas de Morte” quando partes Policiais Militares e civis infratores da lei.
Na mesma toada, a decisão emanada pelo Governador do Estado que culminou na Resolução nº SSP 45/2011, que objetiva destinar ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) todas as investigações oriundas das ocorrências envolvendo morte com partes policiais militares em serviço é natimorta. 
Fonte: Assessoria de Imprensa da Oliveira Campanini Advogados Associados – Divulgação permitida desde que citada a fonte. 
Importante acrescentar que as Polícias Civis do Brasil usurpam essa função de polícia judiciária das Polícias Militares por uma interpretação errônea, e mal caráter, do Art 125 § 4º da CF "Compete a Justiça Militar estadual processar e julgar os militares dos Estados, nos crime militares definidos em lei e as ações judiciais contra atos disciplinares militares, ressalvada a competencia do juri quando a vítima for civil,...". Assim são misturados os conceitos de PROCESSO e PROCEDIMENTO.
O crime doloso contra a vida praticado por militar estadual que preencha os requisitos do Art 9º do CPM continua sendo CRIME MILITAR, entretando a ação judicial seguirá o rito do Tribunal do Jurí, como é feito nos casos de crime comum.
Esse processo, o "Tribunal do Jurí" não afeta o que o precede, ou seja, o PROCEDIMENTO, que no caso é um competente INQUÉRITO POLICIAL MILITAR. Cabe ao acusado policial militar, para que não responda a dois inqueritos pelo mesmo fato, inpetração de Habeas Corpus trancativo, por constrangimento desnecessário e ausência de competência do Delegado de Polícia Civil.
E para os que acham a medida "corporativista" é bom lembrar que o Ministério Público é também destinatário dos IPMs concluídos, exercendo seu atributo de fiscal da lei e tendo competência para requisitar o cumprimento de diligências quantas vezes achar necessário." 

Qual a sua opinião?

Juntos Somos Fortes!

PAGAMENTO - NOTA DO COMANDANTE GERAL DA POLÍCIA MILITAR



Prezados leitores, transcrevemos nota do Comandante Geral da Polícia Militar:

"Aos P5 de OPM para que repassem à Tropa a mensagem abaixo do Cmt Geral da Polícia Militar. 
CComSoc
Cel Oderlei

"Senhores Policiais Militares,
Na função de Comandante Geral torno-me o responsável em acolher as reivindicações e anseios de todo o efetivo da Polícia Militar, Ativos e Inativos, e em buscar soluções junto ao Governo do Estado, e assim vem sendo feito desde quando assumi o Comando da nossa Corporação. 
Em Abril, quando houve a primeira situação de parcelamento salarial, em que os Inativos passaram para uma data diferente dos Ativos, fui ao Governo do Estado e apresentei a alternativa de todos recebermos juntos, de todos os Policiais Militares serem enquadrados no mesmo critério, Ativos e Inativos, de todos os círculos hierárquicos, todos no mesmo barco! 
Esse critério foi aplicado agora no parcelamento do salário atual e o Governo do Estado já conseguiu a solução financeira junto ao governo federal e está viabilizando o pagamento da segunda parcela de nosso salário. 
Os cidadãos do nosso estado contam com a Polícia Militar e reconhecem nosso valor. Nós, Policiais Militares, sabemos da importância da nossa função perante a Sociedade. Nosso trabalho garante a segurança da população, de nossos amigos, de nossa família, e de nós mesmos. Nós, Policiais Militares, temos Direitos especiais e também Deveres diferenciados. 
Por tudo isso, parabenizo toda a Tropa da Polícia Militar que não cruzou os braços e por se manterem firmes no cumprimento de nossa missão de "servir e proteger" e de combater, de forma incansável, o crime!! Nesses momentos difíceis é que se diferenciam os verdadeiros heróis da Sociedade! 
Não acreditem e não repliquem boatos ou postagens maldosas, que só tem o objetivo de causar constrangimentos ou de disseminar o pânico. Busquem as informações corretas junto aos seus respectivos Comandantes. 
Continuem contando comigo! 
Cel Edison Duarte
Comandante Geral
Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro" 

Juntos Somos Fortes!

quarta-feira, 29 de junho de 2016

JORNAL O GLOBO FAZ GRAVÍSSIMAS ACUSAÇÕES CONTRA BOMBEIROS E POLICIAIS

video


Prezados leitores, são gravíssimas as acusações feitas pelo jornal O Globo contra Policiais Militares, Policiais Civis e Bombeiros Militares, os quais estão enfrentando incontáveis dificuldades financeiras em função da péssima gestão do dinheiro público no estado do Rio de Janeiro.
A situação vivenciada pelos mobilizados é uma calamidade de imensas proporções, o jornal O Globo conhece os fatos.
Será que desconhece as dificuldades que as pensionistas estão enfrentando para sobreviverem?
Temos certeza que não.
As acusações estão contidas no Editorial que transcrevemos nesse artigo.
Por terem sido feitas na forma de Editorial as ofensas ganham maior dimensão considerando que o Editorial representa a opinião do jornal e não a opinião de um ou dois jornalistas.
É a opinião da organização, não é uma opinião pessoal. 
Indo em frente!
"Chantagem" todos nós conhecemos bem o significado, mas o que seria "quase terrorismo"?
Um "quase crime"?
O Globo deveria definir o significado, tendo em vista que "terrorismo" é um crime contra a humanidade.
Um ato de "quase terrorismo" deve ser considerado algo de extrema gravidade.
Erra o jornal O Globo.
O certo é que os mobilizados manifestaram o seu direito de livre expressão e o fizeram em conformidade com o que vive a população do Rio de Janeiro, em razão da também péssima gestão da segurança pública pelo governo fluminense.
Irresponsabilidade não é jogar contra as Olimpíadas, isso é ser responsável.
Irresponsáveis foram os que trouxeram a Copa do Mundo de Futebol de 2014 e as Olimpíadas de 2016 para o Brasil.
Esses sim devem ser investigados, julgados e condenados, não os policiais e os bombeiros que estão sem receberem seus pagamento e  realizaram um ato pacífico e ordeiro, como a lei determina.
Os que trouxeram esses grandes eventos foram os que praticaram o "quase terrorismo" contra todos aqueles desavisados que nos visitarão e poderão morrer vítimas de uma bala perdida ou nas filas dos hospitais públicos, sem socorro, como morremos nós, os brasileiros, diariamente.
Tudo indica que não são apenas os mobilizados que tiveram motivações além do esporte, parece que os interesses comerciais também estão falando mais alto que o esporte.
Pior, os interesses comerciais estão acima do risco de morte a que estarão submetidos todos os atletas, turistas e jornalistas que vierem para o "inferno" que o governo transformou o Rio de Janeiro, isso com uma mãozinha de boa parte da imprensa, não custa lembrar.
Nós não participamos dessa mobilização, mas participaremos das próximas, como de costume.

"Jornal O Globo
A irresponsabilidade de jogar contra a Rio-2016 Movimento de policiais e bombeiros não disfarça o viés político por trás de chantagens e atos de quase terrorismo cujos alvos são turistas que chegam ao Rio para os Jogos
por EDITORIAL
29/06/2016 0:00 
A mistura de esporte e política (e manifestações, sindicais ou corporativistas, dela derivadas) é, invariavelmente, indigesta. Tomar atividades voltadas em última instância para o entretenimento como refém de pautas a elas estranhas é sintoma, e grave, da doença do oportunismo, o sempre condenável, por definição, aproveitamento das circunstâncias para alcançar, pelo caminho mais curto, não raro eticamente condenável, algum resultado de interesse pontual. O país já experimentou, por exemplo, trocar apoio de partidos pela construção de estádios para satisfazer interesses de caciques, condicionar votos à participação de times de futebol em torneios etc. Os resultados costumam, sem exceção, ser ruinosos para os dois lados do balcão. 
Não é outro, senão a motivação política, e em sua mais deletéria abordagem, o propósito do movimento que, a pouco mais de um mês do início dos Jogos Olímpicos, junta bombeiros a policiais civis e militares em ações que beiram o terrorismo. Alegadamente, eles cruzam os braços, em serviços essenciais no âmbito da segurança pública, e atemorizam turistas, cercando-os com faixas nos portões de entrada do Rio, contra o atraso de pagamentos que generalizadamente atinge o funcionalismo fluminense. Fazem da Rio-2016 instrumento de uma chantagem cujos objetivos passam ao largo dos interesses do esporte. 
A irresponsabilidade dos policiais, agentes públicos que têm o dever, acima de quaisquer circunstâncias, de prover a segurança da sociedade revela um perigoso descompromisso com as atribuições que lhes são próprias — até por dever constitucional. Este é um dos ângulos das condenáveis ações, em curso ou por serem adotadas, que resultam no desamparo da população. Como tal, precisa ser enfrentado pelas autoridades com o rigor que a situação exige. 
Por sua vez, a manipulação política visível no movimento de protesto que, anteontem, levou agentes públicos ao desembarque do Galeão — a mais ampla e movimentada porta de entrada da cidade que abrigará a Olimpíada — também precisa ser enquadrada no manual de comportamento e deveres dessa especial categoria de servidores estaduais. A faixa que eles abriram à vista de quem chegava ao Rio (“Bem-vindo ao inferno. A polícia e os bombeiros não recebem pagamento. Quem vier para o Rio de Janeiro não estará seguro”, com dizeres em inglês) dá a medida de o quanto as organizações sindicais patrocinadoras extrapolaram os limites da civilidade. 
Atraso dos salários é efeito direto da crise financeira do estado (de resto, do país). De fato, compromete o orçamento familiar de todos os servidores. A economia fluminense aderna, e, por certo, é preciso buscar responsabilidades. Mas isso deve ser feito no âmbito doméstico, dentro da esfera apropriada — nunca por meio de chantagens contra um evento que trará benefícios às próprias finanças estaduais. Jogar contra a Rio-2016 é opção irresponsável e contraproducente (FONTE)." 

Juntos Somos Fortes!

RIO: TÃO CEDO NÃO SAIRÁ PAGAMENTO DOS POLICIAIS, BOMBEIROS E FUNCIONÁRIOS



Prezados leitores, salvo melhor juízo, os pagamentos dos Policiais Militares, Bombeiros Militares e funcionários públicos não serão depositados tão cedo nas contas.
A verba federal que servirá para efetuar os pagamentos está atrelada à MP 734/2016.
Consultando o site do Senado Federal se constata que a comissão que tratará da MP seria instalada hoje, mas não foi, o que só deve acontecer na próxima terça-feira (dia 5 de julho de 2016).
Bem-vindos ao inferno!

"MEDIDA PROVISÓRIA nº 734, de 2016 
Ementa:
Dispõe sobre a prestação de apoio financeiro pela União ao Estado do Rio de Janeiro para auxiliar nas despesas com Segurança Pública do Estado do Rio de Janeiro decorrentes dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos - Rio 2016. 
Explicação da Ementa:
Concede ajuda financeira da União ao Estado do Rio de Janeiro no valor total de R$ 2,9 bilhões, a serem liberados no ano de 2016 em parcela única após a abertura do respectivo crédito orçamentário, e serão destinados a auxiliar as despesas com segurança pública decorrentes da realização dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016.

Situação Atual 
Prazo aberto
01/09/2016 - Prazo final a prorrogar por mais 60 dias (MPV)
Último local:
29/06/2016 - Comissão Mista da Medida Provisória nº 734, de 2016 (Coordenação de Comissões Mistas)
Último estado:
29/06/2016 - AGUARDANDO INSTALAÇÃO DA COMISSÃO 
Instalação de comissões de análise de cinco MPs fica para semana que vem 

Da Redação | 29/06/2016, 12h46 - ATUALIZADO EM 29/06/2016, 13h46 
Por falta de quorum, foram canceladas as reuniões destinadas à instalação, nesta quarta-feira (29), das comissões mistas encarregadas de analisar e emitir parecer sobre as cinco últimas medidas provisórias (MPs) editadas pelo presidente Michel Temer. O senador Benedito de Lira (PP-AL) anunciou a convocação de novas reuniões para a próxima terça-feira (5), a partir das 10h30. 
Após a instalação, serão eleitos os presidentes e vice-presidentes de cada uma das comissões. Serão também indicados os relatores e relatores revisores de cada colegiado. Na fila de análise pelo Congresso está a MP 734/2016, que libera R$ 2,9 bilhões ao Rio de Janeiro, para auxiliar o estado nas despesas com a segurança pública durante os Jogos Olímpicos (Fonte)." 

Juntos Somos Fortes!

CRISE NA SEGURANÇA PÚBLICA - SEGUNDA REUNIÃO DE CORONÉIS PM



Prezados leitores, hoje será realizada a segunda reunião de um grupo de Coronéis PM para tratarem da grave crise na economia e na segurança pública.
Nos cabe informar que várias reuniões tem sido realizadas entre Praças e Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, como noticiado nas redes sociais.
Unir todos os grupos é passo fundamental para que possamos encontrar soluções para o caos instalado nas instituições militares estaduais pelo governo estadual.

Juntos Somos Fortes!

OLIMPÍADAS: SEDE PODE SER TRANSFERIDA PARA OUTRO PAÍS



Prezados leitores, o protesto realizado por Policiais Civis, Bombeiros Militares e Policiais Militares no Aeroporto Internacional Tom Jobim teve repercussão mundial.
É uma prova incontestável que a cidade não tem condições de realizar os jogos olímpicos, considerando que se trata da opinião dos profissionais de segurança pública.
A tendência nesse momento é que mais atletas e mais turistas cancelem a vinda para o "inferno".
Como os protestos irão aumentar muito, o cancelamento dos jogos ou a transferência para outro país não podem ser descartados.

"Jornal Extra
28/06/16 11:14 Atualizado em 28/06/16 11:31 
Protesto de servidores do Rio com 'Bem-vindo ao inferno' repercute pelo mundo 
Diana Figueiredo - Extra 
O protesto de policiais civis, policiais militares e bombeiros do Estado do Rio de Janeiro nesta segunda-feira dentro da área de desembarque do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim (Galeão) ganhou os jornais internacionais. De olho nas Olimpíadas que terão início em agosto, a imprensa internacional publicou fotos dos manifestantes que levavam um faixa escrito “Welcome to hell” (Bem-vindo ao inferno). 
Segundo um dos organizadores afirmou anonimamente ao “O Globo” nesta segunda-feira, o objetivo era dar visibilidade internacional ao que está acontecendo no Rio, às vésperas da Olimpíada. Com as publicações desta terça-feira, a missão dos servidores foi alcançada. Os jornais destacaram a falta de pagamento dos servidores e as péssimas condições de trabalho que eles enfrentam no dia a dia. Os jornais também citaram uma pichação numa viaduto onde está escrito: “Welcome, we don´t have hospitals” (Bem-vindo, nós não temos hospitais) - (Fonte)." 

Juntos Somos Fortes!  

terça-feira, 28 de junho de 2016

O SONHO DOS MAUS POLÍTICOS SE CONCRETIZA: GREVE DE ESTUDANTES



Prezados leitores, a educação pública se deteriora a cada dia no Brasil sem que os políticos nada façam para mudar esse cenário, o que é previsível, tendo em vista que são os maiores interessados na tragédia dos milhões de analfabetos e de analfabetos funcionais.
O mau político quer que a educação pública piore de forma contínua, situação que impede o voto consciente da população.
Eles não se preocupam com as condições das escolas, com a formação e a valorização dos profissionais da educação, omissão coerente com seus objetivos.
Os professores protestam.
Os alunos protestam.
Os políticos ignoram.
Os professores fazem greve por meses.
Os políticos se fazem de cegos, mudos e surdos.
Hoje eles vibram diante de um novo componente que surgiu: a greve dos alunos.
Alunos se negam a assistir aulas e impedem que outros alunos assistam.
O sonho de consumo dos maus políticos se concretizou.
Os próprios alunos estão sabotando a precária educação pública.
Um tiro na cabeça.
A mente que idealizou a greve dos estudantes é doentia.
A imprensa mostrou imagens nessa terça-feira de uma sala de aula onde um professor escrevia no quadro e um aluno apagava em seguida.
Um desrespeito inimaginável em um país de analfabetos.
Enquanto isso nos gabinetes políticos a festa rola.

Juntos Somos Fortes!
 

segunda-feira, 27 de junho de 2016

ACERTAMOS COM RELAÇÃO ÀS UPPs, QUEREMOS ERRAR COM RELAÇÃO ÀS OLIMPÍADAS



Prezados leitores, nós avisamos publicamente desde 2009 que o projeto das Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) era insustentável.
Nós avisando e todos apoiando o projeto e a imprensa garantindo o "sucesso", o que reelegeu o ex-governador Sérgio Cabral. 
O nosso livro publicado em 2014, "UPP, uma farsa eleitoral", resume a argumentação sobre os inúmeros erros de gestão.
Nós acertamos, a realidade atual comprova o fracasso, isso é inquestionável.
Vale destacar que não era difícil fazer tal previsão, muito pelo contrário era evidente o insucesso, mas interessava ao poder político enganar o povo.
Não nos trouxe qualquer satisfação termos acertado, nós gostaríamos de ter errado e que as UPPs fossem um projeto vitorioso no controle da criminalidade.
Como fizemos com as UPPs e não fomos ouvidos, temos repetido que é uma verdadeira irresponsabilidade das autoridades municipais, estaduais e federais a manutenção do Rio de Janeiro como sede das Olimpíadas 2016.
Temos alertado que a sede deve ser transferida para outro país onde o controle da criminalidade seja eficiente.
O Rio de Janeiro é uma cidade conflagrada, onde a violência está em todos os lugares.
Nada representa melhor a insegurança da cidade que o fato de Policiais Militares serem assassinados quase que diariamente, demonstrando que nem os agentes da segurança pública estão seguros, estando de serviço ou de folga.
Além desse aspecto específico e marcante, a insegurança generalizada recomenda que não sejam realizados grandes eventos no Rio de Janeiro, isso é de clareza solar.
Certamente, teremos reforço nas medidas e nos efetivos de segurança.
Isso nos locais dos eventos, nos pontos sensíveis, nas vias de acesso, nas vias periféricas e nos pontos turísticos, mas como garantir a segurança dos milhares de atletas, jornalistas e turistas quando estiverem circulando pelo Rio de Janeiro? 
Como evitar que um atleta tenha o mesmo destino trágico da médica assassinada no acesso à Linha Vermelha?
A verdade é que não temos condições de garantir a segurança e todos que vierem para as Olimpíadas estarão correndo risco de morte, um risco igual ao que estão submetidos todos nós que moramos no Rio de Janeiro.
Nós acertamos com relação às UPPs, queremos errar com relação às Olimpíadas, mas o cotidiano demonstra que as previsões são as piores possíveis.
O bom senso determina que a sede das Olimpíadas 2016 seja alterada, isso é fato, porém as autoridades insistem em repetir os erros que cometeram com as UPPs.

Juntos Somos Fortes!

sexta-feira, 24 de junho de 2016

A MATANÇA DE POLICIAIS MILITARES NA GESTÃO BELTRAME



Prezados leitores, os Policiais Militares estão sendo exterminados no Rio de Janeiro, uma prova inconteste do fracasso da gestão da segurança pública.

"Jornal Extra
Sete policiais são baleados em 15 horas no Rio. Três morreram 
O Globo 
RIO - Sete policiais foram baleados e três deles morreram entre a noite de quinta-feira e a manhã desta sexta-feira no Rio e na Região Metropolitana. Entre os mortos está o sargento André Luiz Vaz Nonato, do Batalhão de Operações Especiais (Bope), atingido por um tiro na cabeça durante uma operação no Morro da Providência por volta das 18h de quinta-feira, que resultou na morte de outras cinco pessoas e em ferimentos em quatro, entre elas dois PMs. Um dos policiais baleados no período é um agente da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Ele foi atingido num dos braços por sua própria arma, uma submetralhadora .40, disparada durante uma briga com um homem que reagiu a uma revista na Rodovia Presidente Dutra, na altura de Nova Iguaçu. 
Outro caso que resultou na morte de mais um policial militar aconteceu na Estrada de Madureira, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Segundo o 20º BPM (Mesquita), PMs foram acionados para conferir uma denúncia de roubo num bar da via, na madrugada desta sexta-feira, próximo à comunidade do Danon. Eles foram recebidos a tiros por criminosos. Houve confronto. Um PM ficou ferido e foi levado para o Hospital Geral de Nova Iguaçu, na Posse. Ele não resistiu e faleceu na unidade. 
O terceiro policial militar morto era lotado no 33º BPM (Angra dos Reis). Mas foi em São João de Meriti, também na Baixada, onde ele morreu. O militar estava de folga em seu carro no Centro da cidade, quando foi abordado por criminosos armados. Eles anunciaram o roubo. O policial reagiu e houve confronto. Baleado, o PM não resistiu aos ferimentos e faleceu. 
Os dois assassinatos foram encaminhados para a Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). O caso do sargento morto na Providência está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Capital (DH-Capital). O sargento foi atingido junto com outros dois PMs quando fazia uma operação no morro com uma Kombi descaraterizada. 
O sétimo caso de policial militar ferido aconteceu durante uma tentativa de assalto a uma relojoaria, no Centro do Rio, por volta das 9h desta sexta-feira. Um policial do Batalhão de Operações Especiais (Bope) que estava à paisana foi baleado ao tentar impedir o assalto numa loja na Avenida Rio Branco. De acordo com a polícia, após atirarem contra o policial, os ladrões tentaram entrar numa loja da operadora TIM. Dois assaltantes foram presos. O policial foi socorrido e levado para um hospital. Segundo o 5º BPM (Praça da Harmonia), ele não corre risco de morte (Fonte)." 

Juntos Somos Fortes! 

A CRISE NA ECONOMIA E NA SEGURANÇA PÚBLICA - REUNIÃO DE CORONÉIS PM



Prezados leitores, ontem, um grupo de Coronéis PM da turma de 1978 se reuniu na AME-RJ (antigo Clube de Oficiais da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros) para tratar dos problemas institucionais surgidos a partir das crises instaladas nas áreas da economia e da segurança pública estadual.
A nossa avaliação é que se tratando de um primeiro encontro, a reunião foi produtiva.
Uma nova reunião será programada para a próxima semana, quando esperamos um número maior de participantes.
O local, a data e o horário será combinado com os integrantes da turma.

Juntos Somos Fortes!

quarta-feira, 22 de junho de 2016

O FIM DA CARREIRA DE LULA COMO O PALESTRANTE MAIS CARO DO MUNDO



Prezados leitores, o ex-presidente Lula não é mais convidado para proferir palestras, regiamente remuneradas.
O que aconteceu?
O seu vasto conhecimento desapareceu?
Claro que não.
Lula continua brilhante na versão petista.
O que desapareceu foi o dinheiro que pagava as palestras.

"Revista Veja
Blog do Augusto Nunes 
O fechamento das torneiras de dinheiro sujo encerrou a farra aérea de Dilma e aposentou o palestrante de araque
Lula deveria aproveitar o tempo que agora sobra para ensinar aos milhões de desempregados como é que se faz para viver uma vida de milionário sem trabalhar 
Por: Augusto Nunes 21/06/2016 às 21:22 
Por falta de verba para fretamento de jatinhos, o PT desistiu de bancar as viagens de Dilma Rousseff e sua comitiva de desocupados. A partir de agora, a Assombração do Alvorada terá de contentar-se com discurseiras no jardim, obedientemente aplaudidas pela plateia que junta a criadagem do palácio ao bando de áulicos sustentados por milhões de pagadores de impostos. É preciso manter a animação da tropa que aguarda ao lado da patroa a definitiva ordem de despejo. 
Neste ano, Lula não recebeu um único e escasso convite para fazer palestras no Brasil ou no exterior. Entre 2011 e 2013, foi sempre extensa a fila de empresários dispostos a contratar por até 400 mil dólares um palestrante que se limitava a cumprimentar-se pelo parto do Brasil Maravilha ─ um superlativo embuste registrado em cartório. Com os avanços da Lava Jato, também parou de crescer até a coleção de títulos de doutor honoris causa (Leia mais)." 

Juntos Somos Fortes!

terça-feira, 21 de junho de 2016

NÓS QUEREMOS QUE CABRAL SEJA INVESTIGADO, JULGADO, CONDENADO E PRESO



Prezados leitores, nós fazemos parte do grupo de cidadãos brasileiros que deseja que o ex-governador Sérgio Cabral tenha todos os seus atos investigados e se for o caso, julgado, condenado e preso.

"Jornal do Brasil 
19/06 às 13h44 - Atualizada em 19/06 às 13h47 
Sérgio Cabral é foco de nova rodada de depoimentos da Carioca Engenharia 
O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o ex-secretário do governo dele, Wilson Carlos, são os personagens principais de uma nova rodada de conversas convocada por procuradores com a Carioca Engenharia da Lava Jato. De acordo com informações do colunista Lauro Jardim, no O Globo, a empreiteira foi chamada por ter omitido algumas questões na primeira colaboração. O que rendeu, inclusive, uma multa de R$ 10 milhões à companhia. 
Sérgio Cabral e Wilson Carlos foram citados na delação da Andrade Gutierrez, que indicou propina de 5% no valor dos contratos do Maracanã, Arco Metropolitano e Complexo de Manguinhos. Também apareceram na contribuição de Paulo Roberto Costa e Alberto Yousseff às investigações, que indicaram R$ 30 milhões em superfaturamento com o Comperj (Fonte)." 

 Juntos Somos Fortes!

segunda-feira, 20 de junho de 2016

O QUE LEVA UMA PESSOA A ESCREVER ISSO...

Prezados leitores, a internet permite a prática do anonimato.
O anonimato anula a liberdade de expressão, algo que a maioria desconhece.
Qualquer internauta pode se passar por outra pessoa, portanto não podemos considerar como verdadeira a identificação constante no comentário feito no jornal O Dia (Marcelo Bulhões - PUC-RJ).
Na verdade não podemos nem mesmo considerar como sendo um comentário autêntico em virtude da imensa possibilidade de montagens.
O fato indiscutível é que as tolices contidas no texto são fruto da mente desinformada (ou doentia) de alguém.




Vale lembrar ao autor(a) a frase: "a polícia é um termômetro que mede o grau de civilização da sociedade"
As polícias são constituídas por cidadãos brasileiros.
Elas são o reflexo do grau de civilidade do povo, nem mais, nem menos.
Os nossos políticos que assaltam os cofres públicos e os nossos jogadores de futebol que simulam faltas para enganar a arbitragem têm idêntica origem.
De tudo isso cabe à Polícia Civil investigar a autenticidade da autoria do comentário e cabe à Polícia Militar registrar o fato e, oportunamente, solicitar o resultado das investigações.

Juntos Somos Fortes!

O ESCÂNDALO DO BRASILEIRÃO 2013 - O INCOMPREENSÍVEL COMPORTAMENTO DA IMPRENSA



Prezados leitores, como publicamos em artigos anteriores, estamos envidando esforços para obter cópia das investigações realizadas pelo GAECO do Ministério Público de São Paulo, no intuito de apurar as possibilidades de fraude na escalação do jogador Hérverton pela Portuiguesa, o "Caso Héverton".
A última notícia que recebemos por parte do GAECO deu conta do arquivamento das investigações.
Vale destacar o comportamento da imprensa esportiva sobre o caso é incompreensível desde o dia 7 de dezembro de 2013, quando não noticiou que o Flamengo tinha escalado irregularmente o jogador André Santos na partida contra o Cruzeiro, o que faria com que o clube perdesse quatro pontos e que poderia ser rebaixado no dia 8 de dezembro de 2013.
No dia 11 de novembro de 2014, o Estadão publicou uma matéria sobre o tema com o seguinte título:

"PORTUGUESA ESCALOU MEIA HÉVERTON POR DINHEIRO, DIZ MP
Inquérito conclui que vaga na elite do Campeonato Brasileiro foi vendida em troca de vantagens financeiras para funcionários (Fonte)"

É gravíssimo o contido na matéria.
Destacamos:

"O próximo passo da investigação é descobrir a movimentação financeira que concretize a fraude. Para isso, o GAECO (Grupo Especial de Atuação contra o Crime Organizado) quebrou o sigilo bancário dos funcionários da Portuguesa."

No dia 18 de dezembro de 2015, treze meses depois, o site do Globo Esporte, no blog Bastidores FC, publicou matéria com o seguinte título:

"SEM PROVAS, MINISTÉRIO PÚBLICO PAULISTA ARQUIVA INVESTIGAÇÃO DO CASO HÉVERTON (Fonte)".

Destacamos um trecho:

"O arquivamento se deu por falta de provas e de indícios suficientes para prorrogar o trabalho. Os promotores do Gaeco recolherem incontáveis documentos e ouviram dezenas de testemunhas, mas nada do que apuraram foi suficiente para, por exemplo, pedir a quebra de sigilo bancário de algum suspeito".

Quem mente?
O Globo ou O Estadão?
O Estadão publicou que o GAECO quebrou sigilos bancários e O Globo publicou que isso não foi realizado.
O comportamento da imprensa no denominado "Caso Héverton" é incompreensível.
Daí a importância de obtermos cópias dos autos, o que conseguiremos mais cedo ou mais tarde.
Afinal, como publicou o Globo Esporte na matéria em referência:

"O arquivamento do caso não é definitivo. Se alguma prova surgir e for remetida ao Ministério Público, a investigação pode ser reaberta". 

Juntos Somos Fortes!

domingo, 19 de junho de 2016

OLIMPÍADAS 2016 - NOVA MODALIDADE OLÍMPICA - "O BONDE"

Prezados leitores, o vídeo que publicamos está circulando na internet.
O Brasil na condição de país sede teve o direito de escolher algumas modalidades para serem incluídas nos jogos.
Se tivesse escolhido "o bonde", a medalha estaria garantida.


video


Juntos Somos Fortes!

sábado, 18 de junho de 2016

AS MULTAS COMO FORMA DE ARRECADAÇÃO NO RIO DE JANEIRO

Prezados leitores, o vídeo circula pelas redes sociais.
O Ministério Público deve investigar a grave denúncia.


video


Juntos Somos Fortes!

sexta-feira, 17 de junho de 2016

SEGUNDA PARTE DO PAGAMENTO AINDA SEM DATA PARA OCORRER



Prezados leitores, vivemos na Polícia Militar por mais de trinta anos e nunca experimentamos uma situação tão grave como a falta de pagamento.
O pior é que as expectativas são as piores.
O governo comunicou à Defensoria Pública que ainda não tem data prevista para o pagamento da segunda parte dos vencimentos de maio.
Pagamentos atrasados mais de dez dias.
Parcelamento do décimo terceiro e de pagamentos mensais. 
E, por fim, a notícia de não recebermos dois salários ao longo desse ano.
O quadro é muito grave e não existe qualquer sinal de que no curto ou médio prazo teremos a volta dos nossos pagamentos à normalidade, ou seja, ocorrendo nos primeiros dias do mês seguinte.
O que podemos fazer?
Protestar nas ruas de forma organizada, ordeira e pacífica.
Os protestos estão ocorrendo há meses, mas ainda carecem de uma melhor organização.
É fundamental unir forças. 
Os atos devem reunir os funcionários públicos, os Bombeiros Militares, os Policiais Militares e as pensionistas.
Oportuno reconhecer que várias categorias do funcionalismo estão protestando desde o início, destacando os profissionais da educação e da saúde.
Familiares de Bombeiros e Policiais Militares têm protestado.
Os Bombeiros Militares estão voltando para as ruas.
Em contrapartida a essas mobilizações, os Policiais Militares, historicamente, não participam desses atos nas ruas. 
Policiais Militares realizaram atos de enfrentamento ao governo na década de oitenta e noventa, isso por parte de Oficiais, mas não foram realizados nas ruas, o que é indispensável para que a população entenda o que está ocorrendo.
Em 2008, ocorreram exceções com a participação significativa de Policiais Militares nas ruas.
Em 2011 e 2012, a participação dos Policiais Militares foi reduzida nos atos desencadeados pelos Bombeiros Militares.
As pensionistas, por sua vez, encontram várias dificuldades para atuarem diretamente, a começar pela idade e pela falta de dinheiro, pois são as que mais têm sofrido com a falta de pagamento.
Diante tudo isso, a grande dificuldade é unir forças.
Sem organização, a união é impossível.
Sem união, não pressionaremos o governo para que os nossos pagamentos sejam a prioridade número um.
Sem união, sofreremos mais ainda.

Juntos Somos Fortes!

quarta-feira, 15 de junho de 2016

COMEÇOU A DELAÇÃO PREMIADA DO DEPUTADO EDUARDO CUNHA ?



Prezados leitores, ontem a comissão aprovou o relatório que recomenda a cassação do mandato do deputado federal Eduardo Cunha (PMDB), presidente afastado da Câmara do Deputados.
A aprovação pode representar o primeiro passo para a mais temida delação premiada, aquela que poderá ser feita por Eduardo Cunha.
O deputado nunca escondeu que se caísse carregaria consigo muitos parlamentares importantes.
O povo brasileiro deseja que Eduardo Cunha seja afastado da política, julgado, condenado e preso, mas espera também que ele delate todos os políticos envolvidos nas falcatruas que estão destruindo o Brasil e transformando o nosso regime de governo em uma cleptocracia.
Deputado Eduardo Cunha, fale tudo sobre todos, não poupe ninguém.

Juntos Somos Fortes!

RIO - TODOS CONTRA O PACELAMENTO DOS SALÁRIOS

Prezados leitores, a luta dos funcionários públicos, Policiais Militares e Bombeiros Militares deve continuar.
Hoje, 10:00 horas, ato na Central do Brasil.





Juntos Somos Fortes!

terça-feira, 14 de junho de 2016

RIO - DIA 15/06 - FUNCIONALISMO PROTESTARÁ NA CENTRAL DO BRASIL



Prezados leitores, circula na internet uma convocação do funcionalismo para um ato público a ser realizado no dia 15 (amanhã), às 10:00 horas, na Central do Brasil.
Divulguem e participem.

Juntos Somos Fortes!

segunda-feira, 13 de junho de 2016

domingo, 12 de junho de 2016

DILMA VAI AO SUPREMO DIZER QUE ESTÁ COM "FOME"



Prezados leitores, o absurdo das solicitações deve indignar a todos.

Como salvar o Brasil?

"É MANCHETE 
7 de junho de 2016. 
DILMA VAI AO STF DIZER QUE ESTÁ COM 'FOME' E QUE PRECISA DE AVIÃO 
Presidente afastada decidiu recorrer ao Senado e ao Supremo sopre sanções dadas por Temer. 
De acordo com informações da 'Folha de São Paulo' em reportagem publicada nesta terça-feira, 07, a presidente afastada da república Dilma Rousseff decidiu recorrer da decisão do governo do presidente em exercício Michel Temer, do PMDB. Ela irá até ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) e ao Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, dizer que as sanções dadas pelo presidente Temer prejudicam sua defesa contra o impeachment, além de causarem enorme constrangimento. As principais sanções dadas pelo peemedebista estão relacionadas às viagens de Dilma e ao uso do cartão corporativo. 
De acordo com Dilma e seu advogado, as proibições dadas pela Casa Civil são contra a determinação do Senado, que havia entendido que ela teria todos os direitos com presidente, mesmo afastada do cargo. Entre as mordomias que Rousseff não quer perder estão cartões corporativos, que foram retirados de sua equipe. Agora apenas ela pode fazer uso do cartão relativo às despesas alimentares. O motivo da mudança é porque na média dos cinco primeiros meses por ano, Dilma gastou R$ 62 mil por mês só com alimentação. O número absurdo aumentou depois que ela foi afastada. Em 18 dias, ela teve gastos de R$ 54 mil com suplementos, beirando, portanto, quase R$ 100 mil mensais (Leia mais)."

Juntos Somos Fortes!

sábado, 11 de junho de 2016

É INACREDITÁVEL A INÉRCIA DOS PMs, BMS E FUNCIONALISMO





Prezados leitores, considerando que o sofrimento que o governo Pezão-Dornelles está impondo aos Policiais Militares, aos Bombeiros Militares e ao funcionalismo publico, ativos, inativos e pensionistas, a inércia das categorias e das associações de classe é inacreditável.
O governo está e vai continuar nos dando calote nos pagamentos.
Nós não fazemos parte desse grupo, nós integramos o grupo que enfrenta o governo na luta por nossos direitos, o que fazermos desde 2007.
No momento que os PMs, BMs e o funcionalismo optarem pela luta nas ruas, nós estaremos presentes,  para esse enfrentamento ordeiro, pacífico mais eficaz.
Tudo que conseguimos nos governos Sérgio Cabral e Pezão foi através de um forte enfrentamento contra op governo.
As reuniões são válidas.
As ações no Judiciário são oportunas.
Mas só a exposição dos políticos nas ruas os atinge na sua parte mais sensível, as eleições, sobretudo em um ato eleitoral.
Fazer campanha contra o voto no PMDB e nos aliados será muito eficiente.

Juntos Somos Fortes!

quarta-feira, 8 de junho de 2016

QUAL A SOLUÇÃO PARA A APODRECIDA POLÍTICA BRASILEIRA ?



Prezados leitores, o cenário político brasileiro deve envergonhar todos que ao longo da vida já tiveram que cumprir o dever de votar.
Votar é dever e não direito. 
O ato só seria um direito se fosse facultativo, sendo obrigatório é dever.
Dever que se não for cumprido resulta em punições.
Até aqueles que votaram pela primeira vez em 2014 têm a sua parcela de culpa no caos que a política se transformou.
A quantidade de parlamentares investigados e/ou acusados em inquéritos não deixa qualquer dúvida sobre o apodrecimento da política.
Analisando esses e outros fatores relacionados é fácil concluir que não reverteremos o quadro através do voto.
O que fazer?
Deixar o Brasil continuar imerso nessa cleptocracia?
Nem pensar.
Os homens e as mulheres de bem devem encontrar uma saída para o país.
Vozes tímidas são ouvidas aqui e ali apontando como solução a renúncia coletiva dos políticos e a realização de eleições gerais.
Será esse o caminho?
Se for temos dois problemas a serem resolvidos: como convencê-los da necessidade da renúncia e como convencer os eleitores a não votar neles novamente.
Obstáculos de difícil implementação.
Um grupo clama pela intervenção dos militares federais.
Em tese isso resolveria o primeiro obstáculo, a saída dos políticos.
Resta saber se o segundo também seria equacionado, o qual só seria possível com a convocação imediata de eleições gerais e com maior responsabilidade dos eleitores.
As incertezas são diversas, mas existe uma certeza: a política brasileira não pode continuar apodrecida.
O cheiro ruim que exala de Brasília é sentido em todo território nacional.

Juntos Somos Fortes!

terça-feira, 7 de junho de 2016

O ESCÂNDALO DO BRASILEIRÃO 2013 - O ARQUIVAMENTO NÃO FINDA A LUTA



Prezados leitores, publicamos no artigo anterior que segundo informações oriundas do GAECO do Ministério Público de São Paulo, as investigações sobre a perda de pontos da Portuguesa no Brasileirão 2013 foram arquivadas.
Tais informações não devem desanimar os que buscam o esclarecimento de todos os fatos ocorridos entre os dia 7 e 8 de dezembro de 2013, tendo em vista que desconhecemos o contido nos autos arquivados. Portanto, o nosso próximo passo precisa ser a obtenção de cópia das investigações, isso para que o seu conteúdo possa ser comparado com os fatos que conhecemos.
Na realidade nem sabemos o motivo do arquivamento.
Nada impede que solicitemos o desarquivamento, nem que solicitemos o início de nova investigação. 
O novo silêncio da grande imprensa, o primeiro foi sobre o que ocorreu no dia 7 de dezembro de 2013, dessa vez sobre o arquivamento das investigações, sinaliza que temos que continuar lutando para levantar o tapete.
Tentaremos ainda nessa semana concretizar a petição para solicitar a cópia dos autos.
A luta continua.

Juntos Somos Fortes!

quinta-feira, 2 de junho de 2016

O ESCÂNDALO DO BRASILEIRÃO 2013 - ARQUIVAMENTO DAS INVESTIGAÇÕES - ESCLARECIMENTOS




Prezados leitores, nós temos interagido através de e-mails com o GAECO do Ministério Público de São Paulo para obter informações para obtenção de cópia do ICP número 14.161/2014, instaurado para apurar a punição aplicada à Portuguesa no Brasileirão 2013.
No dia 31 MAI 2016, recebemos a seguinte resposta:

"Boa tarde, Sr. Paulo.
Atendendo à determinação do Dr. Nathan Glina, Promotor de Justiça Secretário do GAECO/Capital, informo que foi instaurado o Procedimento Investigatório Criminal nº 50/14 (SISMP nº 94.148.59/2014), que foi arquivado em 17.11.2015. 
O procedimento foi encaminhado ao DIPO 4.1.2 e recebeu o número 0101753-25.2015.8.26.0050. Assim, para maiores informações a respeito do procedimento, a solicitação deve ser feita junto ao DIPO. 
Atenciosamente, 
Tatiane Martins 
Oficial de Promotoria Chefe"

Ato contínuo fizemos novo contato para obter o telefone do órgão referenciado.
Hoje, às 11:00 horas, fizemos contato telefônico para o número (11) 21279609, obtendo a informação que o procedimento foi encaminhado para o Arquivo Geral do Poder Judiciário.
Em consequência, solicitamos esclarecimentos de como proceder para obter uma cópia dos autos, sendo informado que deverá ser feita uma petição direcionada ao Exmo Corregedor do DIPO.
Na próxima semana solicitaremos aos nossos advogados que procedam  conforme a orientação recebida.
Tão logo seja recebida uma resposta, publicaremos nesse espaço democrático.
Aproveitamos para agradecer o bom atendimento que recebemos por parte dos funcionários do GAECO e do DIPO.
A grande imprensa desportiva não deu o devido destaque a esse fato jornalístico de enorme importância.  
Por quê?
A nossa luta continua.

Juntos Somos Fortes!

RIO: SECRETÁRIO QUE ATRASA SALÁRIO DO FUNCIONALISMO GANHA 65 MIL POR MÊS



Prezados leitores, a Folha de São Paulo divulgou o salário mensal do Secretário Estadual de Planejamento e Gestão, escandalizando Policiais Militares, Bombeiros Militares e funcionários públicos do Rio de Janeiro.

"Responsável por cortes, secretário de Fazenda do RJ ganha R$ 65 mil 
Responsável por elaborar duro ajuste fiscal nas contas do Rio, o secretário estadual de Fazenda, Júlio Bueno, ganha na prática R$ 65 mil, quatro vezes o salário do cargo. Sua renda real supera o teto constitucional do Estado. 
Engenheiro da Petrobras, ele recebe mensalmente R$ 49 mil pela estatal e R$ 16,6 mil pelo Estado –ambos valores brutos. O governo do Rio, contudo, o responsável pelos dois pagamentos, pois reembolsa a estatal e quita o contracheque do secretário.
Bueno tem sido alvo de sindicatos e até da base do PMDB na Assembleia Legislativa por causa do pacote fiscal que tenta implementar. As medidas preveem limite no reajuste de servidores, revisão de benefícios e maior contribuição Previdência. 
Não consta do pacote a regulamentação do cálculo do teto constitucional na remuneração de funcionários da União requisitados. 
O duplo salário do secretário decorre de um vácuo na legislação sobre cesso de servidores públicos (Fonte)."

 Divulguem nosso portal.

RIO: A LUTA DO FUNCIONALISMO PARA RECEBER O SALÁRIO



Prezados leitores,  os Policiais Militares, os Bombeiros Militares e os funcionários públicos continuam lutando para regularizar o recebimento do pagamento.

"Jornal Extra 
01/06/16 18:03 Atualizado em 01/06/16 18:09 
Servidores acionam a Justiça para arrestar valor da folha de maio dos cofres do Estado 
Nelson Lima Neto 
A Federação das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Rio (Fasp) acionou a Justiça, nesta quarta-feira, para arrestar o valor da folha de pagamento dos servidores do Estado dos cofres públicos. A ação civil pública cobra, em caráter liminar, que o governo do estado efetue o pagamento do funcionalismo até o 3º dia útil ao mês seguinte ao trabalhados, data fixada como limite, na avaliação da Fasp, após decisão da desembargadora Marília de Castro Neves Vieira. Para garantir que isso seja feito, o valor será arrestado dos cofres públicos. 
De acordo com o advogado da Fasp, Carlos Henrique Jund, a tendência é que o juiz responsável pela ação ordene a intimação do governo e de secretários já nesta quinta-feira. O processo corre na 8ª Vara de Fazenda Pública. 
 — Queremos ter em mãos o valor da folha, após a documentação entregue pela Secretaria de Planejamento, já nesta quinta. Com o valor na mão e os dados para o pagamento, o arresto pode ser feito já na sexta-feira — disse Jund (Leiam mais)." 

Juntos Somos Fortes!