BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

domingo, 27 de março de 2016

FLAMENGO, FLUMINENSE, PORTUGUESA E MINISTÉRIO PÚBLICO




Prezados leitores, nós temos escrito que o Brasileirão 2013 ainda não terminou, o seu desfecho depende das investigações que estão em curso no Ministério Público de São Paulo, onde foi instaurado um Inquérito Civil Público (ICP) para apurar a escalação irregular do jogador Heverton pela Portuguesa, fato que salvou o Flamengo do rebaixamento.
O esclarecimento dos acontecimentos estranhos da última rodada do Brasileirão 2013 são do interesse de três torcidas: Flamengo, Fluminense e Portuguesa.
A torcida do Flamengo em razão do clube ter sido salvo pela escalação irregular da Portuguesa.
A torcida da Portuguesa pois seu time foi rebaixado.
A torcida do Fluminense em virtude do clube ter sido apontado como grande vilão do rebaixamento da Portuguesa.
Com relação ao comportamento de parte das torcidas nesses quase dois anos, notamos importantes diferenças.
A torcida do Flamengo continua acusando o Fluminense, mas não cobra o fim do ICP.
A torcida da Portuguesa parece conformada, não se mobiliza para cobrar, apesar da Portuguesa ser a grande prejudicada.
Por sua vez, a torcida do Fluminense cobrou desde o começo e continua cobrando diariamente nas redes sociais que o Ministério Público de São Paulo informe o resultado das investigações.
As diretorias dos três clubes estão inertes e não pressionam pela divulgação.
A imprensa não cobra os resultados, prefere o silêncio.
É imprescindível que os resultados sejam divulgados e que sejam responsabilizados os culpados, caso sejam identificados, isso para o bem do futebol brasileiro.
O Brasileirão 2013 precisa acabar.

Juntos Somos Fortes!

4 comentários:

  1. Enquanto ao fim de cada uma das fases da LavaJato a equipe do juiz Sergio Moro dá publicidade aos acontecimentos, Gaeco e o MP-SP tratam com vergonhoso sigilo a investigação do "Caso Heverton".
    É certo que não moveram uma palha até o momento e aguardam o melhor momento para arquivar todo processo.
    Nós, tricolores, aguardaremos o tempo que for necessário, mas eles terão que dar publicidade à essa investigação. O que foi feito? Quais foram os interrogados? Quebraram sigilos bancários e telefônicos dos suspeitos?
    Estamos de olho!

    ResponderExcluir
  2. A origem deste ICP é equivocada, pois pelo que me lembro começou por uma denúncia contra o Código de Defesa do Torcedor, quando deveria focar no Código Penal mesmo.

    ResponderExcluir
  3. Nessa segunda-feira, dia 28/03/2016, eu assisti àquela tentativa, feita por petistas, de atrapalhar a abertura de um novo pedido de impeachment, pela OAB. Um deles, não me recordo quem, disse às televisões que não haverá golpe e que a Dilma não sairia no "tapetão".

    Será que podemos traçar um paralelo entre petistas e flamenguistas? Curiosamente, boa parte dos flamenguistas que conheço, dizem-se petistas e, acredite, afirmam que um dos motivos é o apreço que sentem pelas cores do partido.

    Você acredita nisso, Coronel? Pois acredite, é a pura verdade...

    ResponderExcluir
  4. Samuel contra o Bahia31 de março de 2016 05:58

    Coronel Paúl, conforme o Alexandre escreveu acima, o processo começou com o Ministério Público de São Paulo cheio de gás pra ferrar o Fluminense, baseado no Direito do Consumidor. O primeiro pedido do promotor, inclusive, foi a devolução dos pontos da Portuguesa e do flamengo.

    Só que depois que o próprio promotor falou que teve corrupção e que um dos suspeitos era o flamengo, o assunto foi esvaziando até o silêncio total atual.

    A esperança é que, por ser um inquérito público, nós, o público, vamos querer saber o que foi feito nesses mais de 2 anos de investigação; quem foi ouvido, que sigilos foram quebrados, até pra saber se está acontecendo prevaricação por parte dos responsáveis pelo caso.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.