BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

terça-feira, 29 de março de 2016

O ESCÂNDALO DO BRASILEIRÃO 2013 - OS JORNALISTAS FORAM OUVIDOS?




Prezados leitores, ao longo desses quase três anos de mobilização pelo esclarecimento do escândalo do Brasileirão 2013, inúmeras vezes escrevemos sobre a necessidade de  serem ouvidas no ICP a maioria das pessoas que publicamente demonstraram conhecer algo sobre os fatos.
É verdade que o Ministério Público de São Paulo não tem como ouvir todas as pessoas que nas redes sociais e nos meios de comunicação fizeram afirmações sobre o ocorrido (são milhares), mas pode ouvir pelo menos todos os jornalistas (e não foram poucos) que fizeram declarações demonstrando que possuem conhecimento sobre o ocorrido.
É indispensável ouvir os jornalistas para esclarecer o que ocorreu, a começar pelos que trabalham nos quatro sites que noticiaram que o jogador André  Santos (Flamengo) estava impedido de jogar, noticiaram que ele jogou, mas não noticiaram as consequências.
Eles devem essa resposta para todos os torcedores do Brasil. 
Isso não pode ficar sem explicação e eles não deram qualquer explicação até hoje.
Nós estamos esperando a conclusão do ICP para solicitar cópia dos autos na condição de torcedor e de consumidor.
Esperamos encontrar nos autos o depoimento de um grande número de profissionais da imprensa.
Se essa expectativa for frustada, teremos que buscar meios legais para solicitar que as oitivas sejam procedidas, pois sem elas a verdade será abafada.

Juntos Somos Fortes!

11 comentários:

  1. Se era assim que o senho na época de corregedor julgava os casos eu fico com pena dos seus subordinados, como é que o senhor queria que a imprensa tivesse noticiado a consequência de uma suposta escalação irregular sem julgamento? Onde todos sabemos que pode haver tanto condenação como absolvição e em caso de condenação quem poderia afirmar que seria de 4 pontos? Faça me o favor ne ainda mais se tratando desse tribunal privado da cbf, agirá vou ensinar o senhor a pensar, se eu trabalho em um site esportivo e divulgo em um dia que certo jogador está suspenso e não pode jogar uma partida e esse jogador vai pro jogo, o que eu vou fazer é consultar o que dá condições de jogo pra ver se eu errei, aí vou no bid e o tal jogador está lá em condições, qualquer ser humano normal não vai sair ou acusando ou se retratando, vai esperar os órgãos responsáveis se pronunciarem pra saber onde está o erro pois qualquer afirmação tanto de que poderia jogar ou que não poderia jogar, poderia estar errada, é vem simples mas é melhor pensar que todos os meios de comunicação estão vendidos ao flamengo, acho que o senhor passou muito tempo na Pmerj. Obs não precisa publicar basta ler e abrir a mente pra outras variáveis.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeço o comentário.
      Respeito sua opinião, mas lamento não ter tempo para tecer considerações sobre o que considero equívocos de sua parte.
      Sugiro apenas que reavalie as suas alegações sobre quais seriam os procedimentos dos jornalistas após terem noticiado que André Santos estava impedido de jogar.

      Excluir
    2. Meu caro Anônimo, os próprios jornalistas já fizeram um mea-culpa, mas somente após a mobilização da torcida do Fluminense FC e da publicação do livro do Coronel Paúl.

      Não custa relembrar: "Todo mundo errou", disse o André Rizek. "Houve um esquecimento", disse o Gustavo Poli. Esses são apenas dois exemplos.

      Excluir
  2. Pelo que pude entender do texto do Cel. Paul, ele nao afirma que todos os meios de comunicacao estao vendidos ao Flamengo...essa declaraco vem do Anonimo...ele deve saber de alguma coisa.

    ResponderExcluir
  3. Qual o procedimento certo eu não sei, mas me parece lógico que quem divulgou a notícia de que ele estava suspenso muito provavelmente não leu o bid que dava condições de jogo tanto para o André quanto para o heverton, se alguem errou Ness caso de informar ou não informar não foi a imprensa foi a cbf que diz uma coisa no regulamento e pública outra no bid gerando uma enorme dúvida de qual seria o correto. Eu por exemplo se fosse o jornalista que divulgou que tal jogador não poderia jogar ao ve lo em campo com certeza iria procurar refazer todo o processo de investigação de onde está o erro se foi meu de divulgar um fato errado ou da cbf, pelo simples fato de que jornalista trabalha com informações que lhe são passadas, logo se divulgo uma coisa que não acontece não posso insistir em republicar até averiguar os fatos. É isso não quer dizer que to protegendo a ou b significa que estou fazendo um jornalismo responsavel

    ResponderExcluir
  4. Samuel contra o Bahia31 de março de 2016 05:38

    Coronel Paúl, está bem confuso o comentário do Anônimo. Parece a Dilma tentando se explicar.

    Pelo que eu consegui entender, foi normal os jornalistas publicarem no dia anterior que o André Santos não podia jogar, porque foi punido no julgamento.

    Mas o "professor" quer ensinar que depois que o André Santos jogou, os jornalistas teriam de esperar o STJD punir o flamengo com a perda dos 4 pontos, pra só aí noticiar.

    Então os interessados que se danem: Fluminense, Vasco, Curitiba e até a Portuguesa, que não escalaria o Heverton se soubesse da irregularidade.

    Não adianta, urubu. Esse foi o batom na cueca. Ficou na cara que teve mutreta e que foi das grandes.

    ResponderExcluir
  5. Muito cascateiro o Anônimo.

    O lugar onde a CBF avisa que os jogadores estão suspensos não é atualizado automaticamente. Leva sempre alguns dias.

    Há anos é assim. Sempre foi assim.

    O clube é avisado formalmente da punição no tribunal, pelos seus advogados, na mesma hora que os jornalistas.

    Esperar sair no BID, site ou seja lá onde for, é conversa.

    E se o estagiário que lança as informações no site torce pro clube de remo e não põe a suspensão lá de propósito?

    Então o jogador ficou liberado pra jogar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá bom e onde entra a imprensa aí? De qualquer forma a imprensa não tem Nada a ver com isso vcs estão bitolados com isso tanto que até tentaram difamar o ministro marcovaurelio Melo falando um monte de besteiras como se ele fosse julgar o caso de 87 como vcs julgam as coisas ou seja com o coração, até agora ninguém aqui se retratou nem no aqipossa, vcs tem essa mania de criar uma teoria na mente e fazer dela a verdade absoluta, vcs sim estão igual esses petistas malucos.

      Excluir
  6. Como é que é coronel o senhor não vai publicar um post se retratando com o ministro Marco Aurélio Melo não? Lembro de um post bem tendencioso do senhor e esse monte de alienados metendo malha no ministro antes mesmo do cara julgar o caso de 87, colocaram em xeque o caráter do cara, geralmente quem faz esse tipo de julgamento É porque se estivesse nessa situação julgaria dessa forma.

    ResponderExcluir
  7. "Corregedoria do STJD abre investigação contra Paulo Schmitt"

    http://globoesporte.globo.com/sp/futebol/noticia/2016/03/corregedoria-do-stjd-abre-investigacao-contra-paulo-schmitt.html

    ResponderExcluir
  8. Penso que os caros comentaristas poderiam sempre escolher um nickname, selecionando, em "Comentar como", "Nome/URL". Não custa nada. Além disso, dessa forma, evitamos confusões.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.