BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

OLIMPÍADA - TRAGÉDIAS ERAM PREVISÍVEIS - PRIMEIRAS VÍTIMAS DA FORÇA NACIONAL



Prezados leitores, nós temos que identificar quem foi o responsável (ou responsáveis) pela apresentação da cidade do Rio de Janeiro como candidata para a realização dos jogos olímpicos desse ano.
O responsável deve ir para o banco dos réus.
Há anos é de domínio público que a violência está totalmente fora de controle no estado do Rio de Janeiro, como a imprensa comprova todo dia.
Na época da indicação a cidade já era conflagrada.
O responsável pela indicação conhecia tal verdade, como também tinha conhecimento que a realização dos jogos nunca foi uma prioridade para o povo brasileiro, que sofre sem saúde pública, sem segurança pública e sem educação pública de boa qualidade.
Portanto, gastar um centavo de dinheiro público em uma Olimpíada era (é) inadmissível.



Quem indicou o Rio de Janeiro deve ser responsabilizado por tudo de ruim que acontecer durante a Olimpíada e a Paraolimpíada.
Quem indicou?
O ex-presidente Lula da Silva?
O ex-governador Sérgio Cabral?
O autor desse ato contra o povo brasileiro deve ser responsabilizado.
Atos de violência têm ocorrido contra turistas, atletas, jornalistas e autoridades, como era de se esperar.
Hoje uma equipe da Força Nacional de Segurança foi atacada por traficante.
O site G1 noticia uma morte, mas outros sites informam que o militar está gravemente ferido.
As nossas orações para que o G1 esteja errado. 



"Site G1 
10/08/2016 17h21 - Atualizado em 10/08/2016 17h52
Militares da Força Nacional são atacados a tiros na Maré, Rio
Eles teriam entrado por engano na Vila do João e carro foi baleado.
Ao menos um militar morreu; outros dois ficaram feridos.
Uma equipe da Força Nacional foi atacada a tiros nesta quarta-feira (10) no Conjunto de Favelas da Maré, na Zona Norte do Rio, ao entrar por engano na Vila do João. De acordo com as primeiras informações, um dos militares morreu e outros dois ficaram feridos. 
Entre os três militares baleados, um deles foi atingido na cabeça e socorrido em estado grave no Hospital Salgado Filho. Ele não resistiu ao ferimento e morreu pouco depois de dar entrada na unidade. 
O militar morto foi identificado como o soldado Helio Andrade. A morte foi confirmada pelo comando da Polícia Militar de Roraima, cidade de origem do militar. 
O outro militar ferido foi o capitão Alen Marcos Rodrigues Ferreira. Ele foi atingido de raspão no rosto. 
Em áudio, um dos militares contou que foi socorrido por um taxista. "Um táxi está me dando um apoio, está me levando para o hospital", contou. 
Ainda segundo o militar, homens do Exército foram ao socorro da equipe. Eu fui atingido, o capitão Alen foi atingido, o motorista foi atingido. Tem um outro combatente também, ele tá atingido, ele ficou fora da viatura. A equipe do Exército está lá perto", diz ele (Fonte)." 

Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Um absurdo isso Coronel Paúl, infelizmente já era previsto, eu ainda ouvi um comentarista da JB que as Olimpíadas vai deixar mobilidade no trânsito, devido as enormes obras na cidade.Uma única vida não vale todas as obras do chamado " legado das OLIMPÍADAS ".As mazelas o senhor já citou,essa mesma imprensa midiática notícia todos os dias.
    A questão SEGURANÇA,é a pior de todas,desde da visita do presidente Barack Obama nós denunciamos e protestamos, eu e o senhor fomos recepcionar o presidente Barack Obama na cidade de Deus.

    ResponderExcluir
  2. Senhor Coronel Paúl, saudações: é bom lembrar que por ocasião da Ocupação no complexo da Maré pelas Tropas do Exército, por diversas vezes passei por aquele local com destino a Linha Vermelha e, visualizei naquela entrada uma TRINCHEIRA feita com SACOS DE AREIA e, soldados fortemente armados no seu interior, além de outros militares ladeado a TRINCHEIRA e uma VTR no apoio. Ao meu ver falta as nossas autoridades ser CLARA E OBJETIVA, no que tange aquela ENTRADA, ao invés de colocar uma plaqueta acanhada com os dizeres "VILA DO JOÃO" - Colocarem PLACAS bem antes da ENTRADA,com os seguintes dizeres:Exemplificando, A 100 METROS ENTRADA DA COMUNIDADE VILA DO JOÃO - A 50 METROS ENTRADA DA COMUNIDADE VILA DO JOÃO - 'INTERCALANDO", "CASO NÃO SEJA MORADOR NÃO ENTRE, ÁREA DE CONFLITO ARMADO".Etc... Bem, essa é minha opinião devido aos inúmeros ataques seguidos de morte de inocentes naquele local. Em tempo: também seria viável, que como os Militares da Força Nacional não conhecem o Rio, deveriam em seus deslocamentos contar com no mínimo 02 Policiais Militares do Estado do Rio de Janeiro, no interior de suas VTRs., abraço forte Comandante.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.