BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

O ESTADO DO RJ E O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO - CORONEL PM MUZI



Prezados leitores,transcrevemos artigo da lavra do Coronel PM Muzi.

"O ESTADO DO RJ E O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO
O Estado do Rio de Janeiro é uma Instituição político social vinculado a ordem Constitucional. 
Já o Estado Democrático de Direito é uma ficção jurídica coercitiva no sentido de que os demais Entes democráticos da Federação Brasileira estão obrigados, também, a submissão a ordem Constitucional. 
Assim, se conclui que o Estado Democrático de Direito não só é aquele que cumpre a ordem Constitucional, como, simultaneamente, elabora e cumpre leis para o que tenha competência de atribuição constitucional. 
Dessa síntese, fica fácil visualizar a inconstitucionalidade e responsabilidade do Estado do Rio de Janeiro ao 'falir', atrasar pagamentos de servidores, arruinar hospitais, escolas e a segurança pública, violar a lei de responsabilidade fiscal, e ainda fazer festa sem ter nada para comemorar, afinal, essa crise toda torna o Estado do Rio de Janeiro campeão de assassinatos, roubos, estupros, tráfico ilícito e uso indevido de drogas e toda gama possível de crimes praticados sem vexame por milícias e pobres 'bandidos' que se articulam para o crime e para uma morte precoce anunciada há décadas sem que de técnico nada seja feito pela boa política. 
O que se tem é política mal intencionada envolvendo obras faraônicas e preços desavergonhados e muita pirotecnia aplaudida por verdadeiros sequitos terceirizados que por míseros sanduíches de mortadela e vinte Reais se permitem a esse constrangimento. 
A desordem constitucionalista democrática é tão grave que sequer o Supremo Tribunal Federal, o mais importante Tribunal Brasileiro, de onde dever-se-ia acreditar que "ordem judicial é para ser cumprida", é achincalhado por esse tal molusco da Silva como 'acovardado' e pública e internacionalmente descumprindo sem cerimônias e tudo bem. 
Tudo bem como? 
Quando um Estado federado pode descumprir ordem judicial sem sofrer intervenção? 
Só no Brasil e, porque o STF se permite desmoralizar, primeiro pelo molusco e agora pelo Estado do Rio de Janeiro que recebeu ordem judicial determinando prazo máximo para pagamento de salários dos servidores e aposentados e anda alegre e faceiro adiantando que não cumprirá. 
E, se de fato não cumprir a ordem do STF, qual a mensagem que fica e o que a história contará desse atual corpo do STF?
O certo é que, como disse presumindo o velho amigo Alexandre, o governo do Rio de Janeiro "vai não pagar pra ver" se vale a pena afrontar o STF "acovardado"(by lula) e é uma indisfarçável verdade bem concluída. 
Criou-se o teste com o STF sob as vistas dos constrangidos cariocas e entre esses boquiabertos os servidores, aposentados, pensionistas e viúvas. 
Triste Brasil em um alegre Rio de Janeiro falido, mas festeiro e sem medo do STF. 
Coronel PM MUZI"

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.