BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

domingo, 5 de outubro de 2014

ESCÂNDALO! DILMA X AÉCIO - PEZÃO X CRIVELLA



Prezados leitores, encerradas as apurações teremos segundo turno no Brasil e no Rio de Janeiro, além de outros estados.
Os números revelados pelo TSE revelam um verdadeiro escândalo em termos de democracia.
No Rio de Janeiro, as abstenções, os votos nulos e em branco, ou seja, o número dos eleitores que não votaram em nenhum dos candidatos VENCEU a eleição.
Enquanto isso, em termos nacionais, esse número ficou em SEGUNDO LUGAR.
Isso é uma vergonha!
Eterniza quem está no poder e ainda permite que filhos e netos herdem esse poder político.

BRASIL (99,80% urnas apuradas):
1) Dilma Rousseff = 43.157.168 votos.
( * ) Abstenções + brancos + nulos = eleitores
2) Aécio Neves = 34.851.739 votos.
3) Marina Silva = 22.124.919 votos.
4) Luciana Genro = 1.609.955 votos.
5) Pastor Everaldo = 778.882 votos.
6) Eduardo Jorge = 629.554 votos.
7) Levy Fidelix = 445.853 votos.
8) Zé Maria = 91.008 votos.
9) Eymael = 61.130 votos.
10) Mauro Iasi = 47.700 votos.
11) Rui Costa Pimenta = 12.302 votos.
Abstenção = 27.641.169 eleitores não compareceram para votar.
Brancos = 4.411.298 votos.
Nulos = 6.660.336 votos.

RIO DE JANEIRO (apuração finalizada):
( * ) Abstenções + brancos + nulos = eleitores
1) Fernando Pezão = 3.245.513 votos.
2) Marcelo Crivella = 1.619.165 votos.
3) Garotinho = 1.576.511 votos.
4) Lindberg Farias =  798.897 votos.
5) Tarcisio Motta = 712.734 votos. 
6) Dayse Oliveira = 33.442 votos.
7) Ney Nunes = 8.950 votos.
Abstenção = 2.440.581 eleitores não compareceram para votar.
Brancos = 592.999 votos.
Nulos = 1.108.651 votos.

Juntos Somos Fortes!

10 comentários:

  1. Isso demonstra o quanto que o povo brasileiro, em especial o carioca, se importa com o processo eleitoral. Na minha opinião, estes eleitores (abstenções, brancos e nulos) rejeitaram todos os candidatos apresentados. A honra desses eleitores consiste em não vender o voto como tantos outros fazem pelo preço de 50 a 100 reais na boca de urna em todo o estado ou pela promessa de vantagem nos cabides de um próximo governo. O voto não deveria ser obrigatório, pois existem pessoas que não desejam eleger qualquer dos candidatos porque não confiam em nenhum deles... Isto precisa ser revisto pelas leis eleitorais.

    ResponderExcluir
  2. Cel Paúl: no RJ tava difícil escolher em quem votar, era mais fácil escolher em quem NÃO VOTAR!

    ResponderExcluir
  3. Não sei oque fazer nesse segundo turno, como passar por tcima de tudo que esse governo fez e votar no candidato do Cabral, ou votar numa marionete do que se diz "Bispo" Macedo, não sei oque faço, sei que vou fazer alguma coisa, porque votar nulo ou em branco, não concordo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada pode ser pior que o continuísmo de Cabral...

      Excluir
  4. FHC não foi continuísmo do Itamar, Dilma não foi do Lula e Conde não foi do César Maia. Nossa leitura de opinião política muitas vezes distorcem o óbvio, pessoas diferentes geram ações, dinâmicas e gestões também diferentes. O candidato que realmente segue uma hierarquia tácita, com evidências, é o Marcelo Crivella ao próprio Tio e auto entitulado "Bispo" Edir Macedo que em sua lancha, quem não lembra consulte por favor, orientou seus "Pastores" a usar a prática de "ou dá ou desce" com os fiéis de sua "Igreja". Isso gravado em vídeo.

    ResponderExcluir
  5. Só lobo mal!! tinha que amarrar todos em uma âncora bem pesada e jogar no local mais profundo do oceano pacífico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O atlântico é bem mais perto, hein!

      Excluir
  6. Errou feio ao dizer que isso perpetua filhos e netos, o sistema eleitoral brasileiro permite que votos excedentes de um candidato vá para outro a critério do partido, Tiririca, Celso Russomano foram eleitos e com eles 3 ou 4 candidato, que talvez nem tenham recebidos votos. Isso é uma vergonha, como vergonha é obrigar o cidadão sacrificar o seu dia de folga ou feriado para votas em uma cambada que não fará nada pelo país ou pela cidadania, mas governarão para grupos econômicos.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.