BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

A PARCIALIDADE DOS DEFENSORES DOS DIREITOS HUMANOS


Prezados leitores, a vida ensina que toda generalização é um erro, portanto, nos cabe nessas primeiras linhas esclarecer que não estamos tratando de todos os indivíduos e de todas as organizações que erguem a bandeira dos direitos humanos.
Defender os direitos humanos é um dever de todos nós.
Isso é indiscutível, não avançaremos nessa direção, o que queremos lamentar é que exista uma visão focada em indivíduos e em organizações de direitos humanos, no sentido de só defenderem os direitos humanos que eles consideram violados pelo Estado, especificamente pela ação dos órgãos policiais.
Basta morrer alguém  em  confronto  com  a  polícia   para   que   surjam    as   cobranças sobre investigações rigorosas, sobre a antecipação de indenizações e sobre o afastamento dos policiais envolvidos.
Criou-se uma rotina que não se repete quando o morto (ou ferido) é o policial.
Por quê?
Os policiais são sujeitos de direitos humanos, isso é também indiscutível.
Apesar dessa verdade, os indivíduos e as organizações se calam.
Não cobram apurações rigorosas, antecipação das pensões para os órfãos e viúvas dos policiais e prisão imediata dos criminosos.
Salvo melhor juízo, como isso ocorre há anos e não existe qualquer indício de mudança, sugerimos que os indivíduos e as organizações mudem a bandeira.
Não se apresentem como defensores dos direitos humanos, mas se apresentem como defensores dos direitos humanos dos envolvidos em ações policiais que resultem em mortes, desde que os mortos "não sejam policiais".
Isso seria mais honesto.

Juntos Somos Fortes!



2 comentários:

  1. Esse nome tá muito comprido... que tal "direitos dus manus"?

    ResponderExcluir
  2. Concordo em gênero, em número e grau Grande parte da sociedade está amordaçada, ou por medo dos bandidos, ou porque sabe que não adianta reclamar das mortes daqueles que dão a sua vida para protegerem a comunidade. A organização criminosa está ganhando a guerra no quesito dos "direitos dus manus". Os advogados sabem que defender causas de bandidos dá mais lucro e que o recebimento é garantido e imediato. Para eles, que se danem os cidadãos honestos!Estão ansiosos pela morte do próximo bandido, para irem para a TV e para os jornais, para reclamar da "truculência da polícia".

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.