BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

domingo, 26 de fevereiro de 2017

GOVERNO PEZÃO - PRÓXIMO PASSO SERÁ NÃO PAGAR INATIVOS E PENSIONISTAS DA SEGURANÇA



Prezados leitores, quem está acompanhado a evolução da crise e acompanha o nosso blog, tem conhecimento que o próximo passo do governo Pezão será diferenciar o pagamento dos ativos da segurança pública do pagamento dos inativos e das pensionistas da área.
Ninguém pode se considerar surpreendido quando isso acontecer.

"Jornal Extra
26/02/17 06:00 
Membros do governo do Rio defendem salário de fevereiro da Segurança em dia 
Para evitar uma crise na área da Segurança, membros do governo do Rio querem que o salário de fevereiro dos ativos das polícias Militar e Civil, dos Bombeiros e dos agentes da Secretaria de Administração Penitenciária seja pago até 14 março. Este é o 10º dia útil e data limite para pagamentos. O problema é que o Rio ainda está com a folha de janeiro parcelada. Cerca de 100 mil servidores só receberão seus vencimento em cinco depósitos e o último deles está previsto para 22 de março. Ou seja, o estado vai quitar o salário de uma parte do funcionalismo, mesmo com uma dívida sobre o vencimento anterior de outros funcionários (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

7 comentários:

  1. Os ativos hoje são os inativos da manhã vamos ter uma reunião com inativos e pensionistas e vamos para o centro do RJ sê não tê o 13 e o pagamento juntos Samos muitos !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas tenho que te perguntar uma coisa antes de dizer outras: O que os hoje inativos militares fizeram quando acreditavam que a inatividade era algo só para os mais antigos ou veteranos? Vou dar a resposta: Cuidaram de suas promoções e carreiras dizendo sim para tudo que agradaria aqueles que nos oprimem hoje. Sim, sim... Eu sei, recentemente os Barbonos e os 40 da Evaristo "tentaram algo e não conseguiram resultado positivo" porque, dentre outros fatores, foram traídos assim como Tiradentes. Quem traiu? Não sei. Pode ser intriga. Mas dizem que um certo carreirista barato viu sua chance para entrar para a história e para fazer jus a uma gratificação carnuda a ser incorporada. Quem é sabe. Nada mudou nem mudará. Sempre teremos o "Direito de Não Ter Direito" como eternizou Ricardo Garcia. Esqueçam qualquer tipo de indignação, reclamação ou sapateado para garantir seus direitos, pois somos militares estaduais, vocacionados, voluntários, estruturados em hierarquia e disciplina, e também fizemos um juramento perante o pavilhão nacional. Sim, falo deste mesmo pavilhão ultrajado por 594 bandidos produtores de leis inócuas em duas casas da capital, além dos bandidos espalhados por estados e municípios. É, sois bombril quando jovem ativo, papel higiênico quando amadurecido e estorvo na inatividade. Sabe aquele deputado estadual que preside uma certa casa que possui o pseudônimo do histórico dentista patrono? Ele, filhos, cúmplices, parceiros, mentores, protetores e capachos - o escudo do mais incompetentes dos governadores desde Estácio de Sá - mandam lembranças à nossa feliz, brilhante, merecida e justa inatividade.

      Vá chorar na cama que é lugar quente (pelo menos era isso que mamãe dizia), pois, ao final desse meu texto mediocre, você já estará bem mais próximo de sua inatividade... Fato.

      Excluir
  2. Se sou eu coloco com nome e tudo no FACEBOOK..... MANDOU BEM.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o administrador não se importar, o amigo pode ficar a vontade para compilar o texto. Infelizmente, não tenho coragem suficiente para assinar minhas críticas. Prefiro não assiná-lo, porém jamais serei leviano.

      Sgt Foxtrot.

      Excluir
  3. Quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017, neste blog foi postado a seguinte matéria – “POLÍCIA MILITAR: O EFEITO DA CRISE SERÁ O ENDURECIMENTO DO MILITARISMO”, com isto estão distorcendo a finalidade dos rigores hierarquia e a disciplina policial militar, colocando suas autoridades hierárquia a serviço dos que desronram a política. Pois O EFEITO DA CRISE não passará com o ENDURECIMENTO DO MILITARISMO, não foi a indisciplina dos políciais militares que gerou esta crise, e não vai ser o endurecimanto do militarismo que vai resolver a crise. O efeito da crise, é consequência das mazelas políticas, é endurencendo contra os corruptos que sairemos da crise. E para combater os efeitos da corrupção que estão prejudicando os policiais militares, qual será o endurecimento dos comandantes das Polícias Militares contra os corruptos? É uma inversão de culpa.
    A sociedade precisa de policiais com a cabeça em ordem para cuidar dela, e não de uma enfermaria cheira de policiais militares 13.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.