Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

O RIO "PACIFICADO" MATA CABO DO EXÉRCITO BRASILEIRO

Prezados leitores, o Rio "pacificado" pelo governo Cabral-Pezão continua fazendo vítimas.
Hoje o sangue não foi azul, foi verde oliva.



"SITE G1
28/11/2014 20h31 - Atualizado em 28/11/2014 20h49
Morre cabo do Exército baleado na cabeça em ataque na Maré, Rio
Morte é a 1ª de militar das Forças Armadas desde início da pacificação.
Militares foram atacados por traficantes nesta sexta-feira.
Morreu o cabo do Exército baleado na cabeça enquanto fazia um patrulhamento no Complexo da Maré, Zona Norte do Rio, nesta sexta-feira (28). A morte de Michel Augusto Mikami, que era de Vinhedo, no interior de São Paulo, é a primeira de um militar das Forças Armadas desde o início do processo de pacificação, há seis anos.
Um vídeo mostra o momento em que o cabo foi socorrido por médicos e militares.
Também na região, um blindado caiu num canal em outro ataque de criminosos. O veículo blindado da Força de Pacificação que estava em patrulhamento na Região do Conjunto Esperança recebeu tiros de supostos envolvidos com facções criminosas (Leia mais)".

8 comentários:

  1. Meninos do brasil ! sem justiça ,sem leis ,sem governo .

    ResponderExcluir
  2. Vamos ver se o exército brasileiro ainda existe !!!! Se igualar com a PMERJ a essa altura do campeonato é assumir que estamos em uma guerra já perdida. Os PMS já perderam gracas aos seus oficiais comprados por gratificações, venderam a tropa vamos ver o EB se isso acontecer já era segurança nesse país Brasil acabado Colômbia.

    ResponderExcluir
  3. E a declaração da Dilma? "Morreu pela pacificação..." (???) O que será que isso significa? Tosca...

    ResponderExcluir
  4. Só vai eh piorar. Tinham a que expulsar essas ônus todas pra fora do Brasil. Esses generais de hoje não são de nada.

    ResponderExcluir
  5. Mais uma vítima da irresponsabilidade do governo Dilma, mais preocupado em utilizar o exército para fazer média com os governadores do Rio para conseguir apoio eleitoral. Meu filho serve na mesma unidade do cabo, em Campinas, 28º BIL, sendo que o cabo era da 1ª CIA e meu filho é da 2ª Cia. e segundo comentário dos soldados que voltam de folga do Rio, é que há tiroteio todos os dias, inclusive um outro soldado foi baleado, mas esse sem gravidade.Por esse motivo, a cada folga, todos ficam com medo de voltar lá. Ultimamente estão mandando até recrutas, que foram engajados esse ano e não tem a mínima experiência nesse tipo de ação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu amigo sou pm com 23 anos de serviço. Diga ao seu filho pta se esconder atrás do poste para não morrer. O governo do Rio não da valor.Há décadas q essas ongs só fortalecem os bandidos.A chapa só vai esquentar. Esse policiamento é eleitoreiro,eles não estão preocupados com o povo nãao

      Excluir
  6. Trágica morte, infelizmente essas coisas acontecem. Ninguém está lá pra brincadeira, a cotidiano nas favelas é melindroso. Operação presença não existe mais. Não podemos deixar barato, já estamos em guerra a muitos anos, só não acredita que não quer acreditar.

    ResponderExcluir
  7. Agora é hora de mostrar forca e pacificarmos de verdade essas favelas e acabar com esse sistema corrupto absurdo que so fortalece vagabundo.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.