BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

PMERJ TERÁ SEXTO COMANDANTE GERAL E OS CORONÉIS CONTINUAM MUDOS



Prezados leitores, a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro terá o seu SEXTO Comandante Geral durante o governo Cabral-Pezão.
Isso é histórico.
Nunca antes na história do Brasil um governo estadual trocou tantos Comandantes Gerais e manteve o mesmo Secretário de Segurança.
Uma marca extremamente negativa para a instituição e, acima de tudo, para os Oficiais que ocupam o posto de Coronel PM.
A situação será mais grave ainda se um Coronel PM inativo assumir a função.
Será que nenhum Coronel PM percebeu que essa série de mudanças está jogando nos ombros do comando geral da PMERJ todo o ônus do fracasso da gestão da segurança pública?
Será que nenhum Coronel PM percebeu que está sendo tratado como incompetente?
Isso é muito triste!

"JORNAL EXTRA
06/11/14 20:29 Atualizado em 06/11/14 20:32 
Comandante-geral da PM do Rio é exonerado; coronel da reserva é chamado para assumir o cargo 
Rafael Soares 
O comandante-geral da PM do Rio, coronel José Luís Castro Menezes, foi exonerado pelo secretário estadual de Segurança José Mariano Beltrame. A decisão foi tomada após reunião no início da noite desta quinta-feira. O chefe do Estado-Maior Operacional Paulo Henrique de Moraes assume o cargo interinamente até janeiro. O nome mais cotado para assumir o cargo, a partir do início do ano que vem, é o do coronel Alberto Pinheiro Neto, atualmente na reserva. O oficial já foi chamado por Beltrame para voltar à ativa (Leia mais)". 

Juntos Somos Fortes!

9 comentários:

  1. Com devido respeito, estão colendo o que plantaram!
    Se estivessem lutando pela linda PMERJ, não estaríamos nesta condição!
    Os Oficiais tem que entender que não somos políticos, somos PMERJ, servir e proteger!
    As indicações deveriam vir da tropa, valorizando a corporação, por isso o ditado: Juntos Somos Fortes!
    Mas, querem se submeter as migalhas temporária do Governo, o que dá é isso peça de reposição!
    Então a culpa é do Corpo de Oficiais, que se submete a estas regras!
    Quando na verdade poderíamos ter o prato cheio!
    VIVA a PMERJ, porque ela é um todo, não um grupo!
    Dividir só se perde a força!
    Simples assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alexandre, The Great8 de novembro de 2014 11:31

      "Colendo" o quê? Hein?

      Excluir
  2. Bem feito. Voces oficiais não entendem que também são PMs. Ajudam o político, a mídia, as Ongs e tudo quanto é safado a bater na PMERJ em troca de graificação, promoção e cargos. Voces acabaram com a PM. A verdade é que o governador e o secretário vão sair bem na fotografia e vocês coronéis vão continuar sendo tratados por eles como papel higienico, e a tropa vai continuar trantando voces com desprezo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse tudo. Dar o cargo a alguém inativo é uma vergonha para os coronéis da ativa. O pior é que o próximo CG já chega sabendo que mais dia menos dia é ele que será chutado como um cão sarnento, o cronômetro já está zerado. Do que adianta ser o rei de um reino caindo aos pedaços? Os súditos são meros serviçais oprimidos, tristes, famintos e maltrapilhos. Se tivessem sentimento pela corporação ninguém assumiria, mas o orgulho de colocar o nome na história é maior do que qualquer coisa.
      Boa sorte, novo comandante geral! Pois não sei se as tristezas e alegrias que estão por vir valerão a pena.

      Excluir
  3. Corretíssimo coronel, se a sede de poder não fosse tão grande e essa PMERJ de fato não fosse um elefante preso ao pé de alface os coronéis ativos e inativos já teriam se reunido e pressionado os governantes por determinadas atitudes e vou além se os comandantes tratassem com respeito e dignidade a tropa também estaria nessa briga. O tempo do chicote e escravidão tem que acabar como o oficialato não que enxergar isso vão acabar se tornando civis estou cantando a pedra

    ResponderExcluir
  4. É incontestável a competência do Pinheiro Neto porém se ele retornar o governador estará presenteando todos os coronéis ativos com um diploma de incompetência. Quero ver se todos os ativos terão a hombridade de pedirem a reforma como forma de protesto, não isso não ocorrerá estão todos comprados com gratificações e expectativas de poder

    ResponderExcluir
  5. Com isso beltrame joga os coronéis para baixo ganhando notoriedade da população, não tem como comandar polícia no chicote dignidade a tropa para terem apoio. Só pensar pela tropa e não para política assim a sociedade sai vitoriosa.

    ResponderExcluir
  6. Não dou boas vindas a esse ou a qualquer um que ocupe a cadeira de Comandante Geral da PMRJ.Pois são todos fantoches dos políticos que vão dar continuidade a escravidão das escalas,a péssima condição de serviço,os baixos salários e nós praças continuaremos a ser humilhados e expulsos sem direito a defesa e o contraditório. Se o praça quiser exigir qualquer direito, tem que entrar na justiça. A PMERJ acabou, só nos resta ficarmos olhando impotente e com tristeza !

    ResponderExcluir
  7. Quem sabe esse pinheiro neto peite esse governo.Não tem nada a perder.Já é da reserva mesmo.Tá cheio da grana.Se ele fizer isso acho que ele vai ganhar muito,pois a tropa só tá esperando um cmt assim há anos.Esse cara ganharia muitas eleições. Mas ,voltando a realidade acho que é mais um FANTOCHE NA MÃO DOS POLÍTICOS CORRUPTOS.EU TENHO VERGONHA DE SER COMANDADO PELOS NOSSOS OFICIAIS.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.