BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

A LUTA CONTRA O GOVERNO PEZÃO E AS SEIS TÉCNICAS DE RESILIÊNCIA DOS SEALS

Prezados leitores, os servidores públicos, os militares (PMs e BMs), os inativos (aposentados) e as pensionistas estão experimentando  um período de enorme estresse físico e emocional em decorrência do atraso nos pagamentos por parte do governo Pezão.
Diante desse quadro, guardando as devidas proporções, as "6 Técnicas de Resiliência dos SEALS" podem ser úteis para encontrar o equilíbrio emocional necessário para o enfrentamento dessas adversidades. 



"Site R7 
6 Técnicas de Resiliência Mental dos SEALS – a elite militar dos EUA 
Brandon Webb não pensava em desistir. 
“Foda-se, Instrutor Buchanan. 
A única maneira que você me tirar daqui é com o meu corpo em um saco preto”. 
Era o meio de “Hell Week” (semana do inferno), a semana treinamento mais intensa e difícil que um membro do Navy Seals, a elite especial da marinha dos EUA, pode passar. Muita tortura física e mental, onde apenas 1 em 7 homens conseguem passar e se tornar um membro da equipe especial. 
Webb passou a se tornou um atirador Navy SEAL. Uma equipe admirada pelo mundo inteiro não só pela capacidade técnica de ter sucesso em todas as missões que participam. Mas, principalmente, pela resiliência mental de seus integrantes. 
O motivo que se tornaram uma elite militar é simples. A seleção para se tornar um SEAL beira a desumana. Você é treinado até o limite para suportar a pressão na guerra sem abandonar o companheiro ou a missão. Nadar com tubarões, pular de helicópteros em alto-mar, invadir casas com terroristas armados. Depois de formado, os SEALS são capazes de operar em qualquer ambiente: no mar (Sea), no ar (Air) e em terra (Land). 
Foram eles os responsáveis por matar Osama Bin Laden no Paquistão, em 2011. 
Era nele que atuava Chris Kyle, que inspirou o filme Sniper Americano, o mais letal atirador da história militar dos EUA, com 255 mortes, sendo 160 confirmadas oficialmente pelo Pentágono. 
Talvez um dos maiores valores dessa equipe, e que possa servir de inspiração a você, é a resiliência mental. Se, por ventura, você ainda não sabe o significado do termo, aí vai: 
A resiliência é a capacidade de o indivíduo lidar com problemas, superar obstáculos ou resistir à pressão de situações adversas – choque, estresse etc. – sem entrar em surto psicológico, dando condições para enfrentar e superar adversidades. Nas organizações, a resiliência se trata de uma tomada de decisão quando alguém se depara com um contexto entre a tensão do ambiente e a vontade de vencer. Essas decisões propiciam forças na pessoa para enfrentar a adversidade (Leiam mais e conheçam as 6 técnicas)." 

Juntos Somos Fortes!

4 comentários:

  1. Eu desisti Coronel !
    "Senhor, eu não quero mais ser um manifestante,eu desisti senhor "!

    ResponderExcluir
  2. O problema é a falta de foco e o comodismo! Eu sempre que não estiver de serviço irei na manifestação

    ResponderExcluir
  3. Este é o curso os brasileiros estão fazendo, porque os políticos zombam da nossa cidadania, destruiram a nossa dignidade, acabaram com a nossa segurança, acabaram com os nossos empregos, debocham da nossa paciência, meteram a mão no nosso dinheiro, querem que nós reponhamos o dinheiro que eles roubaram, e os que não estão aguentando estão dando um jeito de cair fora do Brasil, inclusive já têm uns 15 desaparecidos no mas das Bahamas, que desistiram deste curso.
    E pelo jeito este curso não tem data para terminar.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.