BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sábado, 4 de fevereiro de 2017

PACOTE DE MALDADES - OS PROTESTOS NA ALERJ E A POLITICAGEM



Prezados leitores, ontem conforme tínhamos comunicado nas redes sociais, publicamos o artigo "Pacote de Maldades - Por que os protestos não estão dando certo?" (Link para acessar o artigo).
Apesar de apoiarmos os protestos realizados nas ruas contra os cleptocratas que nos governam, no artigo apresentamos fatos que na nossa opinião estão contribuindo para a falta de produtividade dos protestos realizados em frente ao Palácio Guanabara e em frente à ALERJ, tendo como único objetivo alcançar o interesse de todos através do sucesso das mobilizações.
Nós fizemos o que as pessoas inteligentes qualificam como "crítica construtiva".
No artigo esclarecemos que voltaríamos ao tema, pois era impossível esgotá-lo em um artigo, sendo isso que fazemos nesse artigo.
O produto natural de toda mobilização é o surgimento de pré-candidatos para representarem a(s) categoria(s) no poder legislativo.
No passado isso aconteceu com o atual deputado estadual Major PM Ref Paulo Ramos e, recentemente, ocorreu com o Major BM Marcio Garcia que foi vereador no município do Rio de Janeiro.
As referidas vitórias (eleição de representantes) foram produto do direito que todos têm de candidatar-se e do surgimento natural das candidaturas no curso da mobilização.
Salvo melhor juízo, no caso do deputado Federal Cabo BM Daciolo, o processo foi diferente, ele desde o começo se portou como pré-candidato e acabou eleito deputado federal pelo PSOL.
Tal postura do Daciolo rendeu ótimos frutos para ele, mas prejudicou muito a maior mobilização já ocorrida no Rio de Janeiro, o SOS Bombeiros, a qual poderia ter conquistado muito mais, caso não existisse desde o começo esse interesse político.
Nesse ponto, mais uma vez, deixamos claro que não somos os donos da verdade e que o objetivo do nosso espaço é fornecer subsídios para que os leitores formem as próprias opiniões.
A atual mobilização está repleta de pré-candidatos desde o começo e isso é muito ruim para as categorias, embora possa ser tão bom para eles em 2018 como foi para o Cabo BM Daciolo.
Isso é fácil de observar.
Foquem no microfone.
Os pré-candidatos sempre o buscam repetidas vezes em cada ato.
Devemos destacar para não cometermos injustiças que nem todos que fazem uso constante do microfone são pré-candidatos, mas os que são pré-candidato não perdem oportunidade de usá-lo.
Se identificar os pré-candidatos é simples, mais fácil é controlá-los, isso para o benefício da mobilização, basta que os organizadores limitem o acesso ao microfone.
Os protestos serão produtivos quando a politicagem não fizer parte das mobilizações.
Encerramos esse artigo comunicamos que publicaremos outros sobre os protestos e aproveitamos para sugerir aos militares (PMs e BMs), ativos, inativos  e pensionistas de militares a leitura de um artigo sobre mobilização no Espírito Santos (Link para o artigo).

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.