BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

É RIDÍCULO TER SAUDADES DO GOVERNO MILITAR

Prezados leitores, transcrevemos texto que circula nas redes sociais para avaliação.



GOVERNO MILITAR 
É RIDÍCULO TER SAUDADES DO GOVERNO MILITAR. 
Como alguém, em sã consciência, pode ter saudades de um governo que tinha, apenas, 12 ministérios? Prova, inequívoca, que o país não era bem administrado. 
Como confiar em presidentes que morreram pobres? Um homem que ocupa o cargo máximo de uma nação, sem fazer fortuna, prova que não sabe aproveitar oportunidades, nem gerir o patrimônio próprio. Um incapaz.
Como ser saudoso de uma época de ditadura, onde todos os cidadãos tinham direito ao livre acesso às armas de fogo? E pior, a repressão era tão violenta que, mesmo armados, os cidadãos não se matavam. Isso demonstra o medo da população contra aquele governo bárbaro. 
Como respeitar um regime que criou o INSS, o PIS, o PASEP, regulamentou o 13º, instituiu a correção monetária, criou o Banco Nacional da Habitação, o FUNRURAL, construiu mais de 4 milhões de moradias e abriu 13 milhões de vagas de emprego?
Melhor nem falar de infraestrutura. Em 21 anos, conseguiram, apenas, asfaltar 43.000Km de estradas, construir 4 portos, reformar outros 20, instalar as maiores hidrelétricas do mundo, decuplicar a produção da Petrobrás, criar a Embratel e a Telebras, implementar dois polos petroquímicos, entre outras coisinhas sem importância. 
A educação era ridícula. Pegaram o país com 100 mil estudantes secundaristas e transformaram em 1.3 milhões. Criaram o Mobral, o CESEC, a CNPQ e o programa de Merenda Escolar. 
Nestes vergonhosos anos de chumbo, onde o PIB cresceu 14%, as exportações saltaram de 1.5 para 37 bilhões, atingimos a 7ª economia economia mundial e nos tornamos o 2º maior produtor de navios do planeta. Uma catástrofe!!
Realmente, durante essa página negra da história nacional, pelo visto, apenas os presídios funcionavam. Esses, sim, um exemplo. Neles entraram terroristas, assassinos, assaltantes, guerrilheiros, seqüestradores, e saíram deputados, ministros, governadores e, até, dois presidentes. Isso que é recuperação". Fonte: internet 

Juntos Somos Fortes!

4 comentários:

  1. SENDO AINDA,QUE QUANDO OS MILITARES ASSUMIRAM O PODER O BRASIL,ERA A QUADRAGÉSIMA QUINTA ECONOMIA DO MUNO,E FOI LEVADA POR ELES A SER A SÉTIMA ECONOMIA MUNDIAL.
    NAQUELA ÉPOCA PODÍAMOS ANDAR NAS RUAS TRANQUILAMENTE E NÃO INVADIAM NOSSOS LARES.

    ResponderExcluir
  2. A UNIFICAÇÃO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL - CRIAÇÃO DO INPS - TAMBÉM FOI OBRA DAQUELES "trogloditas"

    ResponderExcluir
  3. Criação do SENAI também foi do Governo MILITAR.
    Ainda tive a felicidade de ter sido comandado pelo Coronel EB Renato Ribeiro dá Silva, Comandante Geral do CBMERJ quando incorporei em 1981.

    ResponderExcluir
  4. Não é o regime que presta ou deixa de prestar, são os governantes e todas as autoridade que têm o poder de tomar decisões; é o homem quem determina como será o regime, não é o regime quem detemina como será o homem. As leis não garantem os direitos do cidadão, é o juiz (cidadão) que preside a aplicação da lei, quem garante ou não o que nela está escrito.

    O hospital da Polícia Militar do Rio de Janeiro, também era administrado por coronéis da Polícia Militar, os quais roubaram a própria instituição e ainda continuam roubando, através da lei da imoralidade que garante proventos mensais. Se eles fossem civis roubariam do mesmo jeito.
    Quando se falar em qualquer regime que presta, com certeza ali tem homens honestos e competentes, e quando não prestar, têm corruptos e incompetentes.

    A lei é uma estrada, por onde você pode chegar ao destino desejado ou se matar nela por falta de manutenção, depende de quem cuida dela, e não dela.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.