BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

RIO DE JANEIRO - POLÍCIA MILITAR E POLÍCIA CIVIL DE LUTO

Prezados leitores, após os últimos fatos envolvendo Policiais Militares e Policiais Civis com traficantes de drogas, todos os Policiais Civis e Militares devem estar de luto.



















1) "Jornal O Dia
Policiais Civis vendiam informações para traficantes em troca de propina (Link)"

2) "Jornal O Dia
Policiais ordenavam até assaltos 
Quando o tráfico não conseguia o dinheiro todo da propina, PMs mandavam que assaltasse mais (Link)"



Juntos Somos Fortes!

5 comentários:

  1. Agora está explicado a não adesão dos PRAÇAS quando as esposas dos POLICIAIS MILITARES,iniciaram a OPERAÇÃO FECHA QUARTEL,e em alguns Batalhões Oficiais e até Comandantes agrediram as esposas dos policiais militares na porta dos Batalhões da PMERJ !
    Vergonha Coronel Paúl.

    ResponderExcluir
  2. São muitos ratos para poucos gatos, tem até rato disfarçado de gato comandando e/ou combatendo outros ratos da mesma índole imoral.
    A começar pelo presidente da república e vários de seus ministros.

    Não é a Polícias Militar e a Polícia Civil que estão de luto, são os princípios de boa parte das autoridades públicas e de boa parte sociedade brasileira que entraram em óbito, já estão em estado avançado de decomposição moral, sinto no ar o cheiro de um futuro tenebroso.

    Tô para dizer que os venezuelanos estão mais próximo de se livrar do Maduro e seus aliados, do que os brasileiros da cleptocracia e seus beneficiados. Lá na Venezuela o povo está reagindo ao autoritarismo, aqui, boa parte da sociedade está aderindo às práticas criminosas. Como combater o crime com criminosos responsáveis pelo destino da Nação?

    O exemplo não vem de cima para baixo e nem de baixo para cima, a desordem política e social apenas abrem às portas para os maus carácteres reinarem à vontade.

    Com homens sérios no poder e leis duras, os maus carácteres vão continuar na mesma quantidade, porém bem menos à vontade, bem menos ativos, pois saberão que as consequências dos seus atos serão bem maiores do que seus benefícios.

    Hoje, punidos são as pessoas de bem, que perderam o direito de usufruir de seus bens e de exercer o seus dereito de ir e vir em segurança.

    ResponderExcluir
  3. CARO COMPANHEIRO CORONEL PMERJ PAUL,
    Salta aos olhos a diferença de tratamento que a cúpula da polícia civil dispensou aos casos de corrupção que envolveu os seus funcionários e os policiais militares.
    Ninguém viu uma coletiva de imprensa com todo o aparato para a divulgação dos fatos, a fim de mostrar o casos igualmente gravíssimos, que envolveu os policiais civis, diferentemente da ampla divulgação e cobertura jornalística proporcionada pelo delegado encarregado das investigações, no caso dos PPMM do batalhão de são gonçalo.
    No final não temos dúvidas do que vai acontecer com os policiais militares considerados culpados: serão todos excluídos a bem da disciplin dentro de 60 dias, seus ascendentes e descendentes serão julgados indignos e o chão onde pisaram será salgado para que ali não floresça nem mesmo erva daninha, sem que sua família não tenha direito nem mesmo ao auxílio reclusão que o estado paga aps dependentes dos criminosos.
    Enquanto isso os policiais civis serão(será?) submetidos a um lentíssimo PAD, com todos os direitos à ampla defesa e ao contraditório, que em raros casos termina em exoneração a bem do serviço público, e se houver dúvidas, solicitem a corregedoria da PCERJ. as estatísticas, a fim de compará-las com os casos homólogos na PMERJ.
    Também quero acrescentar que discordo que essa operação calabar, que segundo chico buarque não foi traidor, tenha sido a maior já deflagrada para combater a corrupção interna, pois parece que já esqueceram que a operação gladiador, de 1996,REALIAZADA PELA POLICIAI FEDERAL, desbaratou o esquema criminoso dos "INHOS" envolvendo um chefe geral da policia civil, que foi exonerado do cargo e também perdeu o mandato de deputado estadual.
    saudações
    PAULO FONTES

    ResponderExcluir
  4. CARO COMPANHEIRO CORONEL PMERJ PAUL

    Não estou aqui para defender ou acusar ninguém, nesse escabroso caso envolvendo PPMM do 7º Batalhão- São Gonçalo, onde fatos gravíssimos foram atribuídos à 96 deles, entretanto alguns comentários devem vir a tona, e principalmente, o direito a defesa, primado constitucional do estado democrático de direito, que faz com que um deputado flagrado com uma mala contendo 500 mil reais, seja posto em liberdade por um juiz do STF, e um senador acusado em delação premiada pelo dono da JBS, de ter pedido propina de 30 milhões para despesa da sua campanha em 2014, além de mais 2 milhões para pagar a sua defesa, também seja reconduzido ao cargo por outro ministro do STF.
    Salta aos olhos a diferença de tratamento que a cúpula da polícia civil dispensou aos casos de corrupção que envolveu os seus funcionários, envolvidos em casos recentes de corrupção, tanto ou mais graves, e o atual caso em lide, com os policiais militares do 7º BPM.
    Ninguém viu uma coletiva de imprensa com tanto aparato e espetáculo midiático para a divulgação dos fatos, com ampla divulgação e cobertura jornalística, como essa que envolveu os PPMM do batalhão de são gonçalo, diferentemente daquela proporcionada pelo delegado encarregado das investigações, a fim de mostrar o casos igualmente gravíssimos, que envolveu os policiais civis,
    No final não temos dúvidas do que vai acontecer com os policiais militares considerados culpados: serão todos excluídos a bem da disciplin dentro de 60 dias, seus ascendentes e descendentes serão julgados indignos e o chão onde pisaram será salgado para que ali não floresça nem mesmo erva daninha, sem que suas famílias não tenham direito nem mesmo ao auxílio reclusão que o estado paga aos dependentes dos criminosos.
    Enquanto isso os policiais civis serão(será?) submetidos a um lentíssimo PAD, com todos os direitos à ampla defesa e ao contraditório, que em raros casos termina em exoneração a bem do serviço público, e se houver dúvidas, solicitem a corregedoria da PCERJ. as estatísticas, a fim de compará-las com os casos homólogos na PMERJ.
    Também quero acrescentar que discordo que essa operação calabar, que segundo chico buarque não foi traidor, tenha sido a maior já deflagrada para combater a corrupção interna, pois parece que já esqueceram que a operação gladiador, de 1996,REALIZADA PELA POLICIA FEDERAL, desbaratou o esquema criminoso dos "INHOS" envolvendo um chefe geral da policia civil, que foi exonerado do cargo e também perdeu o mandato de deputado estadual.
    saudações.
    Solicito ainda desconsiderar o post anterior, por incorreções agora corrigidas.
    saudações

    PAULO FONTES

    ResponderExcluir
  5. Lembrem-se que o mesmo fato ocorreu no 15 BPM, mais de 30 foram presos, execrados, condenados pela mídia e no final foram absolvidos porque as "provas" contra eles tinham sido editadas e falsificadas.
    Tudo disputa de poder.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.