BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

domingo, 11 de junho de 2017

O ESCÂNDALO DO BRASILEIRÃO 2013 - ATUALIZAÇÃO



Prezados leitores, desde o começo da nossa luta pelo esclarecimento dos fatos insólitos ocorridos na última rodada do Brasileirão 2013, isso em dezembro daquele ano, tivemos a preocupação de nivelar conhecimento sobre os nossos procedimentos com todos os que se engajaram nesse desafio, usando não só esse espaço democrático, mas também o Twitter e o Facebook.
Neste artigo faremos exatamente um nivelamento, a partir de uma apertadíssima síntese dos principais fatos e informaremos a situação no momento.

1) No dia 6 de dezembro de 2013, sites da imprensa desportiva noticiaram que o jogador André Santos (Flamengo) estava suspenso e não poderia jogar no dia 7 (sábado).

2) André Santos jogou e a imprensa esportiva não noticiou a irregularidade que expôs o Flamengo ao risco de ser rebaixado (40%).

3) No dia 8 (domingo) o Fluminense venceu o Bahia por 2 a 1, o que provocaria o rebaixamento do Flamengo após a punição que foi imposta ao clube.

4) Só que no dia 8 a Portuguesa escalou o jogador Héverton também de forma irregular.

5) Flamengo e Portuguesa foram punidos e a Portuguesa acabou salvando o Flamengo do rebaixamento.

6) Parte da imprensa esportiva (sem qualquer razão) passou a acusar o Fluminense de ter "virado a mesa" e rebaixado a Portuguesa, postura que contrariava a própria classificação oficial do Brasileirão 2013, mas eles foram impiedosos.

7) Diante da covardia, foi iniciada uma luta pelas redes sociais para defender o Fluminense da injusta agressão e para cobrar o esclarecimento dos fatos. Em função da interação entre os mobilizados e dos fatos que foram sendo descobertos pelo grupo, nós publicamos um livro a respeito. O Flamengo nos chegou a nos interpelar judicialmente sobre o livro, embora nele não contenha qualquer acusação contra o clube da Gávea.

8) Logo após a punição aos clubes, o Ministério Público de São Paulo instaurou um Inquérito Civil Público para que os pontos fossem devolvidos à Portuguesa. No curso das investigações o promotor concedeu inúmeras entrevistas afirmando ter encontrado indícios de crimes e os autos foram encaminhados para o GAECO de São Paulo.

9) No ano passado foi noticiado por parte da imprensa esportiva que o inquérito tinha siso arquivado definitivamente por falta de provas.

10) Nós encaminhamos solicitação ao GAECO de vistas aos autos e extração de cópias, o que foi concedido. Comparecemos ao Fórum da Barra Funda onde fizemos vistas e solicitamos cópias.

11) Munidos desses documentos fizemos um recurso solicitando a reabertura das investigações apresentando fatos novos e demonstrando que algumas providências (oitiva de testemunhas, por exemplo) não foram realizadas.

12) O GAECO decidiu pela manutenção do arquivamento.

13) Nos restou fazer um novo recurso dessa vez encaminhado ao Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) apresentando o arrazoado anterior e acrescentando novas notícias.

14) Não tendo recebido resposta, reiteramos o recurso ao CSMP.

15) No início de maio do corrente ano recebemos correspondência do CSMP informando que o nosso recurso foi encaminhado para o GAECO.

Diante do exposto, resta a seguinte dúvida:

- O GAECO encaminhará suas justificativas sobre o arquivamento para que o CSMP analise e decida ou o próprio GAECO decidirá sobre a  manutenção ou não do arquivamento.

Caso a decisão seja do próprio GAECO, fica difícil esperar que ocorra uma mudança na decisão anterior, mas se a decisão for do CSMP. a possibilidade existe.

Só nos resta esperar uma nova comunicação do GAECO ou do CSPM.

Caso o arquivamento seja mantido, a tendência é que não elaboremos uma 2a edição do livro, optando por digitalizar a documentação referenciada anteriormente para que aqueles que adquiriram o livro possam completar o conhecimento e formar uma opinião com mais subsídios sobre os fatos estranhos que ocorreram na última rodada do Brasileirão 2013 e que salvaram o Flamengo.

Por derradeiro, informamos que a nossa edição sobre a não publicação da 2a edição é devida sobretudo pelo fato de que nem o Fluminense e nem a Portuguesa (presidentes e diretores) se interessaram em participar da nossa luta pelo esclarecimento dos fatos.

A inércia deles foi ampla, geral e irrestrita, não moveram uma palha para que a verdade surgisse e com isso podem ter contribuído para que mais uma "história mal contada" seja acrescentada ao futebol brasileiro, um futebol de tantas histórias desabonadoras que estão transformando um esporte (futebol) em um "jogo sujo", cheio de segredos que parte da própria imprensa faz questão de manter ocultos.

Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Se as partes que deveriam ser as mais interessadas não tomam uma atitude, fica difícil mesmo. É desanimador!

    ResponderExcluir
  2. Em apertada síntese, vale dizer: a sua luta foi de um Davi contra um Globolias; mas o sr não tinha uma funda poderosa e nem é tão mirolha assim....

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.