BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

sábado, 3 de junho de 2017

SEIS ANOS DA OCUPAÇÃO DO QG DO CBMERJ E NADA DE DIVULGAÇÃO DOS IPMs

Prezados leitores, hoje completam seis anos de ocupação do Quartel Central (QC) do Corpo de Bombeiros Militar (CBMERJ) por Bombeiros Militares e familiares.
Na época os 439 (quatrocentos e trinta e nove) Bombeiros Militares foram presos e autuados.
O Coronel PM Ref Paúl também foi preso (disciplinarmente) naquele dia com flagrante violação da legalidade, ele que não participou de qualquer ato relacionado com a ocupação, apenas filmou os Bombeiros Militares quando caminharam da ALERJ até o QC.
Inúmeras denúncias de excessos foram feitas pelos Bombeiros Militares, inclusive sobre a tropa da Polícia Militar ter efetuado disparos de arma de fogo (ouçam na reportagem).
Dois Inquéritos Policiais Militares  foram instaurados para que a verdade fosse esclarecida, um no CBMERJ e outro na PMERJ.
O Centro de Criminalística da PMERJ realizou perícia no QC, inclusive nas viaturas que apresentavam perfurações por projétil de arma de fogo, isso para instruir o IPM.
O resultado dos laudos nunca foi noticiado.
Seis anos se passaram e até hoje não foi divulgado pela imprensa o resultado das investigações sobre as denúncias apresentadas pelos Bombeiros Militares.
Nem sobre as denúncias dos Bombeiros, nem sobre as denúncias feitas formalmente pelo Coronel PM Paúl contra a prisão ilegal e contra o fato de existirem robustos indícios de que o governo estadual facilitou a alegada invasão, algo que demonstrou em vídeos publicados no youtube.
O silêncio tem sido total.
Nem o Ministério Público, nem a Corregedoria Geral Unificada, nem a Corregedoria Interna da PMERJ, entre outros órgãos que receberam as denúncias, deram publicidade ao que foi apurado.
Sérgio Cabral mandava em tudo.
Hoje ele está preso e acusado de vários crimes.
Será que ainda não é possível dar publicidade ao resultado das investigações?
A imprensa poderia se interessar pela verdade e cobrar os resultados, "desenterrando" as respostas.
A seguir uma reportagem sobre a ocupação.




Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. https://youtu.be/19SbXDbY8zU

    De imediato esclareço para "Rede Globo" que nós não invadimos o Quartel Central, nós ocupamos, e a intenção era ficar lá até o Governador e bandido Sergio Cabral nos ouvir e atender as nossas reivindicações !

    Quem invadiu o Quartel Central foi a PMERJ e não nós os BOMBEIROS MILITARES, e o ex Governador Sergio Cabral que deu essa ordem absurda não compreende, ou até mesmo não foi alertado pelos os OFICIAIS da PMERJ ou mesmo do CBMERJ de quem estavam lá no Quartel Central eram BOMBEIROS MILITARES e alguns familiares, esqueceram de alertar Sergio Cabral este fato; de que o Quartel Central estava ocupado por " BOMBEIROS MILITARES" e que na sua grande maioria são remanescente das Forças Armadas, e tem Treinamento e Instruções Militares, inclusive de Combate e Sobrevivência !

    E que o Coronel PM e Comandante Geral da PMERJ, Cel Mario Sergio Duarte, fez uso excessivo da força, e não o uso progressivo da força.

    Aquele dia e aquele fato se tornou uma "rebelião de Militares e familiares", portanto os Oficiais não atentaram para o protocolo de invasão que na sequência poderia ter sido aplicado, e não foi, como por exemplo:

    1- Nomear um, os mais negociadores; Juiz, advogados, promotor, líderes religiosos;

    2- Oferecer salvo conduto aos manifestantes, em especial aos líderes;

    3- Cortar a água e energia;

    4- Invasão somente depois de ofertar rendição a quem queira se entregar voluntariamente;

    5- Anunciar a invasão;

    Este é o meu entendimento, só não fomos mais vencedores naquele dia, porque muitos dos que ocuparam o Quartel Central, não perseveraram como os 439 BOMBEIROS MILITARES !
    Fui até chamado pelo SGT BM Geovanini para tentar convencer os BOMBEIROS MILITARES a não deixar o Quartel Central, e ouvi diversas desculpas, como por exemplo, vou lá fora fazer um lanche, meu carro está lá perto da ALERJ, amanhã estou de serviço, minha esposa está preocupada comigo, etc etc e etc...
    Respondia, meu filho está internado em um Hospital, fez uma cirurgia, minha esposa está me telefonando para eu ir para o hospital e ficar lá de acompanhante com ele, porque ela está com o meu caçula de três anos, e no dia 04/06/11 tal como será amanhã, era o aniversário de 17 do meu filho Guilherme SENHORES !

    Portanto quando você vai para uma Guerra, a família fica em casa, é como frase do Deputado Federal Jair Bolsonaro:

    "Soldado que vai pra Guerra com medo de morrer é um covarde".

    Att: Subtenente BM RR Valdelei Duarte CBMERJ.

    Rumo ao bem coletivo.

    JUNTOS SOMOS FORTES.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns cel Paúl por lutar sempre do lado da população.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.