Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

quinta-feira, 29 de março de 2018

BRASIL DIVIDIDO: O PERIGOSO "NÓS CONTRA ELES"



O Brasil atravessa um momento grave fomentado a partir do uso em campanha eleitoral do "NÓS CONTRA ELES".
Como não poderia deixar de ser a repetição exaustiva desse absurdo acabou por dividir o país  e não apenas com relação à predileção partidária.
As divisões seguiram se propagando nos mais diferentes temas.
O saudável debate de ideias diferentes perdeu lugar para o quem pensa diferente é "inimigo".
Torço para que o processo se reverta, mas as últimas notícias dão conta do acirramento do problema, o que me faz temer ainda mais pelo futuro do Brasil, país que parece estar se dividindo e caminhando para uma luta fratricida.


2 comentários:

  1. Enquanto isso, Pezão vai conseguindo se arrastar para o fim do mandato sem pagar o 13° de todos os servidores. Abril está batendo à porta e ninguém fala mais nada. A união não está levando o que levava da dívida. As acoe5s da CEDAE foram postas no rolo. O acordo de recuperação fiscal está valendo. O petróleo subiu de preço. Os contribuintes continuam pagando impostos e ICMS...

    O que está faltando para nos pagar o que é direito?

    ResponderExcluir
  2. Acho precário imaginar que a divisão ocorra entre 2 correntes: uma conservadora e outra progressista(ou de esquerda). Tal pensamento pressupõe um equilíbrio de forças, o que não é verdade pois a onda conservadora é muito maior que as outras(incluída nesse bojo a tal progressista). A prevalecer tal exegese, a divisão seria em cinco, seis, sete ou oito partes sendo a maior aquela conservadora. Não dá para formar juízo de valor através de certas "pesquisas" encomendadas (algumas com incríveis 121% do total de pesquisados), tampouco pela verborragia dos mentirosos de palanque, esses então já não tem(ou não deveriam ter) mais nenhuma credibilidade.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.