Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

RESULTADO DE PESQUISA ELEITORAL - ANALISE OS PARÂMETROS E NÃO SEJA MANIPULADO


Prezados leitores, duas novas pesquisas eleitorais foram anunciadas.
Como demonstramos com clareza em artigos anteriores os dados oferecidos pelos institutos não permitem uma real avaliação dos dados divulgados.
Assistam os dois vídeos que produzimos sobre pesquisas anteriores (Link).
Os institutos não revelam os municípios pesquisados, o que faz uma enorme diferença em termos de interpretação dos resultados e que torna os números apresentados como algo que não pode servir para a correta avaliação das intenções de voto dos eleitores do Rio de Janeiro.
Observem o percentual de eleitores pesquisados diante do número total de eleitores, a amostra não é significativa.
Basta observar a diferença entre os dois institutos para perceberem que os dados das pesquisas nada indicam e que só servem como indutor de votos, pois como todos sabem a tendência é votar em quem é apontado como estando na frente nas pesquisas nesse país de analfabetos funcionais.
O IBOPE coloca Crivella 12 pontos atrás de Pezão e 9 pontos atrás de Garotinho.
O GERP aponta um empate técnico entre os três candidatos. 
Sinceramente, quem acredita nos resultados dessas pesquisas acaba sendo manipulado.
Não se deixe manipular, avalie os parâmetros, forme a sua opinião e vote.
Não vote segundo a opinião dos outros, isso o torna um "boneco" no jogo político.

1) IBOPE (Link):
Não conseguimos localizar a pesquisa no site, os dados abaixo foram colhidos no noticiário.
A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 22 de setembro de 2014.
2002 eleitores foram entrevistados. ( 0,0172823% do eleitorado).
A margem de erro é de 2%.
Não foram revelados os dados relativos ao número de municípios e o nome dos municípios onde ocorreram as pesquisas.
O Rio de Janeiro tem 92 municípios e 11.584.083 eleitores (dados da votação de 2010 para o governo)
RESULTADOS:
- Pezão = 29%.
- Garotinho = 26%
- Crivella = 17%.
- Lindberg = 8%.

2) INSTITUTO GERP (Link):
Não conseguimos localizar a pesquisa no site, os dados abaixo foram colhidos no noticiário.
A pesquisa foi realizada entre os dias 18 e 21 de setembro de 2014.
1.300 eleitores foram entrevistados. ( 0,0112222% do eleitorado).
A margem de erro é de pouco mais de 2%.
Não foram revelados os dados relativos ao número de municípios e o nome dos municípios onde ocorreram as pesquisas.
O Rio de Janeiro tem 92 municípios e 11.584.083eleitores (dados da votação de 2010 para o governo)
RESULTADOS:
- Garotinho = 22%
- Pezão = 22%.
- Crivella = 20%.
- Lindberg = 8%.

Charge: Ivan Cabral.

Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Por que não dizem que iremos às urnas este ano para votar em um plebiscito? Quem, além do povo, contesta a "velha politica"? Na classe politica o que constato é candidato usando um discurso hipócrita contra a "velha politica", mas que adota exatamente as mesmas estratégias da "velha politica" para obter apoio e galgar o poder. Veja, por exemplo, a estratégia da senhora Marina Silva, seus patrocinadores, ou representante desses. Parece que eles têm feito um ótimo trabalho apoiando atos ilícitos da magistratura - do sistema jurídico como todo (MP, OAB ..) - em troca das revelações investigatórias, assedio moral e psicológico à litigantes, promoção de movimentações de processos convenientes à promoção de escândalos e/ou paralizações desses (...). Não temos opção, os radicais e extremistas aparelharam a maquina do Estado e estão usando-a contra o povo em prol do projeto politico de recolonização do Brasil! Em 2014 não teremos uma eleição de fato e sim um plebiscito: Povo brasileiro o que prefere? Ser colônia "Brics" ou ser colônia americana?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sendo assim, restaram as baionetas.

      Excluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.