Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

terça-feira, 30 de setembro de 2014

RIO: SUBSECRETÁRIO DE INTELIGÊNCIA DEVE DESCULPAS À POLÍCIA MILITAR E AOS POLICIAIS MILITARES



Prezados leitores, a seguir transcrevemos correspondência encaminhada pelo Tenente Coronel PM RR Fontes, onde cita uma possível ofensa à Polícia Militar que teria sido proferida pelo subsecretário de inteligência da Secretaria de Segurança Pública. 
Nós concordamos inteiramente com o Ten Cel PM RR Fontes e acrescentamos que o próprio Secretário de Segurança, o delegado de Polícia Federal Beltrame, foi recentemente denunciado pelo Ministério Público por improbidade administrativa e superfaturamento de contratos
Os bons velhos tempos precisam voltar.
A AME/RJ precisa agir como fazia o antigo Clube de Oficiais. 
Uma associação (ou clube) de Oficiais ou de Praças que não reúne seus associados quando a instituição atravessa uma grave crise, sinceramente, deixa de cumprir a sua principal função.

"EXCELENTÍSSIMO Sr PRESIDENTE DA ASSOCIAÇÃO DOS MILITARES ESTADUAIS 
CORONEL PMERJ CARLOS FERNANDO FERREIRA BELLO 
Diante dos fatos narrados pela imprensa a respeito da Operação Amigos S/A levada a efeito pelo Ministério Público Estadual e que infelizmente maculou a nossa mais do que bicentenária corporação e resultou na prisão do Coronel PM Alexandre Fontenelle acusado de ser o Chefe da quadrilha composta por mais 26 Policiais Militares, gostaria de chamar a atenção para alguns fatos que foram divulgados pelos órgãos da mídia e que podem ou não serem verdadeiros. 
O JORNAL O GLOBO LINE ON LINE de 23 DE SETEMBRO DE 2014 publicou a seguinte matéria: 
“O comandante da operação, que é o subsecretário de inteligência da Secretaria de Segurança, Fábio Galvão, considera a ação dos PMs uma "corrupção institucionalizada", já que os oficiais integrantes do Estado Maior do 14º BPM, na época, eram oriundos do 41º BPM (Irajá) - unidade onde durante as investigações os agentes também constataram a existência da irregularidade”. 
Se de fato o Subsecretário de Inteligência Fábio Galvão declarou o que consta na matéria do periódico, a análise dos fatos nos leva a concluir que aquela autoridade também acusou a INSTITUIÇÃO PMERJ de ser corrupta, ao invés de considerá-la setorizada, por envolver uma ínfima parcela de servidores que de forma alguma representam todo o corpo institucional. 
Diante das declarações do Subsecretário será que poderíamos considerar outras instituições também corruptas pelo fato de servidores integrantes dos seus quadros estarem envolvidos, acusados, denunciados, condenados, exonerados e demitidos pelo crime de Concussão, Peculato, Prevaricação,Corrupção passiva, Formação de Quadrilha, Extorsão, etc? 
Para melhor ilustrar o “case” em questão será que poderíamos considerar a instituição Receita Federal de ser corrupta pelo fato de auditores fiscais e outros servidores serem acusados do desvio de 3 bilhões de Reais, crime ocorrido na Delegacia da Receita em Osasco em 2011 e investigado na Operação Paraíso Fiscal, pela Polícia Federal? 
Mesmo diante dos altos valores desviados dos cofres públicos, 3 bilhões de reais, entendo que não devemos acusar toda a instituição pelo crime cometido por uma ínfima parcela de servidores do órgão. 
Continuando a mesma lógica de raciocínio, será que poderíamos acusar a instituição Polícia Federal de ser uma corporação corrupta pelo fato de quatro Delegados Superintendentes do órgão no Rio de Janeiro, além de outros servidores menos graduados, terem sido investigados na Operação CEROL, acusados, processados e exonerados do maior posto organizacional no Estado: 
Creio que a mesma lógica se a aplica aqui também e a respeitável Polícia Federal não poder ser maculada como um todo em virtude do desvio de conduta de servidores do órgão. 
Então se estas argumentações estão corretas o Subsecretário de Inteligência da SESP. deve se retratar ou retificar suas declarações dadas à imprensa, no sentido de restabelecer a verdade dos fatos para que a dignidade, o pundonor, a honra e a ética da família Policial , composta por mais de 80 mil pessoas, não seja atingida por crimes cometidos por alguns maus servidores que aqui estão infiltrados mas que serão expurgados com todo o rigor permitido pela legislação constitucional e infra constitucional. 
Sugiro remessa de expediente ao ilustre Subsecretáruio de Inteligência da SESP Fábio Galvão para tomar conhecimento e se manifestar a respeito.
PAULO FONTES TENENTE CORONEL PMERJ RR"

Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. na altura do campeonato quem vai ligar para isso? só confirma o que a sociedade já sabe, é triste eu sei mais se só tivesse praças envolvidos o caso já estaria resolvido, todos estavam felizes.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.