BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

segunda-feira, 20 de março de 2017

HOJE TODO MUNDO ACUSA SÉRGIO CABRAL, ANTES...



Prezados leitores, agora é Júlio Lopes quem acusa o ex-governador Sérgio Cabral de práticas ilícitas.
Hoje todos acusam Sérgio Cabral.
Nós pensamos como a realidade do estado do Rio de Janeiro seria diferente se tivessem nos ouvido em 2007 ou na campanha da reeleição de Cabral ou na campanha para eleição de Pezão.
Não nos ouviram, deu no que deu.

"Jornal do Brasil
Ex-secretário de Transportes, Júlio Lopes acusa Cabral em caso de propina do Metrô
19/03 às 12h42 - Atualizada em 19/03 às 14h43
Apontado nas delações da Odebrecht como beneficiário de propinas nas obras da Linha 4 do Metrô e do Arco Metropolitano, o ex-secretário estadual de Transportes, deputado federal Júlio Lopes (PP-RJ), afirmou, neste domingo (19), que as obras estavam sob a gestão da Casa Civil, e não com a pasta de Transportes. 
Segundo Lopes, a gestão da Linha 4 só ficou sob administração da Secretaria de Transportes a partir de 23 de janeiro de 2015, e ele foi secretário de Sérgio Cabral entre 2007 e 2014. 
"Sabíamos que nos usariam para justificar o valor (segundo o MPF, superfaturado) da obra da Linha 4. Ao cidadão comum, tem lógica a Secretaria Estadual de Transportes ser a responsável por uma obra de metrô. Deveria, mas não foi. A organização do Cabral jamais permitiu que qualquer um dos nossos atuasse na gestão e contato com Consórcio. A gestão da Linha 4 foi transferida para a Setrans, pelo então governador Pezão, apenas em 2015 com a obra já entregue. Nunca tivemos acesso aos trâmites e decisões sobre ações e custos", relatou Lopes (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.