Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

sábado, 25 de março de 2017

PEZÃO NÃO EXONERA ERIR E DESMORALIZAÇÃO SEGUE AUMENTANDO



Prezados leitores, as denúncias de mordomias recebidas pelo ex-governador Sérgio Cabral e pela sua esposa Adriana Ancelmo não param de surgir na imprensa.
Apesar delas o governador Pezão não exonera o secretário estadual de administração penitenciária, Erir Ribeiro Costa Filho, ele que ocupou cargo de destaque nomeado exatamente por Sérgio Cabral.
Nós temos insistido que a manutenção de Erir está desmoralizando o governo Pezão, a SEAP, os sofridos agentes penitenciários, o Ministério Público Federal e o Poder Judiciário.
A solução é tão simples, por que não é adotada?
Não deixem de assistir a reportagem.

"Site G1
Filho de Cabral visitou o pai fora de dias e horários permitidos, diz relatório obtido pela GloboNews
Deputado federal, Marco Antonio Cabral esteve mais de 30 vezes com o pai após prisão. Outros políticos também estiveram em Bangu 8. 
Por G1 Rio
24/03/2017 19h56 Atualizado há 55 minutos 
O deputado federal, Marco Antonio Cabral esteve mais de 30 vezes com o pai, o ex-governador Sérgio Cabral Filho, preso em novembro. Segundo levantamento a qual a GloboNews teve acesso, 20 visitas foram feitas fora dos dias e horários permitidos. Além disso, ele não foi o único político a fazer visitas a Cabral fora dos dias e horários estabelecidos. O relatório da secretaria de administração penitenciária do rio mostra que o ex-governador Sérgio Cabral está recebendo visitas de forma irregular no complexo de Bangu, Zona Oeste da cidade.
O documento foi obtido com exclusividade pela GloboNews através da lei de acesso à informação. Segundo esse relatório, o filho de Sérgio Cabral, que é deputado federal, se aproveita de uma prerrogativa parlamentar para entrar no presídio a qualquer hora do dia. Em dezembro do ano passado, o Ministério Público já tinha alertado a justiça sobre essa prática.
O pedido pelo relatório foi feito no dia 31 de janeiro. Por lei, a resposta deveria sair em no máximo 30 dias, mas só vinte e dois dias depois do prazo final, a relação de nomes foi enviada (Leiam mais e assistam reportagem)". 

Juntos Somos Fortes!

3 comentários:

  1. É a mesma estratégia que manteve um certo secretário de segurança por 10 anos. Ele não será exonerado. Mantém o sujeito onde está para que a mentira repetida por anos a fio se torne uma verdade,pois um deve ao outro na associação que inclui o pinóquio, a Adriana e outros.

    ResponderExcluir
  2. Cabral tem que ser transferido para um presídio federal ,já!

    ResponderExcluir
  3. Esse secretário é uma piada.kkk
    #foraerir
    #foracabral

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.