BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

sábado, 12 de novembro de 2016

QUEM ESCOLHE O LADO DO MAL TEM TUDO PARA TER VIDA CURTA

Prezados leitores, falam muito sobre o denominado "extermínio de jovens" e esquecem de falar que essas mortes estão diretamente relacionadas com uma escolha errada feita por eles.
Ninguém é obrigado a ser criminoso, isso é uma escolha.
O criminoso, seja de pé no chão ou de colarinho branco, voluntariamente ingressa em quadrilhas e com isso direciona sua vida para os seguintes destinos: a cadeia ou a morte.
As fotos que exibimos a seguir demonstram a comemoração por estar no mal e o resultado dessa opção.





 Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Escolhas? Realmente, eles tiveram as mesmas escolhas que o filho do Michel Temer, por exemplo, dono de imóveis que, somados, chegam a mais de R$ 2.000.000,00.

    Acho que todos que exercem algum cargo na segurança pública deveriam ter aulas sobre economia, para aprender sobre o exército industrial de reserva, onde pessoas são excluídas do mercado de trabalho propositalmente, em uma estratégia de manutenção dos níveis salariais (o bom e velho "Não quer ganhar só isso? Tem quem queira"). Ou seja, produzimos miséria para gerar riqueza de poucos.

    Para além disso, falta educação de qualidade, habitação digna, saúde pública eficaz, cultura, lazer e uma série de outras políticas públicas que fariam o índice de criminalidade despencar.

    Países como a Holanda, onde investe-se pesado no social, estão com um "terrível problema": não existem presos, os presídios estão vazios. Todavia, alguém certamente responderá "o Brasil é um país de Terceiro Mundo, isso nunca acontecerá". Será? Experimentem mudar o jeito de votar. Esqueçam a velha política, que perpetua as mesmas figuras no poder há décadas, votem em candidatos com uma proposta social bem elaborada, sólida. Vão para as ruas exigir educação de qualidade, dignidade para todos.

    Enquanto vocês não saírem do mundinho corporativo de vocês, nada mudará. Não adianta ocupar a ALERJ em um dia e, no outro, baixar o pau em professores que pleiteiam o mesmo direito que vocês.

    Para cada professor que vocês baixaram o pau na ALERJ, dez bandidos serão produzidos, pois o professor tem a capacidade de mudar destinos. Mas, para isso, eles precisam de condições dignas de trabalho e salário.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.