BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

PACOTE DE MALDADES: QUEM "QUEBROU" O RIO DE JANEIRO QUE PAGUE O CONSERTO



Prezados leitores, os governos Sérgio Cabral-Pezão e Pezão-Dornelles "quebraram" o Rio de Janeiro, destruindo a economia, cabe a eles todos os ônus para consertarem o mal que fizeram.
Não devem e não podem ser os Policiais Militares, os Bombeiros Militares, o funcionalismo público e a população os penalizados para consertar o que eles quebraram.
O denominado "pacote de maldades" do governo Pezão-Dornelles não pode passar na ALERJ.
Cabe a nós, as vítimas, promovermos uma mobilização forte e contínua para impedir que façam mais essa covardia.
É hora de lutar pelos nossos direitos.

"Jornal O Globo
Estado divulga pacote de austeridade para enfrentar a crise
Palácio Guanabara quer descontar 30% de todos os servidores, restringir o Bilhete Único e aumentar ICMS
por Carina Bacelar e Danielle Nogueira
04/11/2016 4:30 / Atualizado 04/11/2016 10:03
RIO - O Rio vai encarar, a partir do próximo ano, o pacote de austeridade mais duro da crise financeira que está enfrentando. Entre decretos que serão publicados no primeiro dia de 2017 e projetos de lei que chegarão hoje à Assembleia Legislativa, o Palácio Guanabara pretende adotar medidas como aumentar a contribuição previdenciária, inclusive com a criação de uma alíquota extraordinária, acabar com programas sociais, suspender reajustes salariais, cortar cargos comissionados, elevar impostos e recorrer aos fundos de outros poderes para pagar servidores. O resultado seria um ganho de arrecadação de R$ 13,4 bilhões em 2017 e de R$ 14,76 bilhões no ano seguinte. O governo do estado alega que, se nada for feito, o rombo ao fim de 2018 vai chegar a R$ 52 bilhões.
— O estado está quebrado. É preciso fazer alguma coisa — defendeu uma fonte do Palácio (Leiam mais)".

Juntos Somos Fortes!

6 comentários:

  1. São uns comédias mesmo, né? Quebram o Estado e vem cobrar da população? Sim, porque há elevação de ICMS sobre energia elétrica, combustíveis, bebidas e cigarros, ou seja, TODO O POVO do RJ vai pagar a farra da "gang dos guardanapos"? Tão de sacanagem, né? Em qualquer outro lugar do Mundo esse governador teria sido linchado em praça pública!

    ResponderExcluir
  2. OS SUSERANOS E OS VASSALOS

    O ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO FOI VIOLADO, ESPANCADO, ACHINCALHADO, USURPADO, ROUBADO, HUMILHADO, DESRESPEITADO, AVACALHADO;
    OS DIREITOS ADQUIRIDOS PREVISTOS NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E QUE NEM A LEI PODE PREJUDICAR FORAM ATROPELADOS PELOS CORRUPTOS!!!
    A DIVULGAÇÃO DO PACOTE DE MALDADES CRIMINOSAS CONTRA OS SERVIDORES PÚBLICOS DIVULGADO PELO DESGOVERNADOR PEZÃO, NÃO DEIXAM DÚVIDAS: A FALA INSEGURA E ARRASTADA, AS ATITUDES, O OLHAR PERDIDO, BALBUCIANDO PALAVRAS DESCONEXAS E FRASES SEM CONCORDÂNCIA VERBAL OU SENTIDO LÓGICO, DEMONSTRAM QUE ELE NÃO CONTROLA MAIS AS SUAS FACULDADES MENTAIS E MOTORAS.
    AO SEU LADO OUTRA PESSOA SENIL, MAIS DE 80 ANOS, EX MINISTRO DA FAZENDA DE SARNEY NA ÉPOCA DA MAIOR INFLAÇÃO QUE O BRASIL ATRAVESSOU, O DESGOVERNADORNELLES.
    O SECRETÁRIO DE FAZENDA GUSTAVO BARBOSA VEIO DA CEF ONDE FOI DIRETOR DE SEGURIDADE E PREVIDÊNCIA, MAS NÃO CONSEGUIU ESTANCAR O ROUBO DE MAIS DE 20 BILHÕES NA FUNCEF. SOB SUA GESTÃO O RIO PREVIDÊNCIA QUEBROU E ELE CULPOU OS SERVIDORES INATIVOS E CONTINUA COM O MESMO DISCURSO.
    O ARRESTO, SEQUESTRO E CONFISCO DE SALÁRIOS E GRATIFICAÇÕES JÁ CONCEDIDAS SERÃO TOMADOS DOS SERVIDORES;
    OS RESPONSÁVEIS POR ESSA TERA MONUMENTAL ROUBALHEIRA ESTÃO SOLTOS E GASTANDO O DINHEIRO DO BUTIM NAS MELHORES CAPITAIS DO MUNDO, NAS BARBAS DO TJ,MPE,TCE E ALERJ;
    O SENHOR PICCIANI JÁ SE DECLAROU A FAVOR DAS MEDIDAS E NA MAIOR CARA DE PAU, PASMEM, DISSE QUE OS SERVIDORES JÁ FORAM BENEFICIADOS ATÉ AQUI;
    O FIM DOS TRIÊNIOS PARA OS SERVIDORES DO PODER EXECUTIVO NÃO VÃO ATINGIR OS SUSERANOS A SABER: TJ,MPE,ALERJ, TCE E DEFENSORIA PÚBLICA.
    ESTAMOS NUMA SINUCA DE BICO E NÃO TEMOS A QUEM RECORRER!!!
    PAULO FONTES

    ResponderExcluir
  3. sim cortem na carne, vamos acabar esses salários astronomicos para governador, prefeito, deputados estaduais, e vereadores, nada de comprar carro pagar plano de saúde, vamos reduzir o salários deles em 50% e pronto está resolvido o problema do Rio de Janeiro, somente assim vamos ter paz nessa terra, chega desses sangue sugas, coronel vamos começar a campanha CHEGA DE MAMATA, eles precisam entender não existe mais espaço no estado para tanta mordomia e roubo, chegou ao fim, vamos a luta povão.

    ResponderExcluir
  4. E o dinheiro das Olimpíadas e da Copa, não diziam que ia ser bom para o Rio/ RJ? Bom pra quem? Boa Rio Previdência, transformado em ações e títulos americanos cadê? E a PM com ordens pra bater em professor e alunos que estão contra as refirmas eo pacote de maldades, vai continuar? Todos juntos somos fortes, o Rio vai parar!.

    ResponderExcluir
  5. Recebi um email de um conhecido que trabalha na Alerj, o boato que corre por lá é que existe uma negociação entre o governador e os deputados para que estes recebam a módica quantia de R$100.000,00 para votar a favor do pacote de maldades, então tem dinheiro neh!

    ResponderExcluir
  6. Como vê a boa vontade de apenas um cidadão, IVAN BAPTISTA professor de Direito publico,imagine uma equipe completa quantas ideias viáveis não surgiriam? Esse desgovernador Pezão não sabe governar não precisamos de um incompetente. FORA PEZÃO!
    Como servidor do estado do RJ concursado e professor de Direito , com Especialização em Direito Público e Tributário e aluno de um Mestrado em Regulação , me sinto no dever de tecer algumas explicações sobre a atual crise econômica e comentar possíveis soluções , pois como profissional estou vendo muitas aberrações jurídicas e falta total de competência econômica dos governantes e sua equipe técnica em geral.
    Podemos gerar recursos sem precisarmos sacrificar os aposentados , servidores públicos, bem como reduzir o orçamento em saúde e educação .
    O Estado do RJ nesse momento precisa de técnicos especialistas em tributação , direito e economia, não de políticos , que só sabem fazer acordos e ganhar votos . Precisamos consertar essa lambança que estes incompetentes fizeram em décadas de desperdícios e corrupção, sem nos sacrificarmos ainda mais .
    Vamos lá . Algumas observações e propostas a serem seguidas .
    1- Tolerância zero com a corrupção , repatriar o que foi desviado e lavado e prender como exemplo os autores .
    2 - Cortar adicionais e auxílios dados ao alto escalão dos 3 poderes , bem como suas gratificações de chefias , como as DS e DAS, auxilios moradias , acúmulos de funções, auxílios educação ao alto escalão, auxílio paletó e verbas de gabinete e cursos internacionais , pagos com dinheiro do contribuinte .
    3 - Movimentar propostas junto ao congresso nacional , de um novo pacto federativo tributário . A União recebe mais recursos que os estados , haja vista como no império , um modelo centralizador , em contra partida os estados tem maiores obrigações com serviços básicos , como educação , saúde e segurança pública .
    4 - Propor uma PEC , para criar nova destinação para as taxas judiciárias , taxa de incêndio, tarifas públicas e criar a taxa de polícia judiciária , para certidões , crimes de menor potencial ofensivo privados e mediante ação condicionada, bem como retirada de 2 via de boletins de ocorrência e extravios de documentos . Tendo estas taxas destinação para pagamento de pessoal e infraestrutura , sendo complementada pelos impostos .
    No caso da taxa judiciária , sendo esta destinada ao pagamento de pessoal , como magistrados e serventuários.
    5- Retirar o MP e Defensoria Pública da estrutura do Executivo e passá-la para o Poder Judiciário , sendo que suas despesas e pessoal deveram ser pagas por este.
    6- Criação de um Banco do Estado , como o antigo BANERJ , mas com administração majoritária particular , tendo somente 49 % de ações públicas e administração particular . Como sabemos todos os bancos mesmo na crise tiveram receitas líquidas superavitárias , ao ponto do Banco Itaú demonstrar lucro líquido de 15 Bilhões ano passado .
    7 - Criação de referendo popular para criação de novas construções antes aprovado um projeto de viabilidade e discutido com os conselhos regionais de técnicos de professores da área.
    Seria o começo . Em nenhum momento foi falado em aumento de previdência e redução salarial de servidores .
    E necessidade de tramitação urgente .
    Divulguem!!!
    Ivan Baptista
    Servidor Público Concursado
    Professor de Direito Público.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.