Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

segunda-feira, 3 de julho de 2017

A MATANÇA DE POLICIAIS MILITARES SEGUE NO "RIO PACIFICADO"



Prezados leitores, a falência da gestão na segurança pública do estado do Rio de Janeiro fez com que a violência ficasse inteiramente fora de controle.
Como temos comentado em artigos e vídeos, sem o emprego das Forças Armadas na segurança pública, o quadro se mostra irreversível.

"Jornal Extra
02/07/17 17:58 Atualizado em 02/07/17 20:24 
Policial militar morre após ser baleado em comunidade na Baixada Fluminense 
O policial militar Olivar Teixeira dos Santos, de 42 anos, morreu após ser baleado durante patrulhamento na comunidade Vai Quem Quer, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, na tarde deste domingo. 
De acordo com informações da assessoria de imprensa da Polícia Militar, o agente, lotado no 15º BPM (Caxias), ficou gravemente ferido e foi encaminhado para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna. Ao dar entrada na unidade de saúde, com diversas marcas de tiro e vasos sanguíneos lesionados, a vítima foi sumetida a uma cirurgia, mas não resistiu. 
Há relatos de que, durante o confronto naquela comunidade, três suspeitos também foram baleados e não sobreviveram. Dois deles, socorridos no mesmo hospital para onde o sargento da PM foi levado, morreram no local: Hugo Richarde da Silva Correia e Antônio Rozemberg de Castro. 
Ao menos 84 policiais, contando com Santos, já foram mortos no Estado do Rio somente em 2017, mais do que os 77 registrados em todo o ano passado (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. Isso é loucura .! É um abate anunciado. O Estado não deve persistir forçando com a farsa ! E as polícias não deve persistir fazendo o jogo de papel de braço do Estado e da Lei. O Crime Organizado não reconhece mais isso. Não respeita mais nem o Estado, nem políticos, nem a Lei , nem a Justiça! Eles não tem compromisso com a farsa política! Agora é jogo de Força bruta!: é guerra! As Policias devem se unir e estar prontas a serem um braço das Forças Armadas na recuperação , agora, não só da Segurança pública, mas da Segurança Nacional e do território público! Hora de transpor os limites do Sistema; e se tornar Força independente comprometida com a Nação!

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.