BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

LAVA JATO ALCANÇA EMPRESAS DE ÔNIBUS DO RIO DE JANEIRO



Prezados leitores, a Operação Lava Jato (e as operações que nasceram a partir dela) demonstra que o alcance é amplo, geral e irrestrito.
No Rio de Janeiro, especificamente, todos os políticos e os empresários que participaram de algum tipo de esquema criminoso devem colocar as barbas de molho, considerando que a hora de cada um deverá chegar mais cedo ou mais tarde.

"Site G1
PF prende Jacob Barata Filho no aeroporto do Galeão 
Empresário filho do 'Rei do Ônibus' foi detido na área de embarque, quando ia para Portugal. Força-tarefa da Lava Jato encontrou indícios de pagamento de propina a políticos. 
Por Arthur Guimarães, Leslie Leitão e Mônica Teixeira, Fantástico 
02/07/2017 22h31 Atualizado há 56 minutos 
A Polícia Federal prendeu na noite de domingo (2) Jacob Barata Filho, um dos maiores empresários do ramo de ônibus do Rio de Janeiro. Ele foi preso no Aeroporto Internacional Tom Jobim pela força-tarefa da Lava Jato ao tentar embarcar para Lisboa, Portugal. O empresário já estava na área de embarque e foi levado para a Superintendência da PF, na Zona Portuária do Rio, após passar pelo Instituto Médico Legal (IML) na madrugada desta segunda-feira (3). Ele não quis falar com a TV Globo na saída do local (Leiam mais e assistam a reportagem)". 

Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. CARO COMPANHEIRO CORONEL PMERJ PAUL,
    O que verdadeirmente causa espanto é o fato desse tipo de prática criminosa somente agora vir a tona, pois todo mundo deve saber, e as autoridades sabem, que uma das principais "malas" que abastece os políticos, as campanhas políticas, o partidos políticos, é a "mala" dos serviços concedidos, dos quais o transporte pode ser o principal, isso desde os tempos de dom joão charuto.
    Causa mais espanto ainda o fato da polícia a qual compete a apuração das infrações´penais, conforme se depreende do mandamus constitucional insculpido na carta de 1988, não exercer o seu mister a fim de investigar e levar ao ministério público esse tipo de crime, w com a sua omissão, deixar por conta da operação lava jato apurar esse delito.
    SAUDAÇÕES
    PAULO FONTES

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.