Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

BRASIL: 42 MIL JOVENS DEVEM SER MORTOS ATÉ 2019


Prezados leitores, a "guerra brasileira".

"JORNAL DESTAK
42 mil jovens devem ser mortos até 2019
28 de Janeiro de 2015
Estudo divulgado ontem indica que mais de 42 mil adolescentes entre 12 e 18 anos devem ser mortos no Brasil até 2019. Com base em dados de 2012, o IHA (Índice de Homicídios na Adolescência) projeta que a situação tenha se agravado desde então.
A pesquisa, elaborada pela Unicef, braço das Nações Unidas para infância e adolescência com a SDH (Secretaria de Direitos Humanos da Presidência), a ONG Observatório de Favelas e o LAV-Uerj (Laboratório de Análise da Violência da Uerj) projeta uma aceleração do aumento registrado em 2012, quando os homicídio de adolescentes cresceram 17% em relação a 2011.
Na época, o IHA subiu de 2,84 para 3,32. Isso significava que, de cada mil adolescentes que, em 2012, completaram 12 anos, 3,32 devem morrer antes de chegar ao 19 anos, em 2019.
A proporção de homicídios como causa de morte de adolescentes, em 2012, era quase nove vezes maior do que na população brasileira total: 36,5% contra 4,8%.
Assim como entre os adultos, a situação de violência entre os jovens é mais grave no Nordeste, onde o IHA é de 5,97 e estão as quatro capitais mais violentas para pessoas de 12 a 18 anos.
Fortaleza lidera, com 9,92 mortes para cada mil - praticamente o triplo da média nacional. Depois, vêm Maceió (9,37), Salvador (8,32) e João Pessoa (6,49).
O Sudeste tem o menor IHE por regiões: 22,5. Rio de Janeiro (2,06) e São Paulo (1,62) estão abaixo dessa média (Leia)". 

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.