BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

domingo, 11 de janeiro de 2015

RIO: A SEGURANÇA PÚBLICA INTEIRAMENTE FORA DE CONTROLE

Prezados leitores, o governo segue formando muito mal os Policiais Militares no Rio de Janeiro e quando eles erram, o governo os acusa ou se cala.
Deixamos uma ideia para a Revista Veja:
- Busquem saber junto à Polícia Militar de quantas instruções de perseguição policial os PMs envolvidos participaram?
Leiam a reportagem publicada pela revista Veja sobre mais uma tragédia que ocorreu no Rio envolvendo Policiais Militares formados no governo Cabral-Pezão.




Juntos Somos Fortes!

8 comentários:

  1. CORONEL PM PINHEIRO NETO COLOQUE SUBTENENTES NAS UPPs

    Uma sugestão que merece ser avaliada foi encaminhada para o nosso portal: a colocação de Subtenentes PM nas UPPs.
    Comentário:

    "Uma sugestão ao Comandante Geral: Penso que seria importante colocar alguns subtenentes, estes de curso no meio dos soldados recém formados nestas UPPs! Digo isso, pois eles são qualificados, bem fisicamente, novos ainda, pois têm mais ou menos entre 10 e 12 anos de policia! Eles não têm vícios, e são o futuro da corporação. Os subtenentes novos, são os sangues novos na PMERJ, são inteligentes, bem formados, capacitados e os batalhões convencionais estão lotados deles! O que faz falta nas UPPs sobra nos batalhões convencionais. Acho uma covardia colocar apenas recrutas nestas áreas de pacificação. Há a necessidade de usar esta mão de obra qualificadas pelo estado e que está se perdendo sem função no interior das unidades. Poderiam mandar alguns policiais novos para os batalhões onde moram e puxarem estes subtenentes da prova de sargento de 2006. Pensem nisso senhores chefes e comandantes de UPPs".

    A ideia é muito boa, considerando que os jovens PMs que estão nas UPPs não possuem qualquer experiência, o que sobra nos Subtenentes.

    A implantação das UPPs apenas com PMs saídos do Curso de Formação de Soldados foi um erro primário.

    Hora de consertar.
    Fonte: http://www.sospoliciais.com/2015/01/coronel-pm-pinheiro-neto-coloque.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho sua ideia ruim...! O que seria mais do que conveniente e colocar os 3º e 2º Sgt nos comandos de patrulha nas UPPs, isso sim seria uma renovação de tropa. Outra coisa, colocar Of QOA tb nos comandos, seria uma opção válida.

      Excluir
    2. TA SE BORRANDO DE MEDO, É UM MERDA MESMO, FICA SE GABANDO DIZENDO QUE É MELHOR QUE OS OUTROS, MAS QUANDO É COLOCADO A PROVA DEMONTRA O QUANTO É FROXO E DESPREPARADO. QUALQUER UM PODE PASSAR EM UMA PROVA FEITA ENTRE QUATRO PAREDES E COM TODA A TRANQUILIDADE, AGORA NÃO É QUALQUER UM QUE TEM CAPACIDADE DE LIDAR COM O MEDO E ENFRENTAR MORTE PARA DEFENDER A SOCIEDADE, ISSO NÃO TEM PREÇO.

      Excluir
  2. Sobre esse tema, ver dissertação feita na UFF sobre a formação na PMERJ intitulada como: Preparados para o fracasso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grato pela informação.
      Você teria o link para facilitar a consulta.
      Obrigado.

      Excluir
  3. Na primeira das duas fotos postadas no jornal Extra, que provavelmente é de antes da abordagem, dá para ver perfeitamente que o giro da VTR está ligado, o que desmente a versão das ocupantes do hyundai.

    ResponderExcluir
  4. PMs q.partic.de prisões de traficantes em cabo frio junto com a Pol Fed. Foram punidos pelo Cmdo chamados de corruptos ladrões safados e transferidos para unidades longe daquele município. Covardia pura. O que estimula os novos PMS a fazer vista grossa para os criminosos. O que desestimula e muito a tropa de modogeral

    ResponderExcluir
  5. Somente a perícia poderá fornecer indícios para afirmar se o policial atirou para o chão, como alega em um trecho, ou se atirou diretamente no automóvel. De quem parte a política de fornecer fuzis para utilização nesses casos e não a 12 com balins? É o policial que escolhe ou já passou a ser uma política de comando e bem vista pelo secretário e governador???????
    "Especialista" diz que o tiro só é legal quando há uma agressão. A legítima defesa na iminência de agressão, diferente de agressão atual não vale mais? O estrito cumprimento do dever legal não existe mais? O policial deve deixar o "bonde" seguir livremente pelas ruas à noite, se fosse esse o caso? Era plausível a interpretação de que se tratava de um carro em fuga, dado o andamento do serviço (ocorrências da semana e do dia)? A que velocidade estava trafegando à frente do carro da polícia? A velocidade do suspeito aumentou, diminuiu, era a própria da via?
    Policiais são assassinados, emboscados, torturados etc. numa frequência que só ocorre no Brasil e, particularmente, no Rio. Policiais aqui trabalham com os nervos à flor da pele. Sirene tocou algumas vezes, inclusive com as luzes da sinaleira ligada. Motorista não diminuiu a velocidade e parou por que? O que tinha no carro? Fizeram exame etílico para saber se o motorista não parou porque achou que ia ser flagrado dirigindo sob efeito do álcool?
    Os questionamentos acima, feitos rapidamente, sem nem contar os tiros que a Imprensa disse que foram DEZ! Policial que atira com fuzil para matar efetuando DEZ disparos e só acerta uma pessoa no carro? Vejam que é bem diferente da França aonde quem tem fuzil e atira para matar dá no que deu, mata dúzia. Julgamento justo e não linchamento.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.