Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

REGULAMENTO DISCIPLINAR MILITAR PODE NÃO SER MAIS APLICADO NA POLÍCIA MILITAR



Prezados leitores, humilhados, assistimos uma nova passagem do comando geral da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, instituição criada em 13 de maio de 1809, sem o cumprimento do determinado pelas normas da instituição.

A troca de comando foi feita no gabinete, sem a presença da tropa, em desconformidade com o determinado pela NOTA DE INSTRUÇÃO Nº 003/91 que tem como finalidade regular o Cerimonial Militar da passagem do Comando da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. 
No governo Cabral Pezão o descumprimento da Nota de Instrução ocorreu nas seguintes passagens de comando da PMERJ:

1) Do Coronel PM Ubiratan para o Coronel PM Pitta.
2) Do Coronel PM Pitta para o Coronel PM Mário Sérgio.
3) Do Coronel PM Mário Sérgio para o Coronel PM Costa Filho.
4) Do Coronel PM Costa Filho para o Coronel PM Luís Castro.
5) Do Coronel PM Luís Castro para o Coronel PM Íbis.
6) Do Coronel PM Íbis para o Coronel PM Pinheiro Neto.
Na verdade a Nota de Instrução só foi cumprida na passagem do Coronel PM Hudson para o Coronel PM Ubiratan, solenidade organizada pelo governo anterior.
O governador Pezão deve decidir se a Polícia Militar é militar ou não?
O que não pode continuar é usar o militarismo para prejudicar os Policiais Militares (Código Penal Militar e Regulamento Disciplinar Militar) e não usar o militarismo para preservar a identidade e os valores da instituição.
Com a palavra o governador.

Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. na hora em que o CMT da PMERJ da o ton de um comando relmente voltado para a passificação e valorização do PM troca-se!!! Cel Íbis Parabéns!!!

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.