Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

domingo, 29 de janeiro de 2017

SÉRGIO CABRAL É A "MINA DE OURO" DE BANGU 8 ?

Prezados leitores, sempre que conversamos sobre o fato de Sérgio Cabral, esposa e amigos estarem presos no Complexo Penitenciário de Bangu, todos os nossos interlocutores questionam sobre as mordomias que eles devem estar recebendo.
Nós apresentamos como argumento em contrário o fato dos Agentes Penitenciários não estarem nem um pouco satisfeitos com o governo, portanto, nada facilitariam.
Ninguém acredita.
Teorias sobre as mordomias que Cabral estaria recebendo são as mais variáveis.
A mais comum é no sentido de que Cabral e sua turma são atendidos por um pequeno grupo de Agentes Penitenciários, o que impediria o vazamento das mordomias.
O Jornal O Dia parece interessado em descobrir.





"Jornal O Dia 
O DIA revela rotina e regalias de Sérgio Cabral em Bangu 8 
Seap nega compra de comida a mais na cantina e visitas para leitura na biblioteca no período da noite 
29/01/2017 11:00:00 - ATUALIZADA ÀS 29/01/2017 12:59:15
BRUNA FANTTI
Rio - No seu primeiro aniversário na prisão, na sexta-feira, o ex-governador Sérgio Cabral recebeu a notícia de que um grupo de bombeiros havia levado um bolo para a porta do presídio. Recebeu a ironia com raro bom humor. “Ele riu e disse: ‘e onde ele está?’”, afirmou um agente à reportagem. Não houve visitas nem canto de parabéns. Ainda no pátio, recebeu o cumprimento discreto do cantineiro. Passou o dia lendo. 
Os seus 54 anos foram comemorados somente ontem, quando recebeu a visita dos familiares e ficou até as 14h30 no pátio com a esposa, Adriana Ancelmo, que também está presa. Os encontros entre os dois, às quartas-feiras e sábados, já ocorrem há três semanas e estão dentro da rotina normal do presídio. Mas nem sempre foi assim, de acordo com quem conhece o dia a dia de Bangu 8 — onde Cabral está preso desde 17 de novembro acusado de desviar verbas de contratos públicos (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. Caro Coronel Paúl, é claro que eu sei que a situação no Brasil e no nosso Rio de Janeiro é muito grave. Mas, como eu o fiquei conhecendo graças ao caso da Flamenguesa, peço licença para retomar o assunto.

    O senhor foi até São Paulo fazer cópias do processo, arquivado, com esperanças de reabri-lo. Meses depois, o assunto raramente voltou à pauta em seu blog e/ou Twitter. Não sei se seria o momento oportuno, mas, como a imprensa continua citando o caso, sem nunca livrar a cara do Fluminense, permita-me insistir um pouco.

    Uma das poucas saídas para o real desfecho do caso é justamente o seu empenho em desvendá-lo.

    https://esporte.uol.com.br/futebol/listas/teorias-da-conspiracao-veja-10-historias-misteriosas-do-futebol.htm

    Esse link, acima, é desse último domingo, dia 29/01/2017 e, nele, há um comentário, na segunda página da área de comentários, que não pode ser desconsiderado:

    "professorgato

    12 horas atrás

    Verdade. Aliás, quem garante que o dinheiro do suborno da Lusa não veio do Eike Batista, a pedido do vice presidente do Flamengo?"

    Será?

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.