BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

O PACOTE, OS DEPUTADOS, OS SERVIDORES, OS MILITARES E A INTELIGÊNCIA



Prezados leitores, desde o início da luta dos servidores e dos militares (PMs e BMs) contra os desmandos do governador Pezão e dos seus assessores, a Associação dos Oficiais Militares Ativos e Inativos da PMERJ e do CBMERJ (AOMAI) tem participado dos protestos nas ruas, das reuniões com o Comandante Geral da PMERJ, das reuniões com o governador e com as associações de classe, além disso, tem emitido ofícios com propostas e uma carta aberta para a população, imprensa e autoridades.
A AOMAI tem feito a sua parte e de modo ordeiro e pacífico.
A participação tem sido reproduzida neste espaço, onde publicamos artigos, fotos, vídeos e cópias dos ofícios.
Hoje, considerando a importância do conteúdo e a proximidade do reinício dos trabalhos na ALERJ, nós queremos solicitar (caso ainda não tenha sido produzido e encaminhado) que o Comandante Geral da PMERJ, após análise da Coordenadoria de Inteligência, emita o documento de inteligência que foi proposto pela AOMAI, centrado no axioma que é melhor prevenir do que remediar.
O ofício foi publicado neste blog e não repetiremos o seu conteúdo, mas em apertada síntese lembramos que segundo a avaliação ocorrida durante reunião de Coronéis PM na AOMAI,  servidores e militares estão encarando a votação do "pacote de maldades", no que diz respeito aos deputados estaduais da seguinte forma:
- Votou a favor do governo Pezão é inimigo dos servidores e dos militares; e
- Votou contra o governo Pezão é amigo dos servidores e dos militares.
A avaliação feita na AOMAI pode estar errada, mas pelo que foi percebido ao longo dos protestos, servidores e militares estão encarando dessa foram a participação dos deputados.
A "coisa" ficou pessoal.
Ninguém admite perder um centavo (aumento contribuição previdenciária) para tapar os roubos dos políticos.

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.