BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

FLUMINENSE X PALMEIRAS: O RETRATO DA ARBITRAGEM NO BRASIL


Prezados leitores, os dois jogos pela Copa do Brasil reunindo os times do Palmeiras e do Fluminense foram emocionantes, mas de baixo nível técnico, uma decorrência natural de elencos repletos de carências, fato comum a quase todos os times atuais do Brasil.
Nem nos nossos piores pesadelos nos imaginamos que um dia o Fluminense teria a sua zaga formada por Wellington Silva, Gum, Marlom e Breno Lopes.
Além dessas constatações, o fator decisivo inegavelmente foi a arbitragem, isso nos dois jogos, o que demonstra o baixo nível da arbitragem nacional. 
Para não perdermos tempo discutindo lances que geram interpretações variadas, inclusive contrárias às regras, como as que ouvimos até dos comentaristas de arbitragens, citamos apenas o pífio acréscimo de 4 minutos dado pela arbitragem no segundo jogo, quando o time do Palmeiras ficou mais no chão do que em pé, durante o segundo tempo. Vale acrescentar que nem os 4 minutos a arbitragem respeitou, no momento que só existia um time em campo, pois o Palmeiras se arrastava.
Os erros de arbitragem tem decidido muitos jogos no Brasileirão e na Copa do Brasil, isso é péssimo, pois tira o brilho dos vitoriosos.
A expressão "roubado é mais gostoso" ofende aos valos éticos e morais que também devem existir no futebol, embora os próprios jogadores sejam os primeiros a violarem tais conceitos, sendo verdadeiros autores para simular faltas.
O nosso futebol anda muito parecido com a nossa política.
Infelizmente, para nós que somos tricolores, o Fluminense foi o prejudicado dessa vez, mas poderia ser o Palmeiras, pois as arbitragens erram de forma ampla, geral e irrestrita.
O fato marcante foi o esforço do jogador Fred, algo muito raro no futebol brasileiro atual.
Se ele faz o segundo gol no fim do jogo, jogando com uma perna só, mereceria uma estátua na sede do Fluminense.

Juntos Somos Fortes!

3 comentários:

  1. Segundo gol que poderia surgir naquele corner, interrompido pelo árbitro, aos 48'50'' da partida que iria até os 49'...

    ResponderExcluir
  2. Dois jogos: um penalty inexistente para o Palmeiras em cada um deles.

    CBF e comissão de arbitragem: dominadas pelos paulistas.

    Campeonato Brasileiro: Corinthians disparado na frente.

    Copa do Brasil: Final paulista.

    Esse é mesmo o país do Flalusagate, da impunidade e do 7x1.

    Plim! Plim!

    ResponderExcluir
  3. E há quem diga, como o tal do Peninha, que o Fluminense compra a arbitragem.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.