BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

terça-feira, 13 de outubro de 2015

"O ESCÂNDALO DO BRASILEIRÃO 2013" - O MINISTÉRIO PÚBLICO VAI ACHAR OS CULPADOS


Prezados leitores, a população não tem o hábito de levar ao conhecimento do Ministério Público - o fiscal da lei -, as denúncias sobre fatos que considera ilegais.
Cabe destacar que a população também não tem o hábito de fazer denúncias junto aos órgãos correcionais.
O brasileiro parece não acreditar nos órgãos encarregados da fiscalização.
Nós achamos que os fiscais não fiscalizam como deveriam.
Nesse aspecto, a atuação do Tribunal de Contas da União no caso das denominadas "pedaladas fiscais" contribui para começar a reverter esse descrédito.
Nós temos uma experiência muito grande no tocante à apresentação de denúncias junto ao Ministério Público e aos órgãos correcionais.
A maioria das nossas denúncias não prosperou, verdade seja escrita, o que só ocorreu por deficiências na investigação desenvolvida.
Algumas avançaram, como o caso dos contratos casados de compra e de manutenção das viaturas da Polícia Militar, que transformou em réus pessoas consideradas blindadas.
Investigar com correção é a chave do sucesso para apurar uma denúncia.
No caso denominado "o escândalo do Brasileirão 2013", nós temos esperança que o Ministério Público de São Paulo consiga esclarecer vários aspectos e apurar responsabilidades.
Tanto acreditamos que encaminhamos uma denúncia e o primeiro exemplar do nosso livro.
A nossa esperança se baseia na possibilidade do desenvolvimento de uma investigação de boa qualidade feita através do GAECO.
Uma investigação que comece com as perguntas certas e para as pessoas certas.
Salvo melhor juízo, os primeiros a serem ouvidos deveriam ser os editores dos sites que noticiaram que o jogador André Santos não jogou e que não noticiaram que ele jogou irregularmente, o que colocou o Flamengo na condição de lutar contra o rebaixamento, como já explicamos centenas de vezes.
A ponta novelo parece ser a essa parte da imprensa, pois eles terão que explicar o inexplicável.
A seguir deveriam ser ouvidos todos os jornalistas ou não que publicamente deram demonstrações de conhecer algo sobre os fatos, como comentamos no livro.
O jornalista Felipe Andreoli precisa ser ouvido, ele foi muito claro na sua entrevista.
Caso o Inquérito Civil Público seja encerrado sem a oitiva desses personagens, ele estará incompleto e poderá não produzir os necessários esclarecimentos sobre o que ocorreu na última rodada do Brasileirão 2013, frustando toda a torcida brasileira ou quase toda, pois quem tem culpa quer que não dê em nada, isso é claro.
Por derradeiro, não podemos esquecer que:
1) O Flamengo foi o clube que deixou de ser rebaixado em razão da punição imposta à Portuguesa em virtude da escalação irregular do jogador Heverton. Os fatos, esses chatos.
2) O promotor Senise já declarou que existem indícios de que alguém da Portuguesa levou vantagem para escalar irregularmente Heverton. Um promotor de justiça não inventaria esse fato. Tal declaração acabou com a possibilidade da coincidência do duplo erro nas escalações irregulares (Flamengo e Portuguesa). 
3) A existência de alguém que recebeu uma vantagem pressupõe que exista alguém que deu tal vantagem.
4) Quem deu pode ser ligado a um dos clubes envolvidos na luta contra o rebaixamento, ligado a um patrocinador ou ligado a uma organização jornalística, citando três possibilidades.

Nós confiamos no MP de SP.

Juntos Somos Fortes!

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Ilídio Lico já foi ouvido pelo MP/SP.
      Contou a mesma história do vinho.
      Sabe que se a investigação seguir vai acabar chegando em quem ele conhece. Melhor parar por aqui, já que ele conseguiu pelo menos lançar desconfiança sobre o Fluminense.

      Excluir
  2. O MP-SP deveria levar em consideração que todos nós, torcedores ou apenas expectadores, somos CONSUMIDORES DE FUTEBOL. Compramos ingressos, compramos jornais, pagamos (caro) por planos de TV por assinatura, compramos roupas para torcer, compramos bandeiras, viajamos para assistir jogos, nos hospedamos em hotéis... enfim, esse tal futebol faz com que inúmeros cidadãos gastem importante valor que poderia ser destinado de outra forma às suas famílias.
    Tudo isso para, no final do ano, ver um circo como o de 2013 e - pior - ficar tudo por isso mesmo???
    O Brasil urge por mudanças!
    O Escândalo do Brasileirão 2013 seria uma oportunidade de ouro (tal qual a LavaJato, a apuração das pedaladas fiscais, as investigações na CBF) para dar uma resposta aos consumidores.
    QUEM COMPROU A LUSA?

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, Coronel Paúl.
    Concordo com o Anônimo13 de outubro de 2015 18:27.
    O início da investigação do FlameLusa pelo MP/SP foi um suposto desrespeito ao Direito do Consumidor, cujo resultado favoreceria a Lusa, se a ação fosse adiante.
    Quero ver o que vai acontecer quando for confirmado que a tabela final do campeonato brasileiro de 2013 foi alterada para atender motivos outros que não os da prática esportiva.
    Compramos os produtos citados acima pelo nobre leitor comentarista, acreditando na lisura da competição.
    Quantos deixariam de comprar esses produtos se soubessem que um determinado time nunca será rebaixado, de um jeito ou de outro?
    Eu sou um deles, por isso me sinto lesado com o que aconteceu no final de 2013 e exijo reparação.
    De quem não noticiou e de quem agiu fora da lei.

    ResponderExcluir
  4. Boa noite cel paul.
    Concordo plenamente com o ANÔNIMO!
    Fui uma das pessoas que lutou muito para defender o fluminense, passei noites em claro pesquisando na NET coisas que serviriam de provas para tal defesa, briguei muito para defender o nosso tricolor, mas infelizmente essa defesa só pariu de nos, torcedores. Nossos dirigentes não se manifestaram em defesa daquele que paga seus salários, e eu era apenas uma sócia torcedora, que pagava mensalmente minha mensalidade!!
    Cansei!! Cancelei meu titulo!! Não acompanho mais os jogos!! Náo vou mais ao maraca!! Não participo mais de grupos de torcidas!! Não uso mais os meus uniformes que comprei nas vezes em que fui ao clube assistir aos treihos!! Cansei de tanta decepção!!
    Eles continuam recebendo seus salários, mesmo eu não fazendo mais parte do grupo de sócios, o salario deles estão garantidos no fim do mé e ninguém saberá ao menos QUEM FOI A DOIDA QUE FICOU DIAS SEM DORMIR PESQUISANDO AS FALCATRUAS DO FLALUGAGETE!
    Quem irá me indenizar por todos os danos que tive por causa do caso #flalusagate?? Quem irá me ressarcir pelos anos que paguei as mensalidades ao clube que nada fez para defender meus direitos como trocedora??
    Ninguém!!
    Sou apenas uma mera torcedora que sofria, chorava, fica em depressão e tudo por um mero time de futebol!!
    Não!! Cansei!! Continuo sendo tricolor,mas não com o mesmo amor que tinha,porque TUDO NA VIDA CANSA!! canse do meu tricolor!!
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada Marcia:
      A inércia da direção está indignando a todos que estão lutando pelo esclarecimento da verdade.
      Só faço uma ressalva: a direção não é o Fluminense.
      São homens que talvez nem tenham a consciência do que significa ser escolhido pelo Fluminense para ser seu torcedor.
      Se for do seu interesse publicaremos o seu comentário como artigo, basta avisar.
      ST.

      Excluir
  5. Samuel contra o Bahia21 de outubro de 2015 15:51

    Discordo da Márcia, Coronel Paúl.

    Quem tem de reparar os males causados foi quem fraudou o campeonato brasileiro de 2013, pela ordem: a imprensa que não noticiou a escalação irregular do André Santos (que teria mudado tudo e nós não estaríamos aqui perdendo nosso tempo com esse assunto) e os corruptos: comprador e vendedor da escalação do Héverton; além de todos que colaboraram para ocultar os crimes.

    São estes que devem pagar indenizações (milionárias) aos torcedores/consumidores que adquiriram diversos produtos, confiando na honestidade da competição.

    Querer atribuir alguma culpa ao Fluminense, mesmo que seja uma suposta omissão da diretoria nas investigações, é querer mudar o foco, mesmo porque quem investiga é a polícia e o Ministério Público.

    A diretoria tricolor inclusive pediu a reabertura do caso no STJD, no ano passado, tão logo o promotor Senise afirmou que venderam a escalação na Portuguesa.

    Até desconfio que a Márcia seja mesmo uma tricolor. Minha intuição diz que ela é infiltrada.

    Aquele que ama o Fluminense nunca se cansa dele e o amor nunca diminui. Pode até se cansar dos cartolas, mas o Fluminense está acima de tudo.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.