BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

POLÍCIA MILITAR E CORPO DE BOMBEIROS MILITAR: O GRANDE EXÉRCITO DE PENSIONISTAS E DE INATIVOS



Prezados leitores, o receio do governo Pezão tem feito com que os ativos e os inativos da área da segurança pública estejam sendo os primeiros a serem pagos.
Uma realidade que pode mudar a qualquer momento, isso com o governo estadual pagando primeiro apenas os ativos.
Alguém duvida que estamos cada vez mais próximos desse momento?
O governo considera como grupos que não tem capacidade de incomodá-lo NA ÁREA DA SEGURANÇA PÚBLICA as pensionistas e os inativos. 
É uma avaliação coerente diante da realidade que vivemos, onde os ativos não se mobilizam em defesa das pensionistas e não se mobilizarão também caso os inativos deixem de ser pagos.
Quem pode mudar essa cruel realidade?
Os inativos e as pensionistas que ainda reúnem condições físicas de promoverem atos de protesto, inclusive contra a inércia dos ativos.
Somos milhares e estamos espalhados em todo o estado do Rio de Janeiro, temos a força de um grande exército.
O que nos falta?
Organização.
É urgente que pensionistas e que inativos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros comecem a se organizar para a realização de protestos, ordeiros e pacíficos.
A nossa simples presença no QG da PMERJ, no QC do CBMERJ, em OPMs e OBMs trará um incômodo enorme aos ativos que só estão pensando nos seus interesses, aos comandos e ao governo.
A imprensa estará conosco e as imagens ganharão as redes de rádio e de televisão, jornais, revistas e redes sociais.
Vejam o exemplo da Carta Aberta da AOMAI sobre o Réveillon, ela correu o mundo nos noticiários.
Um simples pedaço de papel.
Pensem sobre o efeito de milhares em frente ao QG ou ao QG.
Pensem sobre o efeito de dezenas em frente de todas as OPMs e OBMs, simultaneamente.
Existem incontáveis táticas que podemos utilizar para pressionar o governo.
Obviamente, poderão somar esforços conosco os aposentados do serviço público e as pensionistas, quanto maior o exército, mais força terá.
Nós deixamos essa reflexão: 
- Nós somos fracos, dependemos que lutem por nós ou somos o grande exército de pensionistas e de inativos.

Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Parei de ler no "ordeiros e pacíficos"... não dá mais... sou desordeiro e beligerante.

    ResponderExcluir
  2. Se os ativos n incomodam nem se articulam qto mais quem a vida toda a Aceitou tudo sem reclamar

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.