BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

PACOTE DE MALDADES: ISSO O GOVERNADOR PEZÃO NÃO FALA. POR QUÊ?



Prezados leitores, o governador Pezão quer penalizar apenas os militares estaduais e os funcionários públicos (ativos, inativos e pensionistas).

"Jornal Extra
13/11/16 05:00
Rio gasta mais com Legislativo e Judiciário do que SP e Minas
Elenilce Bottari, Rafael Galdo, Selma Schmidt - O Globo
RIO - Em meio à crise financeira, o custo per capita do Legislativo e do Judiciário do Rio é até 70% maior do que se gasta em São Paulo e Minas Gerais com os dois poderes. Os cálculos são do economista da UFRJ Mauro Osório, que se baseou em dados das secretarias estaduais da Fazenda dos três estados. Para sustentar a máquina legislativa, incluindo a Assembleia do Rio (Alerj) e o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o governo fluminense desembolsou, em 2015, um total de R$ 76,88 por habitante. O gasto paulista foi de R$ 29,40, e o mineiro, de R$ 55,64. Já a engrenagem do Tribunal de Justiça do Rio custou R$ 239,44 por cada morador. Nos outros dois estados, os valores são R$ 188,39 e R$ 169,30, respectivamente.
A despesa per capita com órgãos essenciais à Justiça, como o Ministério Público, também é maior no Rio (R$ 126,07) do que em São Paulo (R$ 75,87 ) e Minas (R$ 72,62).
— O quadro fiscal fluminense é gravíssimo, mas o estado continua gastando muito com o Judiciário e a Alerj. Há um desequilíbrio na conta — diz Osório.
Em 2015, a despesa liquidada da assembleia foi de R$ 748,6 milhões, enquanto a do TCE somou R$ 640 milhões e a do TJ, R$ 4,248 bilhões. A do MP chegou a R$ 1,255 bilhão (Fonte)"

Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. CARO COMPANHEIRO CORONEL PMERJ PAUL
    A REPORTAGEM ABAIXO COLACIONADA DIZ MUITO BEM COMO É A SITUAÇÃO:ELES(TJRJ,MPE,ALERJ,TCE,) SÃO OS SUSERANOS E NÓS OS VASSALOS!!
    PAULO FONTES

    JORNAL O DIA ON LINE

    03/06/2015 00:26:30
    Mais de 90% dos magistrados do Rio receberam acima do teto em março
    Ao todo foram 843 juízes e desembargadores que estouraram o limite de vencimentos; 34 deles ganharam mais de R$ 80 mil

    CONSTANÇA REZENDE

    O salário mais alto foi da diretora de um Fórum, que faturou R$ 129.253 mil
    Foto: Angelo Antônio Duarte / Arquivo Agência O Dia
    Rio - Oitocentos e quarenta e três juízes e desembargadores do Rio de Janeiro receberam vencimentos superiores ao teto constitucional no mês de março. Trinta e quatro ganharam mais de R$ 80 mil. O salário mais alto foi da diretora de um Fórum, que faturou R$ 129.253 mil. Dois meses antes, em janeiro, o contra-cheque de um juiz chegou a registrar R$ 241 mil.

    Ao todo, dos 871 magistrados do estado, apenas 28 não ultrapassaram, em março, o limite de R$ 33.763, valor determinado pela Constituição Federal para o pagamento da categoria e que corresponde a cerca de 90% dos rendimentos de cada ministro do Supremo Tribunal Federal.

    Só em março, a folha de pagamento de juízes e desembargadores totalizou R$ 39.620.635,75, o que corresponde a 50.279 salários mínimos. Outra comparação que ajuda a dimensionar o peso dos supersalários para o Erário mostra que o gasto de março com os juízes é superior ao valor total do custeio mensal da UFRJ. A maior universidade federal do Brasil desembolsa R$ 36,5 milhões por mês para manter toda sua infra-estrutura — seu orçamento anual é de R$ 438 milhões.

    Os dados são de levantamento feito pelo DIA nas folhas de pagamento do Tribunal de Justiça. A pesquisa se concentrou nos três primeiros meses de 2015 e mostra que os ganhos não são eventuais. Em todos os meses pesquisados, 90% dos vencimentos ultrapassaram o teto. A reportagem optou por não revelar os nomes dos juízes, mas os valores dos rendimentos são públicos de acordo com a Lei de Acesso a Informação.

    Penduricalhos

    Oficialmente o salário de um juiz gira em torno de R$ 27.500, mas há uma prática sistemática de agregar aos vencimentos uma série de benefícios que, somados turbinam os ganhos. Em março, a recordista dessa prática recebeu R$ 92.503 em ‘vantagens eventuais’. São benefícios como a venda de férias, bonificação por dar aulas, abono de permanência, licença, acúmulo de cargos e auxílio moradia.


    Veja os salários
    Foto: Arte: O Dia
    A magistrada também ganhou R$ 9.232 das chamadas ‘indenizações’ — elas financiam transporte, mudança, alimentação e moradia — todo mês, os juízes, independentemente de onde moram e trabalham, recebem R$ 4.300 de auxílio-moradia.

    Para o diretor do Sindicato dos Servidores do Tribunal, Alzimar Andrade, os magistrados ganharem acima do teto prejudica a imagem do TJ perante à população. “Há uma discrepância enorme entre o salário dos juízes e dos servidores. Nenhum servidor ganha nem perto disso. O orçamento é o mesmo, e os magistrados abocanham boa parte dele”, disse Alzimar. Segundo ele, a média salarial do servidor do TJ é R$ 4 mil.

    Para o ex-presidente da OAB-RJ, deputado Wadih Damous (PT), os salários dos magistrados são inconstitucionais. “Desde a época da OAB, eu denunciava isso. Estes penduricalhos são usados para extrapolar o teto”, afirma o advogado. “O teto constitucional deve ser respeitado e os juízes do Rio, não respeitam. Isso passa uma péssima impressão para o cidadão comum, que tem um nível de salário muito abaixo dos juízes”, pondera Wadih.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.