Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

PRIMEIRO PRESO ASSASSINADO NO RIO DE JANEIRO EM 2017

Prezados leitores, segundo o contido na notícia ocorreu uma falha administrativa, tendo em vista que o preso não deveria estar no mesmo presídio onde estão presos de facções criminosas.





"Jornal Extra
19/01/17 06:00 
Rio tem primeiro assassinato de preso dentro do sistema penitenciário em 2017 
Carolina Heringer e Rafael Soares 
O primeiro homicídio dentro do sistema penitenciário do Rio em 2017 aconteceu na última segunda-feira. O preso Diego Maradona Silva Souza, de 27 anos, foi encontrado morto “com sinais de morte violenta” na Cadeia Pública Pedro Mello da Silva, no Complexo de Gericinó, Zona Oeste do Rio. A Divisão de Homicídios (DH) investiga o crime.
O detento permaneceu somente 12 dias no sistema penitenciário antes de ser morto. O homicídio aconteceu no dia 16, na cela do seguro do presídio — onde ficam detentos que se dizem ameaçados de morte. Diego foi preso em flagrante em Teresópolis, na Região Serrana, no último dia 4, acusado de estuprar uma criança de 3 anos.
A unidade onde o crime aconteceu, no entanto, abriga presos provisórios da facção criminosa que domina o tráfico de drogas em Acari, na Zona Norte, e na Vila Aliança, na Zona Oeste. O defensor Leonardo Rosa, do Núcleo do Sistema Penitenciário da Defensoria Pública, estranhou o fato de Diego ter sido enviado para esse presídio, já que foi preso por estupro.
 — Acusados de estupro não ficam no mesmo presídio que facções criminosas. Esses grupos não aceitam o convívio. Não sei por que colocaram ele lá — afirma Rosa (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.