Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

domingo, 15 de janeiro de 2017

RIO - PACOTE DE MALDADES - AVAL DO STF É UM ERRO E NÃO IMPEDIRÁ OS PROTESTOS E AS GREVES

Prezados leitores, nós consideramos que o STF não deveria mediar acordos sem que todos os envolvidos participassem da mediação.
Ao avalizar um acordo entre o governo federal e o governo Pezão o STF se posiciona sem ouvir os que sofrerão as consequências desse acordo.
Salvo melhor juízo, a participação do STF foi equivocada.
O Judiciário deve se manter isento para atuar ao ser acionado pelas partes.
Além desses aspectos, consideramos que estão dando importância demais ao aval da Ministra Presidente do STF ao "pacote de maldades" construído pelos governos federal e estadual contra os servidores, os militares, os inativos (aposentados) e as pensionistas.
O aval não tem qualquer força para impedir as greves e, sobretudo, os protestos que se realizarão nas ruas, ações que poderão inclusive desgastar a própria imagem do STF que passará a posição de inimigo dos manifestantes, as centenas de milhares de vítimas do governo Pezão.
O ideal seria o STF se restringir às suas atribuições.




"Jornal Extra
15/01/17 05:00 
Aval do STF impedirá que deputados e servidores questionem pacote de Pezão na Justiça 
Nelson Lima Neto 
A homologação do acordo entre a União e o governo fluminense, que será feita pelo Supremo Tribunal Federal (STF), encerrá, na visão do Estado do Rio, qualquer possibilidade de questionamento da Justiça. Todos os tópicos incluídos no acordo, até mesmo a cessão da Cedae, e os projetos que serão enviados à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) serão considerados legais. No ano passado, por exemplo, ao enviar as propostas que visavam ao ajuste fiscal estadual, o governo sofreu com liminares que impediam a discussão de texto, caso da extinção dos triênios. Se o STF homologar o acordo, o fim dos triênios será, enfim, discutido na Alerj (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. O ex governador está preso por corrupção, e o servidor que vai pagar por essa conta? O STF vai deixar isso acontecer?

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.