Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

quarta-feira, 19 de abril de 2017

JUSTIÇA RECUPERA R$ 150 MILHÕES DO POVO QUE ESTAVAM COM SÉRGIO CÔRTES

ex-secretário estadual de saúde Sérgio Côrtes


Prezados leitores, uma vitória para a população do estado do Rio de Janeiro e uma grande derrota para Sérgio Côrtes, o ex-secretário de saúde do governo Sérgio Cabral. 

"Site G1 
Justiça Federal recupera R$ 150 milhões desviados da saúde do RJ
Informação foi publicada pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo. 90% desse total estava na conta de uma empresa do ex-secretário Sérgio Côrtes. 
Por RJTV
18/04/2017 20h03 Atualizado há 11 horas
A Justiça Federal do Rio conseguiu recuperar R$ 150 milhões desviados da saúde do estado do Rio de Janeiro.
A informação foi revelada nesta terça-feira (18) pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.
De acordo com informações obtidas pelo Rjtv, 90% desse dinheiro, cerca de R$ 135 milhões, estavam na conta da uma empresa que pertence a Sérgio Côrtes, ex-secretário de Saúde do governo Sérgio Cabral.
Sérgio Côrtes foi preso na semana passada durante a Operação Fatura Exposta, da Polícia Federal. As investigações apontam desvios de R$ 300 milhões de dinheiro público da área de saúde. A operação é um desdobramento da Lava Jato no Rio (Leiam mais e assistam a reportagem)". 

Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. Uf.! Enfim algum ar nesse sufoco! Espero que seja monitorado por uma junta de verdadeiros representantes do povo e da própria Justiçasobre em que e onde sera empregado após cair de novo nos cofres públicos. Definir prioridades é muito impirtante! Alem de acertar pagamentos atrasados e direitos., eu vejo como prioridade investir pesado na Policia Militar do Rio para lhe aparelhar a altura de enfrentar o crime organizado no Rio, toda a sociedade ficará acuada pot ter um PM que já não tem uma estrutura apta a sua função no contexto de sua realidade

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.