Comunique ao organizador qualquer conteúdo impróprio ou ofensivo

domingo, 2 de abril de 2017

CONFRONTO EM ACARI: "HUMANAMENTE COMPREENSÍVEL", AFIRMOU COMANDANTE GERAL DA PMERJ



Prezados leitores, o Comandante Geral da PMERJ, Coronel PM Wolney Dias, concedeu entrevista sobre o confronto que ocorreu em Acari.

"Jornal O Dia
'Humanamente compreensível', diz Wolney Dias sobre execução em Acari 
Comandante-geral da PM afirmou ainda que não afastará o comandante do batalhão de Irajá e que vai intensificar cursos de reciclagem de PMs 
01/04/2017 16:04:18 
Rio - Após dois policiais militares do 41º BPM (Irajá) serem presos por executar dois homens, em Acari, na Zona Norte do Rio, o comandante-geral da PM, coronel Wolney Dias, disse que não irá afastar o comandante do batalhão e que vai intensificar os cursos de reciclagem de policiais militares para que situações assim não se repitam. “Não avalio como erro do comando. O comandante não irá ser afastado por isso. O que vamos fazer é intensificar as nossas abordagens de tiros e melhorar o treinamento baseado no relatório de vitimização policial, estudo que estamos fazendo.” 
Wolney afirmou que o vídeo da execução de suspeitos em frente à escola onde Maria Eduarda foi morta o “chocou”, mas disse compreender. “Claro que não concordo. Mas é humanamente compreensível baseado no estresse que esses policiais vivem. Esse ano foram 46 policiais mortos. O PM já atua sob fortíssimo estresse. Estamos em uma guerra, em que o policial atua sob risco de morrer. O vídeo que circulou de um policial agonizando no chão, sem ser socorrido, criou um abalo e grande impacto nos policiais que estão na linha frente”, disse (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

5 comentários:

  1. Excelente o comandante dar este parecer contextualizando o caso. Só falta a denúncia de que os policiais estão entregues a si mesmos, pela política perversa do Estado! e nessa situação, estão em "estado de defesa e de sobrevivência"! Como corporação e como indivíduos! Afinal, estão sendo encurralados pelo crime, pela esquerda (com todos os seus setores, a começar pelos políticos, OAB e Mídia, etc!!) . E situaçoes e fatos como esse caso voltarão a acontecer pois esse é o dia a dia dos policiais! Só o Batman consegue lidar com o crime sem efeitos colaterais! O Problema é que para o crime é sem importância efeitos colaterais! E para a "Justiça" brasileira atual só a cobrança de efeitos colaterais sobre a Polícia! Sem dúvida já ultrapassamos a impunidade e estamos vendo uma descarada política de beneficiamento do crime!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Batman, mesmo ele, era caçado pela Polícia de Gotham também.

      Excluir
  2. Há tempo não leio uma declaração tão realista e honesta como essa. Da mesma forma que a entrevista do Maj Blaz ao RJTV. Talvez se todos os CG anteriores agissem nesse sentido não teria a PMERJ sido tão vilipendiada pela imprensa. Talvez...

    ResponderExcluir
  3. Coronel, a mídia, e sobretudo a rede globo de babaquices e futilidades, insiste em demonizar a PMERJ e tratar marginais e traficantes como "jovens" e "suspeitos", isto é fato. Se o snehor for ver os comentários das notícias envolvendo PMs e autos de ressistências contra traficantes armados com fuzis de guerra, 99,9% são a favor dos policiais. A população está de saco cheio desta histórinha de jovens e suspeitos. Ninguém angole mais este lenga lenga da mídia. Coronel, por que a imprenssa não ataca a PCERJ como ataca a PMERJ? Sería medo por que, tanto a imprensa, os jornais, bem como as celebridades tem o rabo preso e morrem de medo de uma investigação?

    ResponderExcluir
  4. Se o sr fosse corregedor aida e fosse chamado a dar entrevista sobre o caso, o que diria?

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog.