BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

domingo, 28 de maio de 2017

ALERJ: O FEITIÇO VIROU CONTRA O FEITICEIRO

Paes, Picciani, Cabral e Pezão


Prezados leitores, os servidores públicos e os militares têm boas chances de conseguirem a reversão do aumento da contribuição previdenciária junto ao Poder Judiciário.
Caso a vitória aconteça toda a maldade do governador Pezão e dos deputados aliados ao governo terá sido inócua.
Se não bastasse esse desgaste, o presidente da ALERJ que usou um laudo do Corpo de Bombeiros Militar para impedir a entrada dos servidores e dos militares, agora terá que enfrentar um problema, em razão do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário usou o mesmo laudo para solicitar a interdição do prédio onde funciona a ALERJ.

"Jornal Extra
26/05/17 08:00 
Sindicato pede a interdição do Palácio Tiradentes após laudo impedindo a entrada de servidores 
Nelson Lima Neto 
O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (SindJustiça) apresentou, ontem, requerimento junto ao Comando Geral do Corpo de Bombeiros em que pede, entre diversos pontos, a interdição imediata da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). 
O questionamento do sindicato se baseia no laudo apresentado pela assembleia, na quarta-feira, que impediu a entrada de servidores no Palácio Tiradentes para acompanhar a sessão que elevou a contribuição previdenciária para 14%. 
O SindJustiça pede, também, que se apure a procedência do laudo, pois ele não possui uma formulação oficial, e a forma com ele foi solicitado. Segundo o laudo apresentado pela Alerj, cabem no Palácio Tiradantes 310 pessoas (Fonte)". 

Juntos Somos Fortes!

Um comentário:

  1. Coronel, vivemos a ditadura no Brasil, não temos mais justiça.infelizmente não teremos decisão ao nosso favor. O judiciário já foi todo comprado.

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.