BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os livros publicados pelo Coronel Paúl, encaminhe e-mail para pauloricardopaul@gmail.com

segunda-feira, 15 de maio de 2017

PMERJ: UMA POLÍCIA MILITAR DOENTE...



Prezados leitores, os Policiais Militares do estado do Rio de Janeiro estão submetidos a um risco de morte constante, isso acarreta um estresse emocional e físico muito grande, o resultado é uma instituição doente como revela a reportagem.
Solicitamos especial atenção à declaração do Policial Militar sobre o trabalho nas UPPs.

"Jornal Extra
14/05/17 06:00 
Em 2016, Rio teve quatro PMs com problemas psiquiátricos afastados por dia 
Carolina Heringer 
Em agosto de 2012, a UPP do Parque Proletário, na Penha, foi a primeira lotação de X. Era o auge da pacificação. Com o passar dos anos, o PM diz que viu o projeto ruir: os ataques às bases da unidade tornaram-se frequentes, assim como os casos de colegas mortos e feridos e os conflitos com a população local. A rotina de estresse tornou-se insuportável: em 2016, o policial precisou ser afastado. E a situação virou estatística. No ano passado, por dia, em média quatro PMs entraram com pedido de afastamento das funções por problemas psiquiátricos, um total de 1.498 militares.
O número, parte de estudo elaborado pela Comissão de Análise da Vitimização Policial da PM, equivale à quantidade de policiais em dois batalhões de porte médio. A quantidade é 800% maior que o registrado em 2013, quando 188 policiais pediram afastamento.
— O modelo das UPPs foi um engano. Entramos achando que soltaríamos pipa com a população dentro da favela. Foi o que nos venderam. Com o passar do tempo, tudo desmoronou. Passamos a viver numa guerra na qual éramos os alvos o tempo todo. O ambiente é de total hostilidade — relata X (Leiam mais)". 

Juntos Somos Fortes!

2 comentários:

  1. Urge uma intervenção externa à corporação para tira-los desse "condicionamento" e dessa "armadilha" maquiavélica armada pelo estado, pelas mãos de seus governantes , políticos, judiciário e a Mídia! Todo esse descalabro social culpiso deve estar todo nas costas gordas do estado ( o único culpado!) É uma covardia a Poícia ser sutilmente e habil ente manipulada para ser a "testa de ferro" responsavel por conter esse "tsuname social"! Tem que ser apontado o verdadeiro culpado (o estado) e que decrete falência e reconheça a necessidade de uma intervenção militar ( com amplis poderes de Justiça e impisição da Ordem a qualquer custo). A Policia orecisa de "verdadeiros defensores dos direitos humanos" e um redirecionamento de suas forças! Isso nsao e para ser uma guerra pessaol; isso e uma armadilha!

    ResponderExcluir
  2. Com exceção do Cel Paúl e meia dúzia de outros coronéis de verdade, quase a totalidade dos coronéis bateram palmas para aquilo que qualquer policial de patente mediana sabia: "UPP, uma farsa eleitoral". Permitiram que se fizesse política com o sangue alheio para ganhar coordenadorias disso ou daquilo. Deu no que deu: ruas desprovidas de policiamento, mortes de policiais e cidadaos inocentes a 3X4 e colapso total da seguranca pública. A PM ESTÁ MUITO, MUITO DOENTE MESMO! E não tem volta, infelizmente. O crime está a vontade em todos os lugares e os poucos policiais que ainda se dispõem a correr risco de morte e desamparo da própria família para defender essa sociedade igualmente doente está em total desvantagem. NÃO SE COMBATE CRIMINOSOS ARMADOS COMO UM EXÉRCITO COM NOTAS À IMPRENSA DE FRASES PRONTAS E DE EFEITO, A EXEMPLO DOS MARQUETEIROS DOS GOVERNANTES QUE SANGRARAM OS COFRES PÚBLICOS.

    Sgt Foxtrot

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.