BLOG DO CORONEL PAÚL

JORNALISMO INVESTIGATIVO E INDEPENDENTE.

LIVROS ESGOTADOS

Prezado leitor, caso esteja interessado em obter informações sobre os próximos livros a serem publicados pelo Coronel Paúl, basta encaminhar e-mail para pauloricardopaul@gmail.com e forneceremos informações.

domingo, 15 de janeiro de 2017

PACOTE DE MALDADES: MEIRELLES E PEZÃO SÓ QUEREM O AUMENTO DA CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIÁRIA

Prezados leitores, desde que surgiu aquela lista que integrou o "pacote de maldades", nós emitimos opinião no sentido de que o verdadeiro interesse do governo era aumentar a contribuição previdenciária, o que diminuirá o recebimento líquido de todos os servidores, militares (PMs e BMs), inativos (pensionistas) e pensionistas.
O tempo foi passando e isso está ficando mais evidente a cada dia.
Não podemos permitir que cubram os desvios e a má gestão do dinheiro público com o nosso dinheiro.
Aconselhamos a leitura do artigo "Aumento de desconto no RioPrevidência servirá apenas aos interesses dos fundos abutres" (Link).



"Jornal O Dia 
Servidor: Redução de salários e jornada está fora do acordo entre estado e União 
Ação seria mediante diminuição da jornada de trabalho, mas estado resistiu à implementação da medida 
14/01/2017 11:00:41
PALOMA SAVEDRA
Rio - A redução dos salários e da jornada de trabalho de servidores está fora do acordo entre o estado e a União para a recuperação fiscal do Rio — que suspenderá o pagamento do serviço da dívida estadual por quatro anos. 
Segundo uma fonte do governo fluminense ouvida pela coluna, a medida foi descartada no processo de negociação, mas defendida por representantes do Executivo federal. Se essa proposta fosse adiante, teria que receber sinal verde do Supremo Tribunal Federal (STF) — há liminar da Corte impedindo isso — e da Alerj para ser implementada. 
No que se refere ao STF, a ação que trata do corte de vencimentos e de horas trabalhadas do funcionalismo será julgada pelo plenário no dia 1º de fevereiro, logo na volta do recesso. Mas não houve — e nem há — intenção do governo do Rio de adotar essa medida (Leiam mais)".

Juntos Somos Fortes!

3 comentários:

  1. O min Meirelles ainda negocia uma revenda do Rioprevidência, dobrando o valor credor para 4 Bi. Não sei como consegue isso, sem nenhuma Lei que ampare.

    ResponderExcluir
  2. Eu também sempre sinalizei que o pacote era algo "terrível" de fachada, uma técnica de vender o pior cenário para que aceitássemos o aumento da contribuição providenciaria como um mal menor. Um monte de maldades ao mesmo tempo para criar o caos. Observe que o Pezão sempre falou que nao tinha plano B justamente para forçar a insatisfação dos servidores. Tem jeito não. Só um levante sangrento mesmo vai pôr ordem no Estado. Na hora que tiverem de sair pela fronteira seca vestidos de mulherzinhas, aí vão querer buscar abrigo na ONU ou na pqp. Se tivesse uma votação para decidir essa bagaça, eu votaria pelas armas e ponto final. Já estão brincando demais com nossa paciência (nossos representantes tb).

    ResponderExcluir
  3. O Min Meireles está confiante com sua posição ! Cuidado Min. O TRUMP não gosta de brasileiro não, ainda mais, dando uma de esperto nos States ! E olha que ele é magnata, no país dele que afinal, lá o "BURACO É MAIS EM BAIXO" !!!!

    ResponderExcluir

Exerça a sua liberdade de expressão com consciência. O conteúdo dos comentários são de sua responsabilidade.